Redação Pragmatismo
Educação 17/Feb/2017 às 16:10 COMENTÁRIOS

Governo Temer paga R$ 65 mil para youtubers elogiarem reforma do Ensino Médio

Governo contrata youtubers por R$ 65 mil para elogiar reforma do Ensino Médio. Apesar de parecer espontâneo, o filme é uma publicidade disfarçada do Ministério da Educação

temer paga youtubers reforma ensino médio

Jornal GGN

O governo de Michel Temer contratou dois youtubers por R$ 65 mil para gravar um vídeo com visões positivas sobre a reforma do Ensino Médio, que foi sancionada ontem (16) por Temer.

Apesar de parecer espontâneo, o filme é uma publicidade disfarçada do Ministério da Educação. De acordo com a Folha de S. Paulo, não há indicações no vídeo de que o material é um conteúdo pago.

O vídeo foi publicado no final de outubro do ano passado pelo canal Você Sabia, que conta com 7,1 milhões de assinantes no Youtube e é comandado por dois jovens, Lukas Marques e Daniel Molo.

Com esse vídeo você aí deve estar dando pulo de alegria. Se eu tivesse que fazer o ensino médio e soubesse dessa mudança eu ficaria muito feliz“, diz um dos apresentadores. Também são destacados aspectos da reforma como a possibilidade do estudante escolher áreas de conhecimento para se aprofundar.

Ainda segundo a Folha, outros dois canais foram sondados pelo governo, mas recusaram a proposta. Molo diz que o vídeo foi uma encomenda de sua produtora. “A gente já ia fazer um vídeo sobre o novo ensino médio. Como recebemos a proposta, decidimos aceitar

O MEC disse que canais de youtube integram a estratégia de comunicação, e que o pagamento foi feito dentro da legalidade, através de uma agência escolhida por licitação. Entre outubro e janeiro, o ministério gastou R$ 13 milhões em publicidade, um aumento de 51% em relação ao período anterior.

Leia também:
STF pede explicações a Michel Temer sobre ‘reforma do ensino médio’
Novo Ensino Médio: Mais um golpe de Temer
Universitária cria o poema da PEC 55 (antiga 241)

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários