Redação Pragmatismo
Barbárie 03/Oct/2017 às 20:20 COMENTÁRIOS

Criança de 10 anos grava estupro para que adultos acreditem em sua palavra

Menina de 10 anos grava próprio estupro para provar crime aos adultos. Caso bárbaro aconteceu no Uruguai e chocou o país essa semana. "Esse ato valente da menininha estuprada deveria servir não apenas para que se faça justiça, mas sim para que toda a sociedade tome consciência de que essas coisas acontecem com mais frequência do que acreditamos"

menina grava estupro no uruguai

Uma menina de apenas 10 anos gravou o próprio estupro que sofreu com medo de que os adultos não acreditassem nela. O caso bárbaro aconteceu na cidade de Artigas, no Uruguai, e revoltou o país.

O registro do abuso sexual foi feito com um notebook dado pelo governo aos estudantes.

Segundo informações publicadas pela BBC Brasil, o estuprador era o pai de uma amiga da vítima e o crime acontecia na casa deles, onde a garota costumava passar algumas tardes.

A promotora Mariela Nuñez, responsável pelo caso, afirmou que o homem aproveitava momentos em que a esposa não estava em casa, pedia para a filha ir ao supermercado e, em seguida, abusava da menina em diversas ocasiões. O estupros ocorreram por pelo menos 1 ano.

Segundo as investigações, em alguns episódios, a filha do acusado estava presente. As duas amigas, então, combinaram um plano para gravar os abusos.

“Esse ato valente da menininha estuprada deveria servir não apenas para que se faça justiça, mas sim para que toda a sociedade tome consciência de que essas coisas acontecem com mais frequência do que acreditamos e que as crianças não mentem, não inventam”, declarou a promotora aos jornais locais.

Nuñez informou que o criminoso é um homem de 62 anos, sem antecedentes criminais. O acusado está preso e, caso seja condenado, conforme as leis locais, poderá pegar de dois a seis anos de reclusão.

com BBC Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Comentários