Redação Pragmatismo
Educação 24/May/2018 às 16:09 COMENTÁRIOS

Álbum do Racionais MC's vira obra obrigatória em vestibular da Unicamp

Ao lado de Camões, Racionais Mc's vira leitura obrigatória para vestibular da Unicamp. Letras de músicas de álbum clássico deverão ser lidas na íntegra

vestibular da Unicamp Álbum do Racionais MC's obra obrigatória

Letras das faixas do disco Sobrevivendo no inferno (1997), clássico do rap nacional assinado pelo grupo Racionais, entraram na lista de textos que devem ser lidos por vestibulandos da Universidade Estadual de Campinas Unicamp , divulgada nesta quarta-feira (23).

A obra de Mano Brown, Edi Rock, KL Jay e Ice Blue figura na categoria poesia ao lado de sonetos de Camões e do livro A teus pés, de Ana Cristina César.

Sobrevivendo no inferno é um ótimo livro de história“, comentou KL Jay. Para Mano Brown, entrar na lista da Unicamp “é como se fosse um troféu depois de vencer várias lutas“. Mulher de Brown e produtora do Racionais, a advogada Eliane Dias diz que “a periferia está invadindo a academia“.

Entre as faixas de Sobrevivendo estão Diário de um detento, sobre o massacre de presos no Carandiru; Tô ouvindo alguém me chamar, sobre um rapaz da favela no mundo do crime; e Capítulo 4, versículo 3, cuja letra compara o rap a rajadas de metralhadora. “Eu tenho uma missão e não vou parar/Meu estilo é pesado e faz tremer o chão/ Minha palavra vale um tiro e eu tenho muita munição/ Na queda ou na ascensão/ minha atitude vai além/ E tenho disposição pro mal e pro bem“, diz o verso de Brown. A introdução desta faixa denunciava, há 21 anos, o genocídio de jovens negros e pobres brasileiros. Pouco mudou nessas estatísticas.

Quarto álbum de estúdio do Racionais, Sobrevivendo… denuncia o racismo, a desigualdade social e a violência com que a polícia trata moradores de favelas e da periferia. Outro clássico do álbum é Fórmula mágica da paz, em que um jovem descreve sua luta para não se entregar ao crime, à desesperança e à depressão.

Em férias coletivas desde o início do ano, o Racionais “deu um tempo” para que seus integrantes desenvolvam carreiras solo. Mano Brown cantou com Criolo, no início do ano, no Festival Planeta Brasil, no Mineirão, onde o projeto da dupla estreou. Em 25 e 26 de agosto, ele volta à capital mineira como convidado do Breve Festival, no Mirante Beagá.

Brown promete trazer finalmente à cidade o show solo Boogie naipe, com o qual percorre o país desde maio de 2017. Diferentemente do Racionais, esse projeto aposta no clima baile black, com soul, r&b e letras românticas. Ingressos para o Breve começam a ser vendidos em 31 de maio, no site Sympla.

Veja a lista dos livros do vestibular 2020:

Sonetos selecionados de Luís de Camões
Sobrevivendo no inferno, de Racionais MC’s
A teus pés, de Ana Cristina César
Sagarana, de Guimarães Rosa
O espelho, de Machado de Assis
O bem-amado, de Dias Gomes
A Falência, de Júlia Lopes de Almeida
Caminhos cruzados, de Érico Veríssimo
História do cerco de Lisboa, de José Saramago
Quarto de despejo, de Carolina Maria de Jesus
A cabra vadia, de Nelson Rodrigues
Sermões selecionados de Antonio Vieira

Leia também:
Uma aula de sociologia com Mano Brown
Uma tese de doutorado sobre Mano Brown e a periferia
Mano Brown faz discurso histórico durante show e critica manipulação da Globo
Mano Brown responde Lobão: “age como uma puta para vender livros”
Mano Brown em programa de Haddad: “Nos matam por parecer ser”

Estado de Minas

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários