Redação Pragmatismo
Eleições 2018 16/Oct/2018 às 13:07 COMENTÁRIOS

Barcelona afasta Ronaldinho após declaração de apoio a Bolsonaro

Por declarar voto em Bolsonaro, Ronaldinho Gaúcho perde espaço no Barcelona. Clube catalão tem histórico de luta e resistência contra a ditadura

Ronaldinho Bolsonaro

O apoio do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho ao candidato a Presidente pelo PSL, Jair Bolsonaro, teve um impacto negativo dentro do FC Barcelona, segundo o jornal catalão Sport.

Atuando como embaixador do clube, o ex-camisa 10, que viaja pelo mundo participando de eventos como embaixador do clube, será afastado aos poucos de sua função, até que se esgote a atual agenda.

A publicação do jornal explica que os valores expostos pelo candidato do PSL são incompatíveis com os ideias do Barcelona.

“A homofobia, a misoginia e o racismo que Jair Bolsonaro proclamou ao longo dos seus mais de 30 anos de carreira política e que exaltou durante a campanha eleitoral são inaceitáveis do ponto de vista do Barça, uma vez que o Barça é um dos clubes que se posicionaram mais internacionalmente do lado oposto ao de Bolsonaro”, diz a nota.

Outro que é pago para representar o clube catalão e que também será afastado pelas mesmas razões é o ex-jogador e pentacampeão mundial Rivaldo, que fez uma publicação de apoio ao candidato extremista antes do primeiro turno das eleições.

Os dois jogadores representam o time catalão em diversos jogos amistosos e eventos que envolvem o clube. Já nesta terça-feira, o clube diminuiu a programação dos dois ex-atletas.

Durante a ditadura de Francisco Franco, quando o idioma catalão foi proibido na Espanha, o Camp Nou tornou-se um lugar de resistência, em que os torcedores do Barcelona podiam expressar-se sem sofrer a repressão da polícia franquista. O governo do militar, de extrema-direita, só acabou com sua morte, em 1975.

RBA

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários