Redação Pragmatismo
Política 09/Aug/2017 às 12:09 COMENTÁRIOS

Raquel Dodge tem encontro às escuras com Michel Temer

Sucessora de Rodrigo Janot no comando da Procuradoria-Geral da República (PGR), Raquel Dodge teve encontro fora da agenda às 22h na casa de Michel Temer. Encontro acontece após defesa do presidente pedir a suspeição de Janot

Raquel Dodge encontro escuras agenda michel temer
Raquel Elias Ferreira Dodge, nova Procuradora Geral da República (reprodução)

A subprocuradora da República Raquel Dodge, indicada pelo presidente Michel Temer para suceder Rodrigo Janot no comando da Procuradoria-Geral da República (PGR), se encontrou com o presidente na noite de terça-feira (8), por volta das 22 horas, no Palácio do Jaburu, em reunião fora de agenda.

O encontro acontece após a defesa de Temer ter pedido ao Supremo Tribunal Federal (STF) a suspeição da Janot, que prepara contra Temer a apresentação de novas denúncias. Também nesta semana, Janot foi alvo de duras críticas por parte do ministro do STF, Gilmar Mendes, que afirmou que ela era “desqualificado” para a função.

Gilmar Mendes também teve um encontro fora de agenda com Temer, na noite de domingo.

Dodge afirmou à Folha de S. Paulo que se reuniu com Temer na noite de terça-feira (8) para discutir a agenda de sua posse no cargo, em setembro.

Defesa de Temer pede ao STF suspeição do procurador-geral Rodrigo Janot

Os advogados de Temer entraram, na terça-feira (8), com um pedido de suspeição de Rodrigo Janot no STF. No documento, o advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, acusa Janot de parcialidade nas investigações. “Se ao contrário, assumir de pronto que o suspeito é culpado, sem uma convicção da sua responsabilidade irá atuar no curso das investigações e do processo com o objetivo de obter elementos que confirmem o seu posicionamento prematuro”, diz Mariz.

Na ação, a defesa de Temer também cita uma palestra na qual Janot disse que “enquanto houver bambu, lá vai flecha“, fazendo referência ao processo de investigação contra o presidente. “Parece pouco interessar ao procurador se o alvo a ser atingido, além da pessoa física de Michel Temer, é a instituição Presidência da República; as instituições republicanas; a sociedade brasileira ou a nação”, diz o documento.

Leia também:
Procuradores ganham aumento de 16%; impacto é de R$ 116 milhões aos cofres públicos
Temer teve encontro fora da agenda com Gilmar antes de escolher Raquel Dodge

Jornal do Brasil

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários