Redação Pragmatismo
Academia 20/Aug/2018 às 14:35 COMENTÁRIOS

Tradução científica: o que é, significado e como contratar

Traduzir um artigo técnico é diferente de traduzir um poema! Confira como escolher os melhores tradutores para o seu documento

Tradução científica significado contratar

SEOMarketing

Traduzir é uma arte e, como tal, depende da qualidade de seus profissionais para ser bem feita e ter o resultado esperado. O sucesso está ligado não só à capacidade do autor, mas também daquele que conseguiu levar a mensagem para um outro idioma.

Na tradução científica essa importância cresce ainda mais justamente pela necessidade de entregar um texto claro, coeso, limpo e que também reflita as expressões e o contexto daquela determinada área que o assunto aborda.

É diferente, por exemplo, de traduzir um poema ou um trecho de livro para uso pessoal. Quem busca esse tipo de serviço normalmente almeja publicar artigos técnicos e científicos nas principais revistas do mundo.

Não basta, portanto, ter o domínio e ser fluente no idioma em questão. É preciso conhecer, pesquisar, se informar e entender qual é aquele tema e quais são suas especificidades. É preciso compreender a mensagem antes de partir para a tradução pura.

Assim, é um processo longo, complexo e que exige paciência e dedicação de ambas as partes para que o serviço seja bem executado. Confira um pouco mais da tradução científica e saiba como escolher o melhor profissional quando precisar:

O que é?

Basicamente é uma categoria de tradução com um nível de excelência, onde o responsável pelo serviço domine não apenas o idioma em questão, mas também tenha o conhecimento técnico da área a que se refere o documento.

Ou seja, é um texto que deve prezar não só pela sua redação impecável, com coesão e clareza, mas que tenha todas as expressões necessárias daquele tema específico para facilitar a compreensão do público-alvo.

Dessa forma, o processo de tradução costuma levar um tempo bem mais elevado do que redações livres e, na maioria dos casos, só pode ser feito por empresas especializadas para garantir a qualidade e aceitação do material.

Qual a diferença para uma tradução simples?

A principal delas está na capacidade de coesão e fidelidade ao material original. Enquanto uma tradução livre possui um caminho mais livre para traduzir algumas expressões, na científica deve-se seguir o objetivo final daquele texto.

Além disso, esse serviço costuma passar por diferentes etapas, incluindo contato com o cliente caso haja dúvidas em determinadas frases ou palavras – tudo para garantir que o conteúdo esteja totalmente alinhado com a ideia original.

Por conta disso, é mais recomendável para textos que visam publicações científicas nas áreas de Medicina, Farmácia, Odontologia, Psicologia, Engenharia, Ciências Sociais, entre outras áreas acadêmicas e que possuem uma linguagem mais técnica.

Como contratar?

Como se vê, não dá para deixar esse serviço nas mãos de qualquer profissional, por mais fluente que ele seja no idioma. É preciso levantar alguns pontos antes de contratar alguém que irá cuidar desse processo para você.

O primeiro passo é compreender qual o conhecimento que aquele profissional tem da área que o texto aborda. Lembre-se: não basta saber falar o idioma, é necessário compreender o que aquele material está dizendo para conseguir traduzir da melhor forma possível.

Depois, informe-se sobre condições de trabalho e de pagamento. Os preços e prazos costumam variar de acordo com a quantidade de páginas do texto. Além disso, busque empresas que informam a você todas as etapas que já foram concluídas na tradução.

Quais as vantagens?

A principal delas, evidentemente, é a qualidade do serviço prestado. Um tradutor especialista na área certamente irá entregar um material mais coeso, claro e profundo do que um que não entende o que o texto fala.

Além disso, você tem a garantia de que o material será entregue no prazo combinado. Isso porque os textos científicos seguem um rigoroso processo, que inclui revisões e consultas para chegar na versão final.

Por fim, a contratação deste serviço permite a elaboração de um contrato para resguardar as duas partes. É a confirmação oficial de que a tradução será feito da melhor forma e de que o prestador irá respeitar a propriedade intelectual e confidencialidade do documento em questão.

Quais os cuidados?

Entretanto, ao receber a versão traduzida, tente identificar elementos que possam mostrar uma falta de cuidado da empresa com a prestação de serviço. Afinal, tradução científica é bem diferente do que traduzir um texto jornalístico ou uma música.

A principal indicação é justamente o tempo de serviço. Esses serviços costumam levar um tempo considerável por conta dos inúmeros processos envolvidos – logo, desconfie de quem promete entregar rapidamente.

Busque informações também sobre o profissional responsável e veja se ele tem conhecimento técnico para cuidar daquele texto específico. Por fim, tome cuidado com traduções literais: ainda que certos elementos são essenciais em um texto científico, o texto também deve possuir clareza e ritmo de leitura.

Pesquise e não tenha pressa

A pressa é realmente a inimiga da perfeição na tradução científica. Não só na velocidade da prestação de serviço, incoerente com as etapas necessárias para uma boa qualidade, mas também na busca pelo melhor prestador de serviço.

É preciso ter calma, paciência e, principalmente, planejamento para encontrar as melhores agências capazes de realizar este serviço. Informe-se e descubra quais marcas podem trabalhar com o seu texto.

Uma boa empresa de tradução é aquela que entende a complexidade do tema e possui profissionais capazes de unir a fluência na língua estrangeira com o contexto e a mensagem específica de cada área específica.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários