Redação Pragmatismo
Política 01/Mar/2018 às 20:33 COMENTÁRIOS

Marina Silva anuncia parceria com grupo de Luciano Huck

Marina Silva e Luciano Huck firmam pacto para viabilizar a projeção de candidatos “não políticos”. Antes, a Rede havia anunciado parceria com o PPS, de Roberto Freire

Marina Silva anuncia parceria luciano huck
Marina Silva e Luciano Huck (Imagem: Pragmatismo Político)

A Rede, de Marina Silva, fechou nesta terça-feira, 27, um acordo político com o Agora!, apoiado pelo apresentador Luciano Huck. A ideia é que integrantes do movimento sejam candidatos pela legenda nas eleições de outubro.

Pelo menos cinco nomes do Agora! devem disputar cargos pela Rede, como o ex-juiz Márlon Reis, idealizador do Ficha Limpa, pré-candidato ao governo do Tocantins (já filiado à sigla).

Batizada de “coligação cidadã“, a aliança com o movimento foi celebrada em Brasília, e contou com a presença de Marina e do coordenador nacional do Agora!, Leandro Machado.

O acordo, no entanto, não significa apoio à candidatura de Marina à Presidência. Segundo a assessoria do movimento, após Huck anunciar que não iria disputar o Palácio do Planalto, o grupo ainda irá discutir quem apoiar.

Para o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apesar de a Rede estar conversando com outras legendas, a parceria com o Agora! é a que mais “dá gosto” ao partido, porque representa um movimento de renovação da política.

Se tem um conjunto de movimentos que está superando o atual modelo, são movimentos como o Agora!. Essa é aliança que mais dá gosto para nós, porque é uma aliança com os atores vivos e movimentos vivos da sociedade brasileira“, afirmou.

Baixas

O anúncio da aliança com o movimento aconteceu no mesmo dia que a Rede perde dois dos quatro deputados federais do partido. Alessandro Molon (RJ) e Aliel Machado (PR) se filiaram ao PSB nesta terça-feira.

Com as desfiliações, Marina corre o risco de ficar de fora dos debates durante a eleição. As novas regras determinam que as emissoras devem chamar para participar dos eventos candidatos de partidos que tiverem pelo menos cinco parlamentares. Se não filiar novos nomes durante a janela partidária, que começa dia 7 de março, a Rede ficará com apenas três: um senador, Randolfe Rodrigues, e dois deputados, Miro Teixeira (RJ) e João Derly (RS).

Apesar do revés, Marina afirmou que não é porque Molon e Aliel saíram do partido que deixam de ser bons parlamentares. “Nós os admiramos e desejamos boa sorte. A Rede tem ex-filiados, que continuam amigos, não viram nossos inimigos“, disse Marina.

Outros partidos

Além da Rede, o Agora! também já assinou uma carta-compromisso com o PPS, para filiar integrantes à sigla e lançar candidatados. Integrantes do movimento também analisam se candidatar por outros partidos, como o Podemos o PSB.

O Agora! ganhou destaque nacional depois de Huck se unir ao movimento. Em janeiro, o apresentador falou sobre o grupo no Domingão de Faustão, e gerou uma avalanche de pedidos de inscrição. Por enquanto, o grupo reúne cerca de 90 pessoas.

Leia também:
O jovem de 27 anos por trás da candidatura de Marina Silva
Executivos da Globo mandam recado para Angélica caso Huck seja candidato
Luciano Huck usa Michel Temer para se defender de acusação do PT
MBL ataca Luciano Huck e diz que apresentador é “de esquerda”

Isadora Peron, Agência Estado

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários