Redação Pragmatismo
Homofobia 19/Jun/2017 às 15:54 COMENTÁRIOS

Beijo na boca de atrizes globais contra a homofobia gera preconceito na internet

Beijo de atrizes contra a homofobia recebeu apoio de internautas, mas também despertou onda de ódio. Atrizes foram xingadas e até ameaçadas

atrizes beijo na boca homofobia parada gay

As amigas e atrizes Carolina Dieckmann e Maria Ribeiro não compareceram à Parada Gay neste final de semana, contudo fizeram questão de protestar contra a homofobia nas redes sociais.

Através de sua conta no Instagram, Maria, que é esposa de Caio Blat, publicou uma foto em que aparece beijando a boca de Carolina. “A gente não tá na parada mas tá na parada”, escreveu Maria na legenda da imagem.

Nos comentários, a grande maioria do público mostrou que gostou da atitude da dupla de atrizes, mas houve quem criticasse o beijo.

“Elas não estão protestando, estão assumindo. Vagab** lésbicas! Para protestar não precisava tanto, a continuar assim logo aparece um ator descendo as calças de costas para outro homem dizendo que está protestando”, reclamou um internauta.

“Que decepção, elas deveriam assumir de uma vez. Isso é palhaçada e agressão moral. Cadê os maridos, estão em cima do muro, é?”, questionou outro.

“Que absurdo. Esse mundo está perdido mesmo!”, esbravejou mais um usuário das redes.

Na caixa de comentários de um grande portal da internet, alguns usuários chegaram a ameaçar as atrizes.

“Se vejo uma pouca vergonha dessas na minha frente, e principalmente se minha filha estiver comigo, descia a mão nas duas sem dó”, publicou um rapaz.

Parada gay

A 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo aconteceu neste domingo (18) em São Paulo.

No total, 19 trios elétricos desfilaram em trajeto que começou na Avenida Paulista e desceu a Rua da Consolação, chegando ao Vale do Anhangabaú. Segundo os organizadores, o evento reuniu 3 milhões de pessoas. A Polícia Militar não divulgou números.

A Prefeitura estima que 20% do público (cerca de 600 mil pessoas) da Parada seja composto por turistas. São pessoas que saem de outras cidades, estados e até países para participar do evento e movimentar a economia da capital paulista em aproximadamente R$ 45 milhões.

A Prefeitura de São Paulo investiu aproximadamente R$ 1,5 milhão na infraestrutura do evento — a quantia é a mesma disponibilizada para a edição do ano passado, segundo a gestão João Doria.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários