Redação Pragmatismo
Geral 10/Dez/2013 às 15:07 COMENTÁRIOS
Geral

Filha de Mandela fala sobre últimos dias do pai

Publicado em 10 Dez, 2013 às 15h07

Filha de Nelson Mandela fala sobre os últimos dias do pai. Em entrevista à rede britânica BBC, Makaziwe disse que os últimos momentos do líder foram “maravilhosos”

Makaziwe filha nelson mandela
Makaziwe Mandela (Reprodução)

Uma das filhas de Nelson Mandela, morto na última quinta-feira (05/12), aos 95 anos, relembrou os últimos momentos com o pai durante uma entrevista à rede britânica BBC, concedida nesta segunda-feira (09/12). Makaziwe Mandela, nascida em 1954, é filha de Mandela com sua primeira mulher, Evelyn Mase. A filha do ex-presidente afirmou que os últimos momentos foram “maravilhosos” e o que o pai faleceu cercado pela família.

[listaposts tipo=”relacionadosportags” titulo=”Leia também” total=”5″ posicao=”direita”]

“Até o último momento ele teve a nós, sabe? Os filhos estavam ali, os netos estavam ali, Graça (sua esposa) estava ali, estivemos a seu ao redor todo o tempo e, inclusive no último momento, estivemos sentados com ele o tempo todo na quinta-feira”, declarou. Makaziwe afirmou que nesse dia, pela manhã, os médicos, que cuidavam de Mandela em período integral, informaram à família que não poderiam fazer mais nada pelo ex-presidente.

“Acho que essa semana, da sexta a quinta-feira, foram momentos maravilhosos, se é que se pode dizer que o processo da morte é maravilhoso. Mas Tata (Mandela) desfrutou de momentos maravilhosos, porque nós estávamos ali”, ela acrescentou. Makaziwe aproveitou a entrevista para agradecer a equipe médica que se dedicou ao tratamento do pai nos últimos meses.

Durante a entrevista, Makaziwe disse acreditar que o pai lutou não só por liberdade política, mas também por liberdade espiritual. “Ele (Mandela) fala sobre o fato de ser necessário coragem para perdoar. Perdoar é uma coisa muito difícil”, explicou. “Eu acho que ele sabia que se não perdoasse, ele seria para sempre um prisioneiro espiritual”.

Nos próximos dias, uma série de eventos devem celebrar a memória de Nelson Mandela, considerado a maior liderança contra o regime do apartheid, que segregou os negros da África do Sul.

Opera Mundi

COMENTÁRIOS