Redação Pragmatismo
Barbárie 16/May/2019 às 14:26 COMENTÁRIOS

Homem mata a filha de 3 anos e a enteada de 8 por vingança

Pai que matou a filha de 3 anos e a enteada de 8 anos é preso em igreja evangélica. Polícia achou bilhete deixado pelo assassino em que ele afirma ter cometido o crime por vingança. Meninas foram encontradas abraçadas

Clayton Almeida de Jesus matou filha enteada
Priscila e Edmilly foram encontradas abraçadas, sem vida

Clayton Almeida de Jesus, de 34 anos, cometeu um crime bárbaro na manhã desta quarta-feira (15) na cidade de Guarulhos (SP). Ele matou a própria filha, Priscila Beatriz Tavares Almeida, de 3 anos. Sua enteada, Edmilly Geovana Tavares, de 8 anos, também foi assassinada.

O assassino foi preso ainda na quarta-feira em uma igreja evangélica de Santos, no litoral paulista. Ele foi indiciado por homicídio duplo qualificado.

As crianças foram encontradas pela Polícia Civil mortas e abraçadas dentro de um quarto da residência do homem. Os policiais acreditam que os corpos estavam no local há mais de 12 horas.

A polícia informou, com base em um bilhete deixado por Clayton, que os crimes teriam sido motivados por “vingança” após o homem descobrir que estaria sendo traído pela sua esposa e mãe das crianças.

Além do bilhete, Clayton enviou mensagens de áudio para o avô das meninas avisando que as tinha matado: “O domingo foi um dia especial, o das mães. Mas no fim do dia ela confessou que me traía com o encarregado dela. Porém, eu não vou fazer nada com ela e nem com ele, mas eles vão se lembrar pelo resto da vida do que fizeram.”

Wagner Coimbra, delegado responsável pelo caso, transcreveu outro trecho do áudio: “Estou sentindo uma dor muito grande. Eu quero que a minha companheira, a mãe das crianças, sinta a mesma dor que eu sinto.”

“Ele queria que a esposa sentisse a mesma dor que ele. Tinha um perfil muito calmo, muito equilibrado, realmente foi uma surpresa muito grande para os dois lados da família essa atrocidade cometida”, afirma o delegado.

Investigações

A polícia informou que Clayton, a esposa e o suposto amante eram funcionários de uma rede de supermercados e chegaram a trabalhar juntos. Segundo a investigação, Clayton pretendia fugir para o Rio de Janeiro, mas não tinha dinheiro. Ele, então, saqueou o cofre das meninas, que tinha por volta de R$ 70,00, e seguiu para Santos.

De acordo com o delegado, Clayton também pretendia matar os filhos do chefe da mulher, suposto amante dela. “Em um crime como esse, nós ficamos tentando entender por que, de uma hora para outra, a pessoa perdeu o seu juízo perfeito? Sendo que, até então, era uma pessoa que levava uma vida regrada, uma vida normal. Acho que essa é a maior incógnita”, observa o delegado.

O pai de Edmilly afirmou que nos últimos tempos a filha não queria mais dormir na casa da mãe e do padrasto. “Teve um dia que ela me contou que o Clayton deu uma chinelada nela por causa da outra filhinha dele, que fez as coisas erradas e ele descontou nela. Ela não queria, toda vez dizia: ‘Não quero mais voltar para minha casa’”.

O velório das meninas acontece na tarde desta quinta-feira (16) e é marcado por muita revolta e comoção. Uma amiga da família contou que as crianças eram amorosas e muito educadas. A família solicitou que a imprensa ficasse afastada.

Homens da Guarda Civil Municipal acompanham o velório e vão escoltar o cortejo do sepultamento das crianças. A proteção é para a mãe das meninas, que teria sofrido uma ameaça.

Clayton Almeida de Jesus
Clayton Almeida de Jesus

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários