Redação Pragmatismo
Copa do Mundo 17/Jul/2018 às 08:05 COMENTÁRIOS

Melhor jogador da Copa pode ser condenado a 5 anos de prisão

Capitão e magistral dentro de campo, Luka Modric vive sob a sombra de um escândalo de corrupção. O melhor jogador da Copa do Mundo aguarda, em seu país, a decisão de um tribunal que pode condená-lo a cinco anos de prisão

Luka Modric melhor jogador copa
Luka Modric foi eleito, merecidamente, o melhor jogador da Copa do Mundo de 2018. Craque dentro de campo, o atleta vive um drama judicial fora das quatro linhas

Capitão da Croácia na Copa do Mundo de 2018 e magistral dentro de campo — tendo sido eleito o melhor jogador do torneio –, Luka Modric vive sob a sombra de um escândalo de corrupção: o caso Zdravko Mamic.

Modric decepcionou seu país desde que foi apontado como suspeito de falso testemunho no que seria uma tentativa de ajudar Mamic em um escândalo de corrupção no futebol croata.

Ex-dirigente do Dinamo Zagreb, e considerado como grande patrão do futebol da Croácia, Mamic foi condenado no início de junho a seis anos e meio de prisão por corrupção e desvio de fundos em transferências de jogadores, uma delas a de Modric.

Durante o julgamento, o capitão explicou ter assinado um acordo com o cartola em 2004, prometendo metade dos lucros de sua transferência que receberia no futuro. Mas em 2015, disse que esse anexo foi assinado retroativamente quando já estava jogando para o Tottenham.

Essa mudança de versão trouxe dores de cabeça ao jogador e uma ameaça de prisão. Acabou indiciado pela justiça por falso testemunho em março, alguns meses antes de jogar na melhor campanha da Croácia numa Copa desde 1998.

Agora vice-campeão do mundo e melhor jogador da Copa, Modric aguarda a decisão do tribunal, que pode condená-lo a cinco anos de prisão pelo ato.

Vida pessoal de Luka Modric

Sua história pessoal humaniza o jogador forçado a fugir da aldeia de sua família, Modrici, localizada numa montanha de Velebit, perto do Mar Adriático, onde sua casa foi destruída durante a guerra de independência da Croácia (1991-1995).

Nascido em setembro de 1985 na cidade de Zadar (Iugoslávia) em uma família humilde de pastores, Modric cuidava de cabras em uma montanha cheia de lobos quando era criança, segundo informou a imprensa croata.

No documentário “Wolf Attack Sequence”, gravado em 1990, é possível ver o pequeno Luka, à época com cinco anos de idade, cuidando dos animais.

O autor da produção, Pavle Balenovic, contou que chegou a conhecer a família Modric antes de tudo ser destruído pelo conflito armado e que durante muito tempo não soube o que tinha acontecido com aquele menino, cujo avô foi assassinado na própria casa. “Há alguns poucos anos, soube que era Luka”, contou.

De acordo com o documentarista, a região chegou a estar cheia de minas terrestres durante a guerra, forçando que a maioria das pessoas e animais abandonassem o local. Disse, ainda, que Modric teve uma sorte extraordinária de poder viver e crescer naquela região quando ainda estava intacta.

Carreira profissional

Modric hoje joga no Real Madrid, onde chegou em 2012 vindo do clube inglês Tottenham por mais de 40 milhões de euros, e conquistou quatro Ligas dos Campeões nas últimas cinco temporadas. O feito o coloca entre um dos melhores jogadores croatas de todos os tempos, ao lado do artilheiro Davor Suker, semifinalista na França-1998 e atual presidente da Federação (HVS).

agências internacionais

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários