Redação Pragmatismo
Direita 17/May/2018 às 11:51 COMENTÁRIOS

“Bolsonaro é apenas um germe deixado por aquela infecção que durou 21 anos”

Ao destacar que Bolsonaro comparou os crimes da ditadura militar a tapas que se dá no bumbum dos filhos, jornalista da Folha assinala que o parlamentar não passa de um “germe deixado por aquela infecção que durou 21 anos”

Bolsonaro é apenas um germe deixado por aquela infecção ditadura militar tortura forças armadas

Ter alguém como Bolsonaro recebendo o maior apoio para exercer a Presidência, segundo as pesquisas sem Lula, dá a mais concentrada resposta às perguntas sobre o indescritível desastre brasileiro. Apoio a alguém sem preparo, retrógrado, com bens acumulados sem explicação e defensor da ditadura em suas piores violências, enquanto sondagens mostram também tais apoiadores indignados com as sucessivas exibições das roubalheiras engravatadas, da ferocidade em sandálias e da degradação na política.

Nesse quadro, é oportuna a revelação documental da CIA, o órgão americano para a espionagem e a subversão de direita, da responsabilidade direta dos generais-presidentes Geisel, Médici e Figueiredo, como autorizadores, nos assassinatos e desaparecimentos de centenas de opositores da ditadura. Localizado pelo pesquisador Matias Spektor, da FGV, o documento é de extrema importância. Não por Bolsonaro, que é apenas um germe, não único, deixado por aquela infecção de 21 anos. O que explica sua ideia de que assassinatos e desaparecimentos equivalem a “um tapa no bumbum de um filho“.

O teor do documento não muda só os papéis alardeados dos ditadores, sobretudo o atribuído a Geisel. Corrige as dimensões da ditadura, expondo-a não mais como um regime de força arbitrária, impulsionado no choque de correntes militares menos e mais extremadas, mas, isto sim, como regime unificado por sua essência comprometida com o extermínio humano. Guardadas as devidas proporções, bastante semelhança com o poder ao tempo do falso socialismo no Leste Europeu.

Já na primeira fase de governo do udenista Castello Branco, o “general democrata” que instalou a ditadura, Geisel proporcionou uma indicação clara sobre si mesmo. As denúncias de torturas no imediato pós-golpe, as piores nas dependências da Marinha e da Vila Militar, no Rio, como em Pernambuco e Rio Grande do Sul, fizeram Castello incumbir Geisel, seu chefe da Casa Militar, de uma investigação geral. Era, claro, só um mascaramento da realidade. Mas a desfaçatez de Geisel não teve nem habilidade. Com a tortura sabida e comentada no país todo, seu relatório negou haver ao menos um casinho de arranhões, só para encontrar algum “excesso”. Como resultado prático, era o aviso de que o novo regime não repelia a violência, nem lhe estabelecia limites.

O documento da CIA fundamenta a convicção, contestada por muitos, de que fatos como o atentado do Riocentro não eram de insubordinação, mas de obediência. Daí que Figueiredo, antes de saber direito do que se tratava, prometesse “prender e arrebentar” os envolvidos, e depois lhes desse cobertura. O assassinato de Lídia Monteiro, secretária da OAB, o alegado desastre de Zuzu Angel, tantos crimes polêmicos encontram agora um rastro retroativo e inquestionável, até seu ponto de partida.

É isso o que Jair Bolsonaro defende. É isso o que o general Antônio Mourão defende, puxando a lista dos companheiros que pretendem entrar na política. Suas defesas não são à ditadura como descrita até conhecer-se o documento da CIA, surgido quando alguns inquietam com a quebra do seu devido silêncio.

Leia também:
Jair Bolsonaro, Ernesto Geisel e a servidão aos EUA
A hipocrisia (e o despreparo) do homem que pretende presidir o Brasil
Desvendando o “mito” Bolsonaro: embuste ou autenticidade?
Os detalhes da visita de Bolsonaro ao Japão não divulgados pela imprensa
Jair Bolsonaro faz comentário imperdoável sobre negros quilombolas
Bolsonaro só existe como opção visível por causa da Globo
O que leva alguém a votar em Bolsonaro & Cia., e o que isto significa?
As 10 frases mais polêmicas de Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro agride militantes: “Voltem para o zoológico”

Jânio de Freitas, Folhapress

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

Comentários

  1. Rodrigo SMC Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Nossa, essa veio do fundo da alma do pseudo jornalista que escreveu isso. Devia aproveitar essa veia artística e escrever novela. O máximo que conseguiu foi dar mais Ibope pro Bolsonaro. Continue com o xilique, agradecemos.

  2. Romero Nunes Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Fico me perguntando até quando as pessoas, principalmente as de viés socialista vão ficar nessa preocupação com o passado. Nos temos um país continental e eles preocupadíssimos com a ditabranda. Nós temos 60 mil homicídios ao ano, pessoas no nordeste passando fome e vcs apoiando o socialismo que deu certíssimo na Venezuela, isso sem falar nos escândalos astronômicos de corrupção, motivos de sobra pra votar no Bolsonaro. Precisa de um candidato honesto, firme e mais polêmico e menos passivo para botar o pais nos trilhos. Nada vai mudar se votar nos mesmos que estão ai. Acordem pra realidade. Vou votar no candidato doidão. Por fogo na política. Pimenta no olho dos corruptos é refresco pra mim. Quero gasolina e alimento barato e cidadãos com mais dinheiro no bolso. NaoNadianta so eu ser rico e morar num chiqueiro. Mais emprego pra todos com melhores salários.

  3. Rafael T Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    Golpe militar ok, mas "ditadura"? Então pergunto, qual ditadura se permite: Eleições diretas, passeata dos 100 mil, festivais de músicas populares, movimento artístico, teatro, Universidades sem qualquer doutrinação ideológica? Até o horário político gratuito foi criado durante o regime militar... Já do lado dos socialistas que pegaram em armas para guerrilhar contra os militares, aí sim, pode-se chamar de ditadura, pois ouve cassação e mortes de ambos os lados ok, Marighela não era nenhum pobre coitado não. Boa parte dessa esquerda que está aí e vive defendendo a democracia, estavam lá lutando para instaurar a própria ditadura deles ok, 12 anos de PT e veja o que se tornou o Brasil, quem ainda não enxerga isso, então deve estar completamente loucos, eles são socialistas, eles querem e defendem a hegemonia (predominância) do Estado, isso nunca funcionou em lugar algum, onde o socialista pisa não cresce mais a grama, e até hoje querendo instaurar esse maldito regime aqui, alienando nossas crianças para crescerem sem cultura e sem condições de debater, investindo sempre em programas para fazer com que a população se torne cada mais dependente do estado. Então o golpe foi necessário, porque se o Brasil não se tornou uma Venezuela ou Cuba naquela época, foi graças os militares e ao exército brasileiro que impediu a instauração do socialismo, e que lamentavelmente são apontados como os vilões dessa história, unicamente porque o Brasileiro adora opinar até sobre assuntos que ele não procura se aprofundar, e acaba sendo contaminado e influenciado por aqueles que conhecem muito bem a história mas que nunca contarão a sua real versão. O comunismo/socialismo é diabólico, se não acreditam então leiam a respeito, vejam videos no Youtube, pesquisem meus Deus do céu, socialismo é vender a sua liberdade, basta ver o que está acontecendo com a Venezuela, regime defendido pela própria esquerda que vive falando mal do regime militar no brasil. Ora são todos um bando de canalhas, incoerentes e hipócritas. E para concluir, #Bolsonaro2018 esse é sem sombra de dúvidas o homem que irá quebrar o pacto centro-esquerda das elites políticas.

  4. Robby Souza Postado em 06/Jul/2019 às 13:09

    ISSO AI NÃO NASCEU, FOI CAGADO!!! https://uploads.disquscdn.com/images/ca50c8a50a4ce279bee1e8dc864c5724e882b4fa32f8b141f1b05dd6b048ad69.jpg

  5. Profeta Kurumim Postado em 06/Jul/2019 às 13:08

    A GRANDE MENTIRA A mídia brasileira é manipulada pelo governo com assistência direta dos norte americanos que "obrigam os governo" a divulgarem sua língua, seus costumes," bem como influenciar e manipular a população para se submeterem ao seu domínio contando "grandes mentiras", como esta de que a situação do povo hoje é devido a "obstrução das estradas pelos caminhoneiros" - quando a mídia paralela e o povo constatou que não é verdade. Todo brasileiro que se preze deveria se interessar em pelos ler este artigo para saber como é manipulado pelos sindicatos e partidos políticos que se utilizam da "mídia oficial para espalhar mentiras contando grandes mentiras". Aliás para quem não sabe, Hitlher obteve o apoio da população para deflagrar a 2a. guerra "mundial" contando uma grande mentira, mexendo com o orgulho e o psico intelecto do povo alardeando que os alemães era uma raça superior, e portando visada e odiada pelos demais mais países e sujeitos a ser por eles invadido, e por isso deveriam ser destruídos. Qual a lógica da grande mentira?: Simples: Uma grande mentira é muito difícil de ser comprovada e demanda muito tempo para confirmar; ao passo que uma mentirinha qualquer logo vem a tona a verdade.