Redação Pragmatismo
Ditadura Militar 04/Apr/2018 às 12:14 COMENTÁRIOS

Juristas e políticos reagem ao post do General Villas Bôas

Post do Chefe do Exército Brasileiro às vésperas do julgamento de Lula tem reação imediata entre políticos e juristas. Muitos consideraram a mensagem preocupante

Villas Boas Exército Brasileiro
General Villas Bôas é a autoridade máxima do Exército Brasileiro

Nesta terça-feira, 3 de abril, véspera do julgamento do ex-presidente Lula no STF, o Comandante do Exército Brasileiro publicou no Twitter uma mensagem que recebeu reação imediata de juristas, políticos e figuras públicas.

O general Eduardo Villas Bôas escreveu que “se mantém atento às suas missões institucionais” e compartilha “com os cidadãos de bem” o “repúdio à impunidade”.

“Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais”, disse na primeira mensagem.

Logo depois, em novo post, questionou: “O Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais. Nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País e das gerações futuras e quem está preocupado apenas com interesses pessoais?”.

Muitas pessoas interpretaram a mensagem como uma ameaça ao Judiciário e também como a possibilidade de uma intervenção militar no Brasil.

Assim como afirma o general Villas Bôas, nós do PT defendemos o combate à impunidade e o respeito à Constituição, inclusive no que diz respeito ao papel das Forças Armadas. E o respeito à Constituição implica na garantia da presunção de inocência“, publicou Gleisi Hoffmann, presidente do PT.

Absolutamente absurdas as declarações do General do Exército Villas Bôas, fazendo pressão descarada no STF. Não é papel do Exército mandar recados para outros poderes da República. É pura e inaceitável intimidação, com claro viés golpista“, escreveu o perfil oficial do PSOL.

As mensagens do general Villas Bôas nas suas redes sociais são inadmissíveis. Não é papel de um comandante do exército fazer chantagem ao Supremo Tribunal Federal. Todos nós que defendemos a democracia temos que repudiar essa atitude ilegal e ficar ao lado da presunção de inocência“, criticou o deputado Jean Wyllys.

O General Villas Bôas, com sua manifestação inoportuna e desastrosa, abriu a porteira para um sem número de atrocidades vociferadas por generais descompensados e inimigos da democracia. É inaceitável!“, assinalou o senador Lindbergh Farias.

A seguir, confira outras reações à fala de Villas Bôas

Guilherme Boulos: “A declaração do General Villas Bôas é grave e expressa crise institucional. Seguimos esperando posição da presidente do Supremo, dos presidentes das Casas Legislativas e de Temer. Até aqui um silêncio covarde”.

Rodrigo Janot: “Isso definitivamente não é bom. Se for o que parece, outro 1964 será inaceitável. Mas não acredito nisso realmente”.

Marco Maia: “As declarações do Gen. Villas Bôas deixam claras as opiniões de parcela das forças armadas. Estão conectadas com o sentimento da nação. O sentimento da nação é a inocência de Lula e o reforço da democracia. Foi um aviso aos fascistas de plantão. Engana-se quem pensa o contrário”.

Chico Alencar: “Alô, general Villas Bôas, sugestão de leitura: Constituição cidadã, sobre o papel das FFAA, e Regime Disciplinar do Exército, itens 56 a 59. Viva a República, defendamos a democracia!”

Ivan Valente: “A declaração do General Villas Boas despertou forte reação de todos aqueles que defendem a Democracia, dos que querem o fim da impunidade (de todos, e não seletiva) e prezam pelas garantias constitucionais como a presunção da inocência. É hora da DEMOCRACIA vencer a chantagem”.

Roberto Requião: “Eu vi o Gen Villas Boas declarando que a Constituição tem que ser cumprida. Isto não parece inapropriado. Art 5°, inciso LVII, DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL. CUMPRA-SE”.

Roberto Jefferson: “A esquerda está dando gritinhos por conta da declaração do General Villas Bôas. A esquerda se borra toda só de pensar em um coturno”

Jair Bolsonaro: “O partido do Exército é o Brasil. Homens e mulheres, de verde, servem à Pátria. Seu Comandante é um Soldado a serviço da Democracia e da Liberdade. Assim foi no passado e sempre será. Com orgulho: “Estamos juntos General Villas Boas.” Jair Bolsonaro / Capitão / Deputado Federal”.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários