Redação Pragmatismo
Educação 29/Jan/2018 às 16:11 COMENTÁRIOS

Brasileiros podem estudar de graça na Hungria

Hungria oferece oferece 250 bolsas de estudo de graduação e pós para brasileiros. Inscrições estão abertas até dia 16 de fevereiro

brasileiros podem estudar de graça Hungria

Estudar Fora

Estão abertas até 16 de fevereiro as inscrições para bolsas do governo húngaro. O programa, chamado Stipendium Hungaricum, contempla tanto estudantes de graduação quanto de pós-graduação, como mestrado e PhD.

No caso do Brasil, há cursos específicos elegíveis para as bolsas de graduação e mestrado, como é o caso de Agricultura e Relações Internacionais. Já em candidaturas de doutorado, são aceitos alunos de todos os cursos.

Quais os benefícios

O programa Stipendium Hungaricum cobre anuidade, seguro saúde e acomodação do estudante estrangeiro. Também oferece apoio financeiro em forma de auxílio mensal, cujo valor varia de acordo com o nível educacional do aluno.

Para os bolsistas de graduação e mestrado, o valor gira em torno de 130 euros ao mês. Já para os de PhD, a quantia vai de 450 a 580 euros mensais.

Ao todo, são ofertadas, em média, 250 bolsas para brasileiros, divididas entre programas de graduação, mestrado e doutorado.

Como se candidatar ao Stipendium Hungaricum

Para se inscrever, é necessário encaminhar documentos traduzidos para o inglês, como histórico escolar, certificado de conclusão de cursos anteriores e carta de motivação.

É necessário também submeter uma comprovação de proficiência no idioma em que o curso será ministrado. No caso do inglês, valem testes padrão como o TOEFL e o IELTS.

Tais documentos passam inicialmente pela checagem da Tempus Public Foundation, responsável pelo Stipendium Hungaricum, e permitem que o estudante seja nomeado. Com essa etapa concluída, é possível submeter as candidaturas aos programas escolhidos nas universidades húngaras, que têm início em setembro.

A estudante mineira Janaina Alcântara, que embarcou para a Hungria com apoio da bolsa de estudos, conta que a atenção às exigências do programa é essencial no processo de candidatura. “O ideal é ler todo o edital e, se tiver alguma dúvida, entrar em contato com a universidade e com o programa”, pontua ela.

Para saber mais sobre o programa, basta acessar o site oficial do Stipendium Hungaricum.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários