Redação Pragmatismo
Polícia Militar 29/Out/2013 às 13:33 COMENTÁRIOS
Polícia Militar

O assassinato do estudante Douglas Rodrigues

Publicado em 29 Out, 2013 às 13h33

“Por que o senhor atirou em mim?”, perguntou o jovem antes de morrer. Douglas Rodrigues, de 17 anos, foi assassinado pelo policial militar Luciano Pires, de 31 anos

douglas rodrigues assassinado
“Nem ele sabe por que tomou um tiro”, disse a mãe de Douglas Rodrigues (Reprodução)

Na tarde de domingo (27), o estudante Douglas Rodrigues, de 17 anos, foi morto pelo soldado Luciano Pires, de 31 anos, na Vila Medeiros, zona norte de São Paulo. O estudante estava em frente a um bar na Rua Bacurizinho com seu irmão de 13 anos. “Já chegaram dando tiro de dentro do carro. Não falei nada, não teve nem reação do meu irmão”, disse o irmão da vítima, em entrevista ao SPTV.

[listaposts tipo=”relacionadosportags” titulo=”Leia também” total=”4″ posicao=”direita”]

A família do jovem declarou que ele cursava o 3º ano do Ensino Médio, além de trabalhar em uma lanchonete. Também na entrevista ao telejornal, a mãe da vítima, Rossana de Souza, contou que ele morreu sem saber o motivo do disparo. “Ele ainda perguntou: ‘Senhor, por que o senhor atirou em mim?’ Nem ele sabe por que tomou um tiro”, disse ela.

A Polícia Militar diz ter sido acionada por uma ocorrência de perturbação do sossego e declarou que o disparo foi acidental, quando o soldado saiu da viatura. No entanto, o irmão da vítima diz que o policial não chegou a sair do carro.

Em protesto, moradores do bairro fizeram manifestações de indignação durante a madrugada. Segundo a Agência Brasil, três ônibus foram depredados, três coletivos e dois veículos, queimados, uma viatura teve vidros quebrados e duas agências bancárias foram depredadas. O protesto, que reuniu 300 pessoas, segundo a PM, terminou por volta das 4h de hoje. Seis pessoas foram levadas ao 73º Distrito Policial.

Assista abaixo à matéria do SPTV reproduzida no Youtube:

Revista Fórum

Recomendações

COMENTÁRIOS