Pragmatismo Político (P)
Barbárie 07/Ago/2013 às 17:34 COMENTÁRIOS
Barbárie

Ex-chefe de Andréia Pesseghini afirma que ela denunciou colegas

Pragmatismo Político (P) Pragmatismo Político (P)
Publicado em 07 Ago, 2013 às 17h34

Andréia Pesseghini, morta em chacina, havia feito denúncias contra colegas da PM. Ex-chefe afirma que poucos sabiam das denúncias e diz “não estar convencido” de que o menino seja responsável pelas execuções

Andreia Pesseghini PM chacina

Ex-chefe de Andreia Pesseghini, Coronel Wagner Dimas afirma que ela havia feito denúncias contra colegas da PM (Foto: Divulgação)

Em entrevista à rádio Bandeirantes, o coronel Wagner Dimas, comandante do 18º Batalhão da PM, afirmou que a cabo Andréia Regina Pesseghini, morta em chacina na última segunda-feira (5), havia feito denúncias contra colegas policiais por envolvimento com roubo a caixas eletrônicos.

O coronel, que era chefe de Andréia, afirmou à rádio que apenas um grupo muito restrito de oficiais sabia das denúncias feitas por ela. Ele afirma “não estar convencido” da versão da PM de que o filho da oficial, Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini, 13, tenha executado a mãe, o pai, a avó e uma tia-avó.

Dimas também assegurou que a investigação a partir da denúncia feita por Andréia não chegou a nenhuma conclusão, mas que alguns policiais foram transferidos para o setor administrativo ou até para outros batalhões. No entanto, o coronel também relata que sua subordinada nunca havia citado qualquer tipo de ameaça.

Leia também

Questionado sobre o assunto, o delegado Itagiba Franco, titular do Departamento de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo, responsável pela investigação do crime, disse que desconhece essa denúncia. Para o delegado, “não há dúvidas no caso”: a polícia afirma estar convencida de que o adolescente matou a família e depois se suicidou.

com Rádio Bandeirantes

Recomendações

COMENTÁRIOS