Redação Pragmatismo
FHC 02/May/2018 às 14:29 COMENTÁRIOS

E-mails de FHC pedindo dinheiro a Odebrecht são ignorados por Sergio Moro

As doações que a Odebrecht fez ao Instituto Lula são tão legítimas como as que foram feitas em benefício do instituto do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Sergio Moro, no entanto, decidiu criminalizar apenas o petista

FHC pedindo dinheiro a Odebrecht ignorados Sérgio moro

Jornal GGN

As doações que a Odebrecht fez ao Instituto Lula são tão legítimas como as que foram feitas em benefício do instituto do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Pelo menos é isso o que a defesa do petista tenta provar ao pedir a Sergio Moro que anexe no processo que tramita em Curitiba cinco e-mails que supostamente mostram FHC pedindo verba para a empreiteira.

Os e-mails foram identificados durante uma perícia contratada pela defesa de Lula e, segundo os advogados, eles mostram que o FHC teria solicitado “valores de natureza idêntica” e recebido tais recursos “nas mesmas circunstâncias daqueles valores atribuídos ao Instituto Lula — ou seja, contabilizados e com documentação hábil devidamente emitida, portanto, doações lícitas.”

Essa situação mostra uma indevida tentativa de criminalização de doações lícitas [ao Instituto Lula] sob o pretexto de que as doadoras seriam de ‘investigadas na Operação Lava Jato’“.

O fato de a doação ter sido realizada por empresas investigadas na Operação Lava Jato’ não pode levar à conclusão da prática de ato ilícito, como o MPF afirmou em relação ao Peticionário e a pessoas ou instituições a ele relacionadas“, diz a defesa.

Na mesma petição, os advogados também anexaram outros 4 e-mails que ajudariam a desmentir a delação premiada de Marcelo Odebrecht. Preso na Lava Jato, o empresário decidiu fazer um acordo de cooperação no qual afirmou que o assessor de Antonio Palocci, Branislav Kontic, teria sacado propina em espécie em benefício do PT. Os e-mails identificados na perícia demonstrariam que não há relação entre Branislav e uma planilha entregue por Marcelo à Lava Jato.

A petição, que está em anexo, foi feita no âmbito do processo em que Lula é acusado de receber vantagens indevidas da Odebrecht por meio de um imóvel nunca usado pelo Instituto Lula, e por conta de um apartamento que pertence a Glaucos Costamarques, primo distante de José Carlos Bumlai.

Leia aqui a Petição da Ação Penal nº 5063130-17.2016.4.04.7000/PR

Leia também:
O trâmite “diferenciado” dos inquéritos envolvendo tucanos
Polícia Federal estuda medidas contra delegado que sugeriu prisão de Aécio e Temer
Nos EUA, Sergio Moro explica por que não julga políticos do PSDB
124 bilhões de dólares e uma conta chamada “Tucano”
Por que escândalos de corrupção envolvendo tucanos não avançam na Justiça?
A corrupção e os lugares de fala do PSDB
Esquema na Petrobras começou com FHC, diz empreiteira
As maquiagens para omitir o PSDB da corrupção na Petrobras

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários