Redação Pragmatismo
Terrorismo 23/Mar/2017 às 11:27 COMENTÁRIOS

Vídeo mostra momento do ataque terrorista em Londres que matou 5 e feriu 40

Vídeo flagra momento em que terrorista passa pela ponte Westminster atropelando pedestres. Uma mulher caiu no rio. Autor do ataque era britânico e havia sido investigado pelo serviço secreto. Veja o que se sabe sobre o atentado até agora

Um atentado terrorista deixou 5 mortos (contando com o próprio autor) e 40 feridos em Londres nesta quinta-feira (23/03) na frente do parlamento.

A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, disse que o autor do ataque era de origem britânica e já havia sido acompanhado pelos serviços secretos do país, mas não revelou sua identidade. Ele foi morto pela polícia.

“Foi uma figura isolada. Seu caso não faz parte da atual situação de inteligência. Não havia [informação] de inteligência prévia a esta tentativa [de atentado] ou de um complô”, afirmou a primeira-ministra perante a Câmara.

De acordo com a primeira-ministra, o terrorista atuou sozinho e “não há razões para pensar” que tenham sido planejados mais atentados.

Por sua vez, o ministro da Defesa do Reino Unido, Michael Fallon, disse “presumir” que o caso esteja “relacionado ao terrorismo islâmico”.

“Isto é o que se assume neste momento, embora (a polícia) ainda não tenha uma imagem completa deste homem e seus cúmplices e quem pôde, ou não, ajudá-lo a preparar este atentado”, declarou o ministro em entrevista a uma emissora de rádio, mesmo com a afirmação da premiê May de que o autor do ataque tenha agido sozinho.

O terrorista atropelou pedestres na ponte de Westminster, ponto turístico da cidade, e esfaqueou um policial, até ser detido perto do Parlamento britânico.

Entre os feridos, há 12 britânicos, três crianças francesas, dois romenos, quatro sul-coreanos, dois gregos, um alemão, um polonês, um irlandês, um chinês, um italiano e um americano.

Um vídeo da ponte Westminster mostrou o exato momento em que um carro em alta velocidade passa pelo local, atropelando pedestres. Nas imagens é possível ver uma mulher caindo dentro do rio Tâmisa. Ela foi retirada com vida e levada para o hospital com ferimentos graves.

O QUE SE SABE ATÉ AGORA?

1. O grupo militante extremista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque de quarta-feira no Parlamento em Londres.

2. A polícia não divulgou seu nome e pediu que sua identidade fosse preservada pela mídia para não prejudicar as investigações.

3. Segundo a primeira-ministra, Thereza May, sabe-se que ele era britânico e conhecido pela polícia e serviços de inteligência do país. Ele teria sido investigado há alguns anos por causa de extremismo violento, mas era tido como “figura periférica”. Thereza May estava dentro do parlamento na hora do ataque.

4. A polícia prendeu oito pessoas em batidas realizadas em Londres e Birmingham após o atentado.

5. Entre as vítimas está o policial esfaqueado, Keith Palmer, de 48 anos, que fazia a segurança do Parlamento. Ele chegou a receber primeiros socorros – um secretário de governo tentou ressuscitá-lo com respiração boca a boca e um médico que estava por perto aplicou técnicas de reanimação, mas o agente acabou não resistindo e morrendo no local. Ele trabalhava há 15 anos como policial, era casado e era pai. Por ora, sabe-se que a lista de mortos inclui Palmer, o autor do ataque, uma mulher – identificada como Aysha Frade, uma professora de espanhol britânica de 43 anos – e um homem de meia-idade. Esses dois últimos tinham sido atropelados.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários