Redação Pragmatismo
Homofobia 26/May/2017 às 01:54
0
Comentários

Homossexual atacado com ácido nas ruas de Curitiba corre risco de ficar cego

Vítima de ataque homofóbico em Curitiba sofreu queimadura de terceiro grau no rosto, nos dois braços, no peito e no abdômen. Ele já perdeu a visão de um olho e corre o risco de perder a do outro. “Fora o emocional, que acabou comigo”, desabafa. Retrato falado do agressor foi divulgado

ácido homossexual ataque curitiba

Um homem de 40 anos, homossexual assumido, sofreu um ataque bárbaro nas ruas de Curitiba na última semana e agora corre o risco de ficar totalmente cego.

Em depoimento, a vítima disse que caminhava por volta das 20h no bairro Juvevê quando uma pessoa se aproximou de repente, atirou um líquido e gritou: “Toma aí, seu viado!”.

“Eu sei que ele estava de boné preto, de boina e de óculos. E ele me empurrou. Na hora em que ele me empurrou, eu achei que ele iria roubar meu celular. Daí, eu tentei levantar a minha perna, para tentar me defender. Foi onde ele pegou e jogou ‘Toma aí, seu viado’. Foi ódio mesmo”, contou a vítima.

A Polícia trabalha com a única hipótese de ataque homofóbico e divulgou o retrato falado do criminoso (ver abaixo). A vítima foi internada com queimaduras por todo o corpo.

“Eu sofri queimadura de terceiro grau no rosto, nos dois braços, no peito, no abdômen. E boca, rosto completinho, e mais a visão, onde eu vou perder praticamente toda a visão. A chance de eu enxergar de novo é mínima. Fora o emocional, que acabou comigo”, desabafou.

Por causa do ataque homofóbico, o homem já perdeu a visão do olho esquerdo e pode também ficar cego do olho direito, conforme revelou o delegado Fábio Amaro, responsável pelo caso.

Quem tiver informações sobre o agressor, pode ligar para o disque denúncias da Secretaria de Segurança do Paraná. A ligação é gratuita e anônima: Disque 181 ou 0800 6431 121 (Disque Denúncia).

homofobia ácido curitiba gay
(Imagem: Retrato falado do agressor divulgado pela Polícia Civil)

Recomendados para você

Comentários