Redação Pragmatismo
Esporte 07/Mar/2018 às 20:10 COMENTÁRIOS

Mídia estrangeira destaca "frieza" de brasileiro diante da morte de colega de profissão

Daniel Alves, jogador da seleção brasileira, dá resposta controversa sobre morte do colega Davide Astori e é criticado por veículos internacionais e por outros atletas

Daniel Alves entrevista morte Astori
Daniel Alves

O jogador Daniel Alves, lateral-direito do PSG e da seleção brasileira, deu uma resposta controversa sobre a morte de Davide Astori, capitão da Fiorentina (ITA).

Astori, 32, pai de uma recém-nascida, foi encontrado morto no último domingo vítima de infarto fulminante.

Em entrevista coletiva na França, Daniel disse não ter ficado tão abalado com a tragédia e foi chamado de “frio” e “indiferente” pela imprensa europeia.

“Não fiquei tão abalado porque não o conhecia muito. Sinto muito por sua família. Penso que Davide fez aquilo que gostaria neste mundo caótico e talvez esteja num lugar melhor agora”, iniciou Daniel.

“Mas todos os dias milhares de crianças morrem de fome e não recebem tanta atenção. E são tão importantes quanto. Todos nós vamos morrer, cedo ou tarde, porque estamos aqui de passagem. Estamos tristes, mas certamente não tanto quanto seus familiares”, concluiu Daniel Alves.

Os jornais La Gazzetta dello Sport e Corriere dello Sport, entre vários outros, destacaram a frieza nas palavras do brasileiro. Nas redes sociais, porém, muitos elogiaram Daniel Alves por “não ser hipócrita”.

Todas as partidas oficiais da UEFA realizadas nesta semana tiveram um minuto de silêncio em homenagem a Davide Astori.

“Falou mer**”

O atacante italiano Mario Balotelli não gostou das palavras de Daniel Alves e acha que ele cometeu um erro ao dizer que “milhares de crianças morrem e não tem a mesma repercussão”.

“Está claro que muitos pensam como ele, mas creio que ele não poderia dizer isso em momentos de dor. Teria que ter guardado para si. Teria que ter dado suas condolências e não soltar essa merda. Não se pode fazer esses comentários com uma morte tão recente e dolorosa”, opinou Balotelli.

Após a morte do atleta, no último domingo, Balotelli fez uma homenagem em seu Instagram ao publicar uma foto dos dois e dizer: “Não há palavras! Descanse em paz, você sempre estará no nosso coração, Davide”.

Davide Astori

A autópsia realizada no corpo do zagueiro Davide Astori, nesta terça-feira (6), confirmou que o capitão da Fiorentina morreu em consequência de uma parada cardíaca “causada, provavelmente, por causas naturais”.

O procedimento levou cerca de três horas e foi conduzido pelo médico Carlo Moreschi e pelo professor de medicina forense na Universidade de Udine, Gaetano Thiene.

Por se tratar de um atleta constantemente monitorado, a Justiça italiana levantou a suspeita de homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Por isso, a necessidade da autópsia. O enterro do corpo está marcado para quinta, na Basílica de Santa Croce, em Florença.

Astori foi encontrado morto no último domingo (4) no hotel em que estava concentrado com a Fiorentina antes da partida contra a Udinese.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários