Redação Pragmatismo
Juristas 20/Jan/2017 às 10:22 COMENTÁRIOS

Imprensa internacional questiona morte de Teori Zavascki

Imprensa internacional repercute morte de Teori Zavascki e alguns levantam suspeita sobre a tragédia. Confira o que disseram os principais veículos de comunicação do mundo

morte de Teori Zavascki mídia internacional
Morte de Teori Zavascki foi manchete nos principais jornais do mundo

A morte, nesta quinta-feira (19), do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki repercutiu na imprensa do mundo todo. Em comum, todos os veículos destacam a atuação do juiz nas investigações da Operação Lava Jato.

Para o jornal britânico The Guardian, por exemplo, o momento do acidente pode levantar questões de um possível “jogo sujo” devido “ao papel proeminente” que Zavascki desempenhava na operação.

“Nas últimas semanas, Zavascki analisava provas de altos executivos da Odebrecht, o que poderia resultar em mais prisões de figuras poderosas do Congresso e do próprio conglomerado empresarial”, diz o texto.

Os jornais El Pais e BBC informaram que a morte foi confirmada pelo filho do ministro, Francisco Prehn Zavascki, por meio de seu Facebook.

De acordo com o El Pais, “todos os olhos políticos do país seguiam os passos” de Zavascki devido a seu papel nas investigações da Lava Jato.

SAIBA MAIS: O que acontece com a Lava Jato depois da morte de Teori Zavascki?

“Se esperava que Teori Zavascki decidisse em fevereiro se aceitaria as confissões que implicavam centenas de políticos, incluindo os núcleos duros do governo atual, de Michel Temer”, diz o jornal.

Já o argentino Clarín, que destacou o acidente em seu site, escreveu que “todo o mundo político brasileiro, dos governos anteriores e atuais, estão mencionados em depoimentos [da Lava Jato], incluindo o atual presidente Michel Temer”.

Os jornais americanos Washington Post, Wall Street Journal e The New York Times e a rede ABC News também noticiaram a morte, informando que foi confirmada pelo filho do ministro, Francisco Prehn Zavascki, através de seu Facebook, minutos após escrever que seu pai estava na lista de passageiros do avião.

Nas redes sociais, internautas brasileiros escreveram que a política nacional coloca o seriado da Netflix House Of Cards “no chinelo”.

Recomendados para você

Comentários