Redação Pragmatismo
Lula 19/Jun/2018 às 16:48 COMENTÁRIOS

A estreia de Lula como comentarista da Copa de 2018

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estreia como comentarista da Copa de 2018, corneta a arbitragem e pede cautela contra a Costa Rica

estreia de Lula como comentarista da Copa de 2018

O ex-presidente Lula, preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba há dois meses, estreou como comentarista dos jogos da Copa do Mundo da Rússia nesta segunda-feira (18). A participação será por meio do programa “Papo com Zé Trajano”, veiculado em plataformas como YouTube pelo veterano jornalista esportivo. O petista tem uma televisão na sala de Estado-maior onde cumpre pena e pode assistir aos jogos, mas está impedido de gravar vídeos e fará seus comentários por meio de carta, para que sejam lidos no programa.

Após uma boa campanha durante as eliminatórias da Copa, a seleção brasileira estreou ontem (domingo, 17), com um empate contra a Suíça. Para Lula, “jogo de eliminatórias é uma coisa e jogo de Copa do Mundo é outra”. O ex-presidente afirmou que, pelo histórico, a seleção brasileira teria de vencer. “Afinal, é a única seleção pentacampeã e, portanto, amplamente favorita.”

Além de ressaltar o favoritismo da seleção canarinho e ponderar que o time não foi bem no jogo, Lula afirmou que a Suíça cumpriu seu papel ao marcar bem e não deixar o Brasil e, especialmente, o atacante Neymar jogar. “O Neymar tentava, sem êxito, carregar a bola. Não conseguiu”. Lula também cornetou as falhas da arbitragem, ao não marcar uma falta no zagueiro Miranda no lance do gol da seleção adversária e um pênalti no centro-avante Gabriel Jesus.

Veja no vídeo:

O petista ainda recomenda cautela no próximo jogo, contra a Costa Rica, na próxima sexta-feira (22). “Vamos nos preparar para a próxima, na sexta-feira, sem menosprezar a Costa Rica. Afinal, todos sabem que um dia o pequeno Davi venceu o gigante Golias”, advertiu.

Por fim, Lula também afirma que a primeira semana do mundial provou que a Alemanha, que perdeu de 1 a 0 do México, não é invencível. O petista diz ainda que, entre os craques, apenas Cristiano Ronaldo “fez por merecer”.

Congresso em Foco

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários