Redação Pragmatismo
Barbárie 09/Feb/2018 às 12:46 COMENTÁRIOS

Homem torturava filha de 2 anos porque queria um "filho homem"

Homem de 37 anos é preso em Porto Alegre após aplicar agressões rotineiras e severas à filha de 2 anos. Ele chegava a colocar a menina em água gelada para forçar o desaparecimento dos hematomas. Principal motivação do agressor é que a criança é do sexo feminino

pai agredia filha de 2 anos
Pai que agredia a filha de 2 anos foi preso preventivamente (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Um homem foi preso em Porto Alegre (RS) na última quarta-feira (7) por aplicar agressões severas e rotineiras contra a filha de dois anos.

De acordo com testemunhas ouvidas pela polícia civil, a criança era agredida desde os primeiros anos de vida por ser do sexo feminino, já que o pai, de 37 anos, queria um “filho homem”.

As autoridades afirmam que, além de bater, ele praticava diferentes formas de castigo, como forçar a menina a comer ou colocar a criança embaixo da água gelada com a intenção de acelerar o desparecimento das marcas das agressões no corpo.

“Ele dava banhos gelados na menina como castigo, inclusive de madrugada, caso ela acordasse”, relatou a delegada Andrea Magno, do Departamento Estadual da Criança e do Adolescente (Deca).

“Durante a alimentação, o pai enchia a boca da vítima e fechava, tapando com sua mão até que ela engolisse o alimento”, relatou a delegada.

A denúncia sobre os maus-tratos foram feitas pela mãe e pela avó da criança, após episódio no qual a menina convulsionou e foi levada para um hospital, onde recebeu atendimento médico.

A polícia, no entanto, vai investigar se houve algum tipo de omissão ou ameaça por parte do agressor para que o caso não fosse denunciado antes.

A criança está com a mãe, e o caso também foi comunicado ao Conselho Tutelar.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários