Redação Pragmatismo
Mundo 30/Aug/2018 às 16:06 COMENTÁRIOS

As maiores potências militares do mundo em 2018

Levantamento da Global Firepower divulga desde 2006 a lista das forças armadas mais poderosas do mundo. Análise de 2018 aponta novidades

maiores potências militares eua mundo 2018

Todos os anos desde 2006, o site Global Firepower divulga o ranking das maiores potências militares do planeta e a edição 2018 do estudo traz novidades na comparação com 2017. A Coreia do Sul, por exemplo, subiu do 11º lugar para o 7º entre os países de maior poderio, desbancando o Japão dessa colocação e ultrapassando Turquia e Alemanha. O Brasil é outro país que registrou um bom desempenho, passando do 17º lugar para o 14º.

Neste ano, o número de países avaliados saltou de 125 para 136. Para produzir o ranking, a equipe da publicação, que diz não ter qualquer ligação com governos ou entidades políticas, investiga bases de dados públicas para avaliar a estrutura das forças armadas. A partir dessa análise, são atribuídos pontos que permitem elencar os países de acordo com as suas capacidades militares.

Segundo a GFP, alguns dos mais de 55 fatores avaliados têm maior peso sobre a pontuação final dos países. Membros da OTAN, por exemplo, recebem pontuação bônus pela vantagem estratégica e países com grandes populações pontuam melhor em razão da disponibilidade de efetivo para apoiar não apenas as forças armadas, mas também a indústria, algo que favorece lugares como China e Índia. O ranking, contudo, desconsidera o arsenal nuclear, embora atribua pontuações para os países cujos arsenais são de conhecimento público.

De acordo com o Global Firepower, mais do que a quantidade de armamentos que um país dispõe, o foco da análise é a variedade, o que poderia conferir um equilíbrio maior para as forças armadas. Apesar das limitações, o ranking da publicação apresenta o panorama geral das forças armadas do mundo, num momento em que turbulências armadas, políticas e econômicas afetam todas as regiões.

Abaixo, Exame listou as potências militares que ocupam o topo do ranking, de acordo com os resultados divulgados em 2018, e mostra algumas informações sobre a estrutura militar de cada um desses países, bem como sua classificação no ranking de 2017. Confira:

1º Estados Unidos
Efetivo (ativo e reserva) 2 milhões
Orçamento 647 bilhões de dólares
Tanques 5.884
Aeronaves 13.362
Porta-aviões 20
Submarinos 66
Classificação em 2017 1º

2º Rússia
Efetivo (ativo e reserva) 3,5 milhões
Orçamento 47 bilhões de dólares
Tanques 20.300
Aeronaves 3.914
Porta-aviões 1
Submarinos 62
Classificação em 2017 2º

3º China
Efetivo (ativo e reserva) 2,6 milhões
Orçamento 151 bilhões de dólares
Tanques 7.716
Aeronaves 3.035
Porta-aviões 1
Submarinos 73
Classificação em 2017 3º

4º Índia
Efetivo (ativo e reserva) 4,2 milhões
Orçamento 47 bilhões de dólares
Tanques 4.426
Aeronaves 2.185
Porta-aviões 1
Submarinos 16
Classificação em 2017 4º

5º França
Efetivo (ativo e reserva) 388.635
Orçamento 40 bilhões de dólares
Tanques 406
Aeronaves 1.252
Porta-aviões 4
Submarinos 10
Classificação em 2017 5º

6º Reino Unido
Efetivo (ativo e reserva) 279.230
Orçamento 50 bilhões de dólares
Tanques 227
Aeronaves 832
Porta-aviões 2
Submarinos 10
Classificação em 2017 6º

7º Coreia do Sul
Efetivo (ativo e reserva) 5,8 milhões
Orçamento 40 bilhões de dólares
Tanques 2.654
Aeronaves 1.560
Porta-aviões 1
Submarinos 16
Classificação em 2017 11º

8º Japão
Efetivo (ativo e reserva) 310.457
Orçamento 44 bilhões de dólares
Tanques 679
Aeronaves 1.508
Porta-aviões 4
Submarinos 17
Classificação em 2017 7º

9º Turquia
Efetivo (ativo e reserva) 710.565
Orçamento 10 bilhões de dólares
Tanques 2.246
Aeronaves 1.506
Porta-aviões 0
Submarinos 12
Classificação em 2017 8º

10º Alemanha
Efetivo (ativo e reserva) 208.641
Orçamento 45 bilhões de dólares
Tanques 432
Aeronaves 714
Porta-aviões 0
Submarinos 6
Classificação em 2017 9º

11º Itália
Efetivo (ativo e reserva) 267.500
Orçamento 38 bilhões de dólares
Tanques 200
Aeronaves 828
Porta-aviões 2
Submarinos 8
Classificação em 2017 10º

12º Egito
Efetivo (ativo e reserva) 1,3 milhão
Orçamento 4 ,4 bilhões de dólares
Tanques 4.945
Aeronaves 1.132
Porta-aviões 2
Submarinos 6
Classificação em 2017 12º

13º Irã
Efetivo (ativo e reserva) 934.000
Orçamento 6,3 bilhões de dólares
Tanques 1.650
Aeronaves 505
Porta-aviões 0
Submarinos 33
Classificação em 2017 20º

14º Brasil
Efetivo (ativo e reserva) 1,9 milhão
Orçamento 29,3 bilhões de dólares
Tanques 469
Aeronaves 723
Porta-aviões 0
Submarinos 5
Classificação em 2017 17º

15º Indonésia
Efetivo (ativo e reserva) 975.750
Orçamento 6,9 bilhões de dólares
Tanques 418
Aeronaves 478
Porta-aviões 0
Submarinos 3
Classificação em 2017 14º

Leia também:
Corrida bélica avança com criação de robôs assassinos
The Economist investiga paradoxo no aparelho militar brasileiro
O poderio militar das principais forças armadas do mundo

Exame

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários