Redação Pragmatismo
Governo 16/Feb/2019 às 05:07 COMENTÁRIOS

Bolsonaro: "Aposentadoria aos 65 anos é falta de humanidade"

Internautas resgatam vídeo de Jair Bolsonaro em campanha afirmando que "aprovar uma reforma da previdência com 65 anos é, no mínimo, uma falta de humanidade". No entanto, o presidente definiu que a sua reforma estabelecerá justamente essa idade

Jair Bolsonaro 65 anos previdência
O presidente Jair Bolsonaro (Reprodução/TV Globo)

Depois que o governo Bolsonaro anunciou os principais pontos do texto da Reforma da Previdência que será enviado ao Congresso Nacional, internautas resgataram um vídeo de 2017 do atual presidente.

Na época, Jair Bolsonaro (PSL) exercia mandato de deputado federal, mas já rodava o Brasil em campanha eleitoral. No vídeo, Bolsonaro brada: “Aprovar uma reforma da previdência com 65 anos é, no mínimo, uma falta de humanidade”.

Nesta quinta-feira (14), no entanto, o presidente definiu que a nova reforma previdenciária estabelecerá idades mínimas de 62 anos para mulheres e 65 anos para homens.

As declarações do vídeo foram dadas em um evento em Teresina (PI) logo após o então presidente Michel Temer (MDB-SP) apresentar o texto da reforma que previa idade mínima de 65 anos para o pedido de aposentadoria.

No mesmo discurso, Bolsonaro cita que a “expectativa de vida no Nordeste está na casa dos 70 […] Querer uma contribuição de 49 anos, isto é um crime”.

VÍDEO:

Na internet, o vídeo repercutiu. Veja alguns comentários:

— Um país maravilhoso: jovens sem emprego e velhos sem aposentadoria. Para a elite não há nada mais delicioso.

— Como puderam acreditar que seria honesto um cara que viveu toda sua carreira na rasteira política carioca? Um cara de família envolvida com as milícias da zona oeste do Rio de Janeiro?

— Parabéns, vocês foram enganados pelos milicianos. Os bolsonaristas caíram no conto feito patinhos.

— Esse governo está cagando para o fato de que existe uma enorme parte da população sem emprego. Como podem justificar os velhos morrerem trabalhando enquanto uma multidão de jovens não trabalha?

Reforma da Previdência

Divulgado na quinta-feira, o novo texto da reforma tem a mesma diferenciação de faixa etária entre os gêneros da Proposta de Emenda à Constituição (PEC), apresentada pelo ex-presidente Michel Temer: 65 e 62, para homens e mulheres, respectivamente, com período de transição de 10 e 12 anos.

No último parecer de Temer, as idades mínimas só chegaram aos 65 e 62 em 2038. Se a proposta de Bolsonaro for aceita, as idades serão aplicadas em 2029 para homens e 2031 para mulheres. O texto prevê que a idade aumente seis meses a cada ano.

VEJA TAMBÉM: Quem ganha e quem perde com a Reforma da Previdência?

Siga-nos no InstagramTwitter | Facebook

Recomendações

Comentários