Redação Pragmatismo
Jair Bolsonaro 07/Mar/2019 às 20:06 COMENTÁRIOS
Jair Bolsonaro

Bolsonaro despeja um "golden shower" em seus milhões de eleitores

Publicado em 07 Mar, 2019 às 20h06

De repente, Jair Bolsonaro informa aos seus 57 milhões de eleitores que o voto deles não passa de uma concessão dos militares. Para usar uma expressão que caiu nas graças do presidente, é como se ele despejasse um "golden shower" sobre as urnas que o elegeram

bolsonaro golden shower democracia ditadura
(Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro fez, nesta quinta-feira (7), um discurso em que vincula democracia e liberdade à vontade das Forças Armadas.

Em uma fala de pouco mais de 4 minutos na cerimônia de formação de fuzileiros navais no Rio de Janeiro, o presidente disse que seu governo será exercido ao lado “daqueles que amam a democracia e a liberdade. E isso, democracia e liberdade, só existem quando as Forças Armadas permitem”.

O presidente também disse que quer fazer do Brasil um país de primeiro mundo e que reconhecerá os militares neste contexto. Prometeu ainda debater uma nova “retaguarda jurídica” para os militares.

A fala de Bolsonaro foi duramente criticada. O líder da oposição na Câmara, deputado Alessando Molon (Rede-RJ), repudiou a fala do presidente. “Dizer que a democracia e a liberdade só existem quando as Forças Armadas querem é uma ameaça inaceitável”, escreveu o parlamentar, também no Twitter.

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) limitou-se a dizer o discurso de Jair Bolsonaro foi “mal interpretado”.

Josias de Souza, jornalista do UOL, repudiou a fala do atual chefe do Executivo:

Houve um tempo em que a “democracia” brasileira levava aspas. Nessa época, havia três poderes: Exército, Marinha e Aeronáutica.

Após a redemocratização, quando o voto tirou as aspas da democracia, passaram a existir quatro poderes: o Executivo, o Legislativo, o Judiciário e o Dinheiro da corrupção, que antes era acobertado pela censura.

Sob Bolsonaro, o sistema político brasileiro atingiu, finalmente, a perfeição. Virou uma democracia cuja Presidência está 100% isenta de democrata.

A conjuntura está crivada de ironias. Numa cruzada solitária, o capitão formou com o general Hamilton Mourão uma chapa puro-sangue militar. Cavalgando sobre os escombros de um sistema político apodrecido, prevaleceu sobre o petismo no segundo turno.

De repente, informa aos seus 57 milhões de eleitores que o voto deles não passa de uma concessão dos militares. Para usar uma expressão que caiu nas graças do presidente, é como se Bolsonaro despejasse um “golden shower” sobre as urnas que o elegeram.

Por sorte, a mesma democracia que tolera um presidente que faz aliança preferencial com a tolice permite que os eleitores exerçam a cada quatro anos, com irrestrita liberdade, o inalienável direito de fazer besteiras por conta própria.

Com a ajuda dos militares, que têm direito a voto. A despeito da possibilidade de alternância no poder, um jovem que ouve Bolsonaro discursando deve se perguntar: “Será que democracia é isso mesmo?”

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários

  1. C.Poivre Postado em 06/Jul/2019 às 00:37

    Não sei de que "democracia" estão falando, pois desde o golpe de 2016 ela foi morta e sepultada em nosso país. #LulaLivre

  2. Roberto Pedroso Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    https://uploads.disquscdn.com/images/cc510bbdd9a3122c9a7dde48947d17eb8302fc345f8c36c70bbbbb7b4f423b79.png

  3. Roberto Pedroso Postado em 05/Jul/2019 às 16:37

    No mais o que assusta e indigna é este recente pronunciamento do atual presidente no qual ele afirma que os membros das forças armadas também terão que fazer ''sacrifícios'' nessa futura reforma previdenciária mas que ''será respeitada as especificidades de cada força'',sendo que então quem pagará com o ônus maior serão os cidadãos civis????pois estes segundo texto dessa reforma não só terão que se sacrificar como também perderão suas minimas garantias de direitos e de dignidade! e encerra dizendo que a ''democracia só existe quando os militares assim o querem(!?!?!?!)entendi direito????isso mesmo que eu ouvi!!!!!quer dizer então que TODOS os instrumentos democráticos e o próprio Estado Democrático de Direito é REFÉM das Forças Armadas??????(onde esta a tal da Janaína Pascoal agora????depois de uma declaração absurda do presidente que ela apoiou???)quer dizer então que segundo a ótica distorcida deste despreparado as forças armadas não fazem parte do arcabouço conceitual de um instituto democrático, ela representa não seu fiel garantidor e sim uma AMEAÇA!!!!!então vamos nos ater a uma contextualização simples colocando esta declaração dentro do atual contexto sócio-politico do Brasil atual, quer dizer então que se o povo não concordar em ultima instancia com uma reforma previdenciária que flagrantemente penalizara os civis mas que irá salvaguardar os privilégios dos homens das armas e se por conta disso houver conturbações sociais pode ser que o instituto democrático brasileiro seja ameaçado???????pois bem onde estão as entidades de classe em notas de repudio a tal afirmação tão grotesca quanto fora de hora e desorientada?onde estão os membros da magistratura para colocar este estulto/ridículo presidente ilegitimo em seu devido lugar!?!a falta de senso de oportunidade,as declarações tropegas e infelizes que ignoram o contexto e o momento atual por parte deste despreparado atual mandatário da nação coloca em risco o pais e a própria ordem publica; depois de tal pronunciamento não se assustem se muitos começarem a propor um forte movimento de desobediência civil!afinal depois de tal declaração (que deveria ser melhor explicada,tendo em vista que seu filho ,hoje deputado já havia proferido uma declaração infeliz na qual ameaçava o STF!pois se vê que o desprezo pela democracia parece ser o mal dessa famiglia)fica subtendido que a democracia esta em risco e sob franca ameaça! e que portanto nenhum direito esta de fato garantido/mantido afinal nossa democracia é (segundo o mandatário atual da nação)meramente refém da vontade das forças armadas!Nós alertamos! a eleição desse sujeito representa um risco flagrante a nossa frágil democracia! isso foi avisado!!!!!!!a culpa não é minha a depender de mim uma hora dessas teríamos um renomado professor internacionalmente premiado como administrador publico como presidente.