Pragmatismo Político (P)
Revista Veja 22/Set/2011 às 20:34 COMENTÁRIOS
Revista Veja

O dia em que Wagner Moura humilhou a Revista Veja

Pragmatismo Político (P) Pragmatismo Político (P)
Publicado em 22 Set, 2011 às 20h34

Sem papas na língua, ator revela que não concede entrevistas à revista por considerá-la conservadora, reacionária e de extrema-direita

Wagner Moura Revista Veja

Os acontecimentos recentes que despertaram as inúmeras falcatruas da Revista Veja, e, consequentemente, empurram a publicação para um poço sem fim, com crescente perda de credibilidade, nos remetem à entrevista que o ator global Wagner Moura concedeu à Caros Amigos.

A entrevista é atemporal pela atualidade do conteúdo, e sobreviverá enquanto a Veja não desistir de tratar o leitor com a irresponsabilidade característica dos semeadores de dissimulações.

As palavras de Wagner Moura são irretocáveis, confira:

A linha editorial da revista Veja, uma revista de extrema direita brasileira. Eu me lembro claramente de uma capa da revista Veja que me indignou profundamente, sobre o desarmamento, que dizia assim: “Dez motivos para você votar ‘Não’ “. Eu me lembro claramente da revista Veja elogiando Tropa de Elite pelos motivos mais equivocados do mundo. E semana sim, semana não está sacaneando colega nosso: Fábio Assunção, Reynaldo Gianecchini, de uma forma escrota, arrogante, violenta. Outro motivo é que na revista Veja escreve Diogo Mainardi! Eu não posso compactuar com uma revista dessas, entendeu? Conservadora, elitista. Então, não falo com a revista Veja, assim como não falo para a revista Caras. Agora, a mídia é um negócio complexo, importante.

Leia mais

O posicionamento do ator deve servir como estímulo ao exercício da autocrítica não apenas para os editores e colunistas da revista, que normalmente reservam pedestais para artistas oriundos da emissora dos Marinho, mas para os seus colegas de profissão, carentes de personalidade, de identidade, e que quando não optam por abraçar o muro ao serem pressionados, compactuam com o que há de mais atrasado na história política republicana desse país.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendações

COMENTÁRIOS