Redação Pragmatismo
Justiça 20/Jun/2019 às 23:20 COMENTÁRIOS
Justiça

Novo vazamento mostra que Sergio Moro mentiu no Senado

Publicado em 20 Jun, 2019 às 23h20

"Na audiência do Lula não podemos deixar acontecer". Vazamento inédito do The Intercept é divulgado pela Band News FM. Mensagens mostram que procuradores foram trocados após determinação de Sergio Moro. Jornal Nacional repercute

Sergio Moro novo vazamento senado
Sergio Moro (Foto: Geraldo Magela/Agência Senado)

Vinte e quatro horas depois de Sergio ser sabatinado no Senado sobre trocas de mensagens entre ele e os procuradores da Lava Jato, novos diálogos sobre o caso voltaram a ser divulgados. Desta vez, em uma parceria entre o The Intercept Brasil e o jornalista Reinaldo Azevedo, da Band News FM.

Durante seu programa, Azevedo divulgou mensagens trocadas entre os procuradores Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa, e Carlos Fernando dos Santos Lima após uma conversa do primeiro com Moro.

As mensagens revelam que os procuradores discutiram uma orientação de Moro após a performance de uma procuradora em audiência (veja a íntegra).

Apenas 17 minutos depois de ter sido aconselhado por mensagem privada no aplicativo Telegram por Moro a dar “conselhos” e “treinamentos” sobre as técnicas de questionamento da procuradora Laura Tessler, cuja performance teria sido considerada insatisfatória pelo ex-juiz, Dallagnol encaminhou o comentário de Moro a Santos Lima.

O coordenador da força-tarefa sugeriu ao colega, então, que fizessem uma “reunião estratégica sobre inquirição” e que olhassem a escala das próximas audiências para que ao menos dois procuradores fossem em cada uma delas. “Na audiência do Lula não podemos deixar acontecer”. Tessler, de fato, não foi à audiência do ex-presidente.

A mensagem em que Moro fala sobre Tessler foi revelada no último dia 9 pelo The Intercept Brasil.

“Prezado, a colega Laura Tessler de vocês é excelente profissional, mas para inquirição em audiência, ela não vai muito bem. Desculpe dizer isso, mas com discrição, tente dar uns conselhos a ela, para o próprio bem dela. Um treinamento faria bem. Favor manter reservada essa mensagem”, escreveu Moro a Dallagnol.

Agora, as revelações feitas por Azevedo mostram o que aconteceu depois. Antes de encaminhar a mensagem de Moro a Santos Lima, Dallagnol certificou-se, primeiro, de que o Telegram do procurador não estava aberto em seu computador e que não havia ninguém por perto para ler a mensagem.

“Não comenta com ninguém e me assegura que teu Telegram não está aberto no seu computador e que outras pessoas não estão vendo o que eu falo. Você vai entender pq eu estou dizendo isso”, escreveu Dallagnol.

Na quarta-feira no Senado, perguntado sobre a mensagem em que se refere à procuradora, Moro afirmou que o que escreveu não havia tido nenhuma consequência.

“Eu não me recordo especificamente dessa mensagem, mas o que consta no caso divulgado pelo site é uma referência de que determinado procurador da República não tinha o desempenho muito bom em audiência e para dar uns conselhos para melhorar. Em nenhum momento no texto, há alguma solicitação de substituição daquela pessoa. Tanto que essa pessoa continua e continuou realizando audiências e atos processuais, até hoje, dentro da operação Lava Jato (…). Se aconteceu, de fato, não tem nada de ilícito. Não estou comandando a força-tarefa da Lava Jato”.

De acordo com Reinaldo Azevedo, as informações reveladas por ele agora são fruto de uma parceria de apuração entre o programa dele — É da coisa — e o The Intercept.

Pouco antes das revelações de Azevedo em seu programa, Greenwald publicou em sua conta no Twitter: “Alguém pode dizer que isso é apenas reportagem da esquerda? Tem pessoas que querem prender o @reinaldoazevedo por revelar este material “ilicitamente obtido”, ou reconhecemos que os jornalistas fazem isso? Decida se Moro disse a verdade ontem. Muito mais vindo de outros parceiros”.

Na próxima quarta-feira, Sergio Moro encara nova sabatina, desta vez na Câmara dos Deputados.

O novo vazamento ganhou repercussão na edição do Jornal Nacional desta quinta-feira (20):

Parte 1
Parte 2
Parte 3
Parte 4
Parte 5
Parte 6

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. André Amaral Postado em 05/Jul/2019 às 16:20

    Ele parece preocupado demais em justificar essas mensagens que diz não serem autênticas

  2. Apocalipsis 13 Postado em 05/Jul/2019 às 16:20

    Bandido de bem https://uploads.disquscdn.com/images/f2d45957c89bf97a134e4cf65e3b071a29b67c05f47abf617180d289171d1836.jpg