Redação Pragmatismo
Protestos 15/Dec/2016 às 17:27 COMENTÁRIOS

O dia em que manifestantes enfrentaram a PM em Brasília

Imagens inéditas da batalha entre manifestantes e PM em Brasília após a aprovação da PEC 55 no Senado Federal revelam cenário de guerra. Jovens tentavam chegar até o Congresso Nacional e policiais tentavam impedi-los

batalha pm manifestantes brasília pec 55

Manifestantes contrários à PEC 55 protestam em Brasília contra a aprovação da medida que congela salários e reduz investimentos em Saúde e Educação por 20 anos (veja aqui como votou cada senador).

Milhares de pessoas tentaram, mas não conseguiram chegar ao gramado do Congresso Nacional. Uma barreira policial montada no Museu Nacional, a cerca de um quilômetro de onde acontecia a votação, proibia o grupo de passar com carros de som, bandeiras e balões de protesto.

Sem que os manifestantes pudesse chegar ao Congresso, criou-se um impasse que culminou em pancadaria, spray de pimenta, bombas de gás lacrimogêneo e um ônibus queimado.

“É um absurdo que propostas como essa prosperem no Congresso Nacional. Nosso movimento foi esvaziado pelo adiantamento da votação, porém outros fatores como o esquema de segurança montado para coibir manifestantes também colaborou. Vieram oito ônibus com 42 pessoas cada. Mesmo com a aprovação, continuamos na luta e voltaremos quando a Reforma da Previdência for votada”, afirmou Luís Sérgio, presidente do Sindicato dos Empregados dos Comércios de Araguari, de Uberlândia (MG).

A polícia usou bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borracha para impedir que os manifestantes chegassem ao Congresso. Um helicóptero da PM monitorou as pessoas e a segurança no Congresso Nacional esteve sob esquema especial.

Vídeo publicado no Congresso em Foco divulgado pelos repórteres Fábio Bispo e Helena Ceneviva que acompanharam de perto a manifestação, mostrou como foi o confronto entre manifestantes e forças policiais:

Depois do ato, perseguições em Brasília:

Mais registro:

Recomendados para você

Comentários