Redação Pragmatismo
Eleições 2018 30/Oct/2018 às 16:38 COMENTÁRIOS

Eleitor de Bolsonaro gravou vídeo momentos antes de morrer

Apoiador de Bolsonaro que desfilou com arma em carreata da vitória publicou vídeo antes de morrer. Rodrigo Magalhães, que disse que "não levaria desaforo para casa", foi assassinado a tiros

eleitor de Bolsonaro arma carreata

Rodrigo Magalhães, de 29 anos, foi assassinado nesta segunda-feira (29) com dois tiros de arma de fogo na cidade de Piracuruca, no Piauí.

O homem passou os últimos meses fazendo campanha para Jair Bolsonaro nas redes sociais e costumava posar armado em vídeos e fotos.

Ainda no domingo, menos de 24 horas antes de morrer, ele gravou um vídeo (assista abaixo) durante a apuração da eleição.

Em seguida, na carreata da vitória de Bolsonaro, Rodrigo desfilou em seu carro pelas ruas da cidade apontando uma pistola para o alto (vídeo abaixo)

Segundo a investigação do crime, Rodrigo foi assassinado por um policial militar depois de fazer uma série de provocações a policiais no WhatsApp.

Rodrigo estava desafiando os policias nas redes sociais e teria chegado a ir em um quartel exibindo a arma, quando foi perseguido. Ele ainda desceu do carro, apontou a arma para os policiais, mas foi alvejado com dois tiros, morrendo no local.

Segundo o delegado geral, Riedel Batista, o PM que atirou em Rodrigo se apresentou voluntariamente na delegacia. “A informação que temos é que ele desacatou o policial. Houve troca de tiros e a vítima foi alvejada”, disse.

Riedel disse ainda que o PM prestou socorro à vítima chamando a ambulância e não se evadiu do local.

Áudios

Vários áudios publicados pela imprensa do Piauí mostram que Rodrigo estava muito chateado com as críticas que recebeu após a repercussão da exibição da arma e teria desrespeitado policiais na internet.

“O policial militar teve foi sorte, ele desceu do carro para atirar, estava com uma 12. Se o policial não reagisse, ele tinha matado o policial”, disse uma testemunha.

Confira nota da PM sobre o episódio:

A Polícia Militar do Piauí informa que no dia 28/10/18, Rodrigo Magalhães de Brito estava numa carreata na cidade de Piracuruca, portando uma pistola e mostrando para as pessoas, quando a PMPI chegou no local o individuo já tinha evadido.

Nesta tarde a Policia Militar foi efetuar a prisão de Rodrigo em virtude de ameaças no Wattsapp. No momento da prisão o policial verbaliza e pede para Rodrigo soltar a arma. Ele sai em fuga e a Policia Militar começa o acompanhamento.

Em seguida, houve abordagem policial e acabou sendo alvejado durante a intervenção. O Policial Militar apresentou-se espontaneamente no Distrito Policial e está dando seu depoimento ao Delegado titular de Piracuruca. A Corregedoria da PMPI tomará todas as providências.

Teresina, 29 de outubro de 2018.
Elza Rodrigues Ferreira – TC Diretora de Comunicação Social da PMPI

Secretaria de Segurança

A Secretaria de Segurança Pública informou que após os trabalhos periciais, o perito responsável apresentou um simulacro de pistola (Air Soft), várias esferas de plásticos (“munições de Air Soft”), 04 quatro munições calibre 12, todas encontradas no interior do veículo.

Além disso, apresentou uma espingarda calibre 12 encontrada próximo ao corpo da vítima, e a munição que estava dentro da arma, constatando que a espoleta da munição apresentava sinal de impacto, indicando a probabilidade de Rodrigo ter efetuado disparo contra o policial, mas por alguma falha da arma, a munição não deflagrou, o que confirmou ainda mais os indícios de legítima defesa.

Rodrigo desfila armado em carreata da vitória de Bolsonaro:

Rodrigo grava vídeo horas antes de morrer:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários