Redação Pragmatismo
Eleições 2018 09/Aug/2017 às 11:49 COMENTÁRIOS

5 curiosidades sobre Jair Bolsonaro que talvez você não saiba

Lobby pró-deputado comunista, voto em Lula e tolerância ao aborto. Confira algumas curiosidades que pouca gente conhece de Jair Bolsonaro, o deputado que se filiará ao PEN para concorrer à Presidência da República em 2018

Bolsonaro curiosidades PEN patriota 2018
Jair Bolsonaro se filiará ao PEN para disputar a eleição de 2018 como presidenciável

O deputado Jair Bolsonaro (RJ) deve anunciar nesta quinta-feira (10) a sua saída do PSC (Partido Social Cristão) e filiação ao PEN (Partido Ecológico Nacional). A adesão, no entanto, ocorre sob a condição de a legenda mudar de nome para ‘Patriota’.

O nome ‘Patriota’ foi escolhido em uma enquete do partido no Facebook. Cogitou-se, inclusive, mudar o nome para Prona, em homenagem ao ex-deputado Enéas Carneiro.

O PEN é um partido-nanico. Atualmente, a sigla tem 3 deputados na Câmara: Erivelton Santana (BA), Junior Marreca (MA) e Walney Rocha (RJ). Todos votaram pelo prosseguimento da denúncia contra o presidente Michel Temer.

Com a filiação de Bolsonaro, o PEN espera novas adesões. Os filhos do deputado, Eduardo (deputado federal por São Paulo), Flávio (deputado estadual no Rio) e Carlos (vereador da cidade do Rio de Janeiro), também devem ir ao partido.

Quando se trata de troca de partidos, Bolsonaro é um dos campeões do parlamento. Esta será a sétima filiação partidária do deputado.

O parlamentar também é recordista em representações no Conselho de Ética da Câmara. Com quatro processos, ele é o único que alcançou esse número desde que o conselho foi instalado, em 2001.

A lista de acusações contra o pré-candidato à Presidência também é extensa na Corregedoria da Câmara, outra instância que apura a conduta dos parlamentares.

O deputado fluminense já foi denunciado, entre outras coisas, por chamar Lula de “homossexual” e Dilma Rousseff de “especialista em assalto e furto”.

A seguir, confira outras 5 curiosidades a respeito de Jair Bolsonaro que talvez você não conheça.

1. Bolsonaro já recebeu seis punições por causa de pronunciamentos agressivos e entrevistas polêmicas. No entanto, em todos os casos escapou da abertura de processo de cassação do mandato. Em 2000, chegou a dizer que o então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) deveria ter sido fuzilado durante a ditadura.

2. Bolsonaro é conhecido por moldar discurso e ações ao gosto da plateia que o aplaude. “Católico fervoroso”, como se definiu, foi batizado no rio Jordão, em Israel, pelo pastor da Assembleia de Deus Everaldo Pereira, presidente do PSC e candidato à Presidência em 2014.

3. Dono de um discurso radical contra o PT, Bolsonaro já admitiu ter votado em Lula para presidente em 2002. Embora abomine hoje qualquer referência ao comunismo, o deputado também fez lobby junto ao ex-presidente petista pela indicação do então deputado Aldo Rebelo (PCdoB-SP) para o Ministério da Defesa. “As coisas mudaram. Hoje comunista toma uísque, mora bem e vai na piscina”, afirmou na época.

4. Quando ainda era filiado ao PP, Bolsonaro manifestou intenção de ser candidato a vice de Aécio Neves (PSDB) nas eleições de 2014. Às vésperas do segundo turno, foi esnobado pelo tucano, que não o convidou para tirar fotos nem participar de uma carreata em Copacabana. Naquele ano o deputado se reelegeu com a maior votação da bancada do Rio de Janeiro, com 464 mil votos.

Veja aqui as 10 frases mais polêmicas de Jair Bolsonaro

5. No ano de 2002, ao ser questionado pela repórter Cláudia Carneiro, da revista Época, sobre a legalização do aborto, Bolsonaro afirmou que a decisão ‘caberia exclusivamente ao casal’. Na ocasião, o parlamentar justificou a posição afirmando que já teria pensando em apoiar o aborto de um de seus filhos. Atualmente, o deputado se diz “a favor da vida” e contra a interrupção da gravidez.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários