Redação Pragmatismo
Esporte 08/Mar/2018 às 13:07 COMENTÁRIOS

Daniel Alves pede desculpas após repercussão de fala sobre morte de colega

Depois de ser criticado por jornais internacionais e por outros atletas, o futebolista Daniel Alves pediu desculpas pelo seu comentário sobre a morte do zagueiro italiano Davide Astori

Daniel Alves pede desculpas

Depois de ser criticado por jornais internacionais e por outros atletas, o futebolista Daniel Alves pediu desculpas pelo seu comentário sobre a morte do zagueiro italiano Davide Astori.

Daniel, que atua no PSG e na seleção brasileira, disse, porém, que é preciso ser hipócrita para viver no mundo atual.

“Se o ‘Balotellinho’ falou está falado, não tive intenção de ofender a ninguém, vivo em mundo que temos que ser hipócritas muitas vezes para que as pessoas gostem de ti, mas me desculpem… Enfim, se alguém se sentiu ofendido, desculpa”, escreveu Daniel Alves em sua conta oficial no Twitter.

Daniel referia-se à crítica do jogador italiano Mário Balotelli, que disse que o brasileiro “teria que ter dado suas condolências e não soltar essa merda […] não se pode fazer esses comentários com uma morte tão recente e dolorosa”.

Eis a declaração de Daniel que despertou polêmica:

Não fiquei tão abalado porque não o conhecia muito. Sinto muito por sua família. Penso que Davide fez aquilo que gostaria neste mundo caótico e talvez esteja num lugar melhor agora. Mas todos os dias milhares de crianças morrem de fome e não recebem tanta atenção. E são tão importantes quanto. Todos nós vamos morrer, cedo ou tarde, porque estamos aqui de passagem. Estamos tristes, mas certamente não tanto quanto seus familiares

Despedida

Nesta quinta-feira, milhares de pessoas prestaram as últimas homenagens a Davide Astori na igreja Santa Croce, em Florença. Nomes como Buffon, Chiellini, Totti, Massimiliano Allegri, Barzagli e Luciano Spalletti estiveram no local.

Uma multidão prestou sua última homenagem na porta da catedral, estendendo bandeiras, cartazes e cachecóis. Os jogadores da Fiorentina estiveram presentes com as cores do clube, cujo capitão era o próprio Astori.

No último domingo, Astori foi encontrado morte no quarto do hotel onde a Fiorentina estava concentrada para a partida diante da Udinese, em Udine.

A autópsia no corpo do zagueiro confirmou que ele sofreu um mal súbito, uma parada cardíaca por causas naturais.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários