Redação Pragmatismo
Política 24/May/2017 às 10:18
0
Comentários

Quem assume a Presidência se Michel Temer cair?

É quase consenso até entre a base do governo que Michel Temer não resistirá por muito tempo. Nos bastidores de Brasília, alguns nomes são cotados como favoritos para substituir o atual presidente

Michel Temer cair renúncia
(Imagem: Andre Coelho / Agência O Globo)

A base do governo Michel Temer no Congresso Nacional avalia que as chances do atual presidente continuar no poder são cada vez mais reduzidas.

Em Brasília, parlamentares aliados do presidente ouvidos por Pragmatismo Político consideram que o melhor caminho são as eleições indiretas.

Com as eleições indiretas, defendem que seria possível tocar as reformas impopulares (trabalhista e previdenciária), já que o nome que assumiria estaria alinhado aos próprios interesses do atual governo.

Neste cenário, tem mais chance de vencer quem tiver trânsito nas bancadas e condições de oferecer cargos.

Abaixo, em ordem aleatória, selecionamos os nomes mais citados nos corredores da Câmara dos Deputados:

Henrique Meirelles. O ministro da Fazenda do governo Temer despontou com um dos nomes favoritos para assumir a Presidência da República, mas em um cenário de eleições indiretas tem perdido força nos últimos dias por não ter trânsito livre no Congresso Nacional, sobretudo com os deputados do baixo clero.

Tasso Jereissati. O senador do Ceará assumiu a Presidência do PSDB no lugar de Aécio Neves e é tido como uma figura capaz de preencher os interesses de diversas vertentes parlamentares.

Fernando Henrique Cardoso. Uma ala do PSDB defende o nome do ex-presidente da República.

Nelson Jobim. Considerado um nome linha-dura e conhecedor dos meandros do poder em Brasília, Jobim foi ministro do Supremo Tribunal Federal durante 10 anos e participou dos governos FHC, Lula e Dilma como ministro de estado.

Cármen Lúcia. O nome da atual presidente do STF é visto por alguns parlamentares como uma saída institucional que impediria uma guerra da base e teria a simpatia da opinião pública.

Rodrigo Maia (DEM). Por presidir a Câmara dos Deputados, Maia encontra-se em uma condição privilegiada. Os parlamentares do baixo clero consideram que ele desponta como um dos favoritos para ocupar o lugar de Temer caso consiga costurar com precisão suas alianças nos próximos dias. Pesa contra Maia a possibilidade de seu nome surgir em novas delações divulgadas pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários