Redação Pragmatismo
Racismo não 14/Feb/2019 às 21:31 COMENTÁRIOS

Diretora da Vogue Brasil pede demissão após repercussão de festa escravista

Diretora da Vogue que comemorou aniversário com festa escravista pede demissão. Baianas que participaram da "celebração" prestam queixa por crime virtual

diretora da Vogue demissão
Diretora da Vogue Brasil comemorou aniversário com festa escravista (Reprodução/Redes Sociais)

Donata Meirelles pediu demissão do cargo de diretora Vogue Brasil nesta quarta-feira (13). As informações foram divulgadas pela jornalista Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo.

A saída de Donata acontece poucos dias depois da repercussão de sua festa de aniversário, na Bahia, na última sexta-feira (8). A socialite foi acusada de racismo por utilizar uma temática escravocrata no evento.

Fotos de Donata Meirelles sentada em uma cadeira ao lado de mulheres negras vestidas de baianas viralizaram nas redes sociais. Internautas interpretaram as imagens como uma representação de uma sinhá cercada por mucamas, remetendo ao período da escravidão.

Personalidades também se pronunciaram nas redes, caso da veterana Elza Soares. A cantora escreveu em seu perfil do Instagram: “Não faço juízo de valor sobre quem errou ou se teve intenção de errar. Faço um alerta! Quer ser elegante? Pense no quanto pode machucar o próximo, sua memória, os flagelos do seu povo, ao escolher um tema para ‘enfeitar’ um momento feliz da vida”.

Guilherme Boulos publicou: “A elite brasileira nunca deixou de pensar com a cabeça da Casa Grande. Num episódio grotesco mas revelador, a diretora da revista Vogue Brasil, Donata Meireles comemorou seus 50 anos numa festa com cenário escravista e com negras retratadas como escravas. É a turma do quarto de empregada e do elevador de serviço, realizando seus desejos sem pudores. Nojo!”

Um dia depois da festa, Donata comentou a polêmica em sua conta do Instagram. “Mas vale também esclarecer: nas fotos publicadas, a cadeira não era uma cadeira de Sinhá, e sim de candomblé, e as roupas não eram de mucama, mas trajes de baiana de festa”, publicou. “Ainda assim, se causamos uma impressão diferente dessa, peço desculpas.”

Na terça (12), a revista postou em sua conta no Instagram uma nota de esclarecimento. “A Vogue Brasil lamenta profundamente o ocorrido e espera que o debate gerado sirva de aprendizado”, diz um trecho do post.

Donata compartilhou a publicação e acrescentou o seguinte texto: “Aos 50 anos, a hora é de ação. Ouvi muito, preciso ouvir ainda mais. Quero agir em conjunto com as mulheres que têm a me ensinar e com quem mais estiver disposto a ser elo em uma transformação que se faz necessária. Meu compromisso é me colocar em (re)construção! Em ação!”.

Crime virtual

Seis das 10 baianas que trabalharam na polêmica festa de aniversário da diretora da Vogue registraram uma ocorrência de crime virtual na última segunda-feira (11).

Na delegacia, as mulheres alegaram que foram ofendidas nas redes sociais depois que viralizaram as imagens em que elas aparecem ao lado de Donata Meirelles. As mulheres teriam sido chamadas por internautas de “omissas”, “abestadas” e “vendidas”.

Donata Meirelles (Reprodução/Uchavalverde)

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Comentários