Redação Pragmatismo
Justiça 01/Mar/2018 às 00:43 COMENTÁRIOS

Chargista vence processo contra Nando Moura e revela curiosidade sobre o youtuber

Chargista diz que Nando Moura o processou e perdeu no caso de “nazismo de esquerda”. O desenhista ainda revelou uma curiosidade sobre a família do YouTuber que vocifera ódio na internet

Chargista vence processo contra Nando Moura youtuber
Maurício Ricardo e Nado Moura (Imagem: Pragmatismo Político)

Pedro Zambarda de Araujo, DCM

O chargista Maurício Ricardo, dono do site Charges.com.br, postou um vídeo ontem afirmando que o YouTuber de extrema-direita Nando Moura o processou e perdeu baseado numa brincadeira sobre a ideia imbecil de “nazismo de esquerda” que o vlogueiro ainda defende.

O desenhista postou uma montagem de Nando com o rosto de Adolf Hitler no Twitter. Ele teria explicado que o intuito do post foi tirar sarro e, com isso, não teria perdido o processo em primeira instância. Nando Moura pediu R$ 37 mil de indenização.

No mesmo vídeo, Ricardo conta uma curiosidade sobre a família do YouTuber que vocifera ódio na internet:

Se ele quiser entrar com recurso, vamos embora até a última instância, mas eu quero deixar alguns questionamentos para você, Nando Moura, para quem é fã dele e para os meus fãs (…). O pai dele é acadêmico e escreveu um dos melhores livros sobre quadrinhos, falecido em 2013. Curiosamente eu e o pai do Nando ganhamos prêmio em 2009 (…). O pai dele foi candidato a vereador pelo Partido Verde e chegou a ajudar uma gestão petista em Embu”.

Para quem não sabe, o professor que Maurício Ricardo fala é Antônio Luiz Cagnin. Ele é pai de Luis Fernando de Moura Cagnin, vulgo Nando Moura.

Assista:

Leia também:
Direitistas ameaçam set do filme “Marighella” e antifascistas respondem
Jornalista é condenado a pagar R$ 100 mil por ofender Chico Buarque e sua família
Nassif é condenado por expor Cunha; Hasselmann é absolvida por achincalhar Lula
Ex-blogueira da Veja espalha boato e provoca assédio contra filha de Luis Nassif

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários