Redação Pragmatismo
Europa 29/Nov/2017 às 14:05 COMENTÁRIOS

Ao ouvir sentença, ex-general toma veneno no tribunal

Ex-general toma “veneno” após ouvir sentença no tribunal (vídeo). Diante do veredito, ele se levantou e gritou "não sou um criminoso de guerra" e bebeu o líquido

Praljak ouvir sentença toma veneno tribunal

Os juízes do Tribunal Penal Internacional (TPI), que tem sede em Haia, suspenderam um julgamento nesta quarta-feira (29) após um dos condenados em uma ação sobre crimes de guerra na antiga Iugoslávia, Slobodan Praljak, ter bebido o que afirmou ser veneno.

O ex-comandante das forças armadas na Bósnia, durante a guerra de 1992 e 1995, teve sua pena de 20 anos de prisão confirmada hoje. Ao ouvir o veredito, ele se levantou e gritou “não sou um criminoso de guerra” e bebeu o que afirmou ser veneno.

O advogado confirmou a informação e os juízes chamaram uma ambulância para atendê-lo. O ex-comandante foi condenado pelo assassinato e pela perseguição aos muçulmanos durante o conflito.

Além de Praljak, outros cinco dirigentes do país durante a guerra estavam na sessão sendo acusados de crimes de guerra, crimes contra a humanidade, violação de leis internacionais e violação da Convenção de Genebra.

No dia 22, o último general sérvio que precisava ser julgado pelos crimes naquele período, Ratko Mladic, foi condenado pelo TPI à prisão perpétua.

Leia também:
Desenvolvimento de soldados-robôs é ameaça à humanidade
7 ataques químicos que os EUA não comentam
As 25 maiores potências militares do mundo em 2017

VÍDEO:

Leia também:
Jovem comete suicídio em Curitiba após ser incentivado aos gritos de ‘pula, pula!’
Casal que estava junto há 66 anos decide cometer suicídio no mesmo dia

ANSA

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários