Redação Pragmatismo
Política 13/Jul/2017 às 11:00 COMENTÁRIOS

Tchau, Querido Michel Temer!

tchau querido michel temer corrupção pmdb

Delmar Bertuol*, Pragmatismo Político

Finalmente o Fora Temer pode ser destituído do poder. A destruição trabalhista passou no Congresso e ele muito pouco pode fazer pra mudar os votos dos parlamentares no que tange à destruição previdenciária. Os deputados e senadores já têm as suas convicções a respeito da perversa proposta. São contra por ideologia; são a favor por ideologia; ou são contra por medo de perder eleitores ano que vem. O Homem das Mesóclises perdeu seu poder de barganha. Já gastou todo o dinheiro do povo – liberando as malfadadas emendas parlamentares- com outros escusos interesses.

O PSDB avisou que só fica com o Temer até a aprovação das destruições. Depois, seus membros pousarão como paladinos da ética e da moral, embora o Aécio Neves. O Rodrigo Maia jura que não vai dar uma de Temer e trair seu companheiro de golpe. No entanto, já articula um possível ministério. Avisou que o Henrique Mercado Meirelles fica. E há quem diga que até já anda fazendo aulas de Português, pra aprender a usar corretamente a partícula apassivadora “se”.

No próprio não-partido PMDB já há dissidentes. Além do já histórico rebelde Roberto Requião e do Senador Renan Calheiros – que tem medo de não se reeleger e perder o foro privilegiado -, o relator da denúncia contra o Fora Temer na CCJ da Câmara, Deputado Sergio Zveiter, peemedebista, votou contra o Presidente(?). E outros colegas de partido já demonstraram inclinação a votar favoravelmente à aceitação da denúncia.

A Rede Globo há algum tempo já está contra o homem que ajudou a colocar na Presidência. Em 64 ocorreu algo parecido. Só que, em outrora, ela esperou uma recessão econômica e a morte de jovens – classemedianos inclusive – pra se arrepender. Agora, aguardou pouco mais de ano. O Fantástico não utiliza mais a maior parte do seu tempo pra falar dos dinossauros. O único dinossauro citado é o próprio Fora Temer, além dos seus aliados de (des)governo e corrupção. A Globo não perde sua inclinação golpista. Agora, fomenta o golpe dentro do golpe.

O deus Mercado – que ninguém sabe o que é e pra que serve, mas é objeto de adoração pelo Ministro da Fazenda – sinaliza indiferença. Tanto faz por quem, desde que as destruições trabalhistas sejam levadas adiante. Os direitos trabalhistas não podem mais ceifar em zero-vírgula-alguma-coisa-porcento o custoso parco lucro do capital.

Claro que ainda há os defensores do Temer. O PMDB gaúcho, por exemplo, diz que é diferente do PMDB nacional. Sim. Além de corruptos e golpistas, são soberbos. E uma das semelhanças com a sigla nacional é a defesa do Temer. Logo os peemdebistas gaúchos, que tanto vociferavam – em nome da honestidade, é claro – contra petistas, a qualquer denúncia de corrupção contra eles.

Leia aqui todos os textos de Delmar Bertuol

O Fora Temer pensou que entraria pela História, no imaginário popular, como aquele que reunificou o país. E na interpretação do Mercado (amém), como o que finalmente fez as reformas tão “necessárias”. Amargou, no entanto, um índice de rejeição histórico, levou a pecha de golpista, conspirador e corrupto. E pra Vossa Divindade Mercatorial, serviu apenas pra dar início ao avanço dos projetos de retrocesso. Tão “necessários”.

O cerco ao Lula não cessa. Já foi condenado mesmo sem provas. Ou melhor, segundo o Judiciário – o mesmo nada fez contra Aécio Ajuda do Caralho Neves e contra o próprio Fora Temer -, a maior prova contra o Lula é a ausência de provas. A direita, que teme as urnas, quer que seja facilitada cada vez mais a ascenção de um nome do seu desejo. O da-vez agora é o não-político mais político de todos, o gari João Dória Júnior.

É hora de dizer, no Congresso e pela família, pelos amigos, pelo pessoal do futebol de terça e da canastra de domingo, pelos colegas de bocha, que devem estar a nós assistindo, agora – abraço, pessoal -, pela religião: tchau, querido.

*Delmar Bertuol é escritor, professor de história, membro da Academia Montenegrina de Letras e colaborou para Pragmatismo Político

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários