Luis Soares
Colunista

Comentários

  1. Anonymous Postado em 25/Nov/2010 às 15:53

    Não me parece que os ataques que estão ocorrendo no Rio de Janeiro sejam uma expressão da revolta de setores que se sentem excluídos. Para mim, é uma reação de facções de traficantes à perda de território para o Estado. Uma revolta social implicaria numa ação profundamente mais ampla.

  2. As aventuras de Francesco Postado em 27/Nov/2010 às 14:13

    Talvez o passado escravocata tenha culpa. A alforria veio, mas as correntes das impossibilidades ficaram. Foram reduzidos aos morros e a corte continuou nos centros. Viraram caricaturas de seres sociais e uma das últimas coisas q têm a perder são os territórios e então eles irão lutar com o q têm por eles. Na margem, sempre estiveram e para a moral nem ligam já q há décadas não se teve moral alguma com eles..
    Educação pode resolver? Sim! Mas a longo prazo, é preciso ao menos 1 geração inteira. O exército é mais rápido agora para a urgência social, mas não conseguirá resolver.

  3. As aventuras de Francesco Postado em 27/Nov/2010 às 14:27

    Penso q o q poderia ser feito de efetivo para reverter isso já foi feito: introduzir educação e cidadania. Porém, o efeito da educação é lento. Compare-o às cólicas de bebês de menos de 3 meses. Leva-se meses para q o estomâgo reconheça q a alimentação mudou. Até lá, não há remédios eficientes, somente esperar. A educação resolve porém só dará resultados após, pelo menos, 2 gerações. O exército é só um paliativo nesse momento, do tipo fuchicória para aliviar cólicas em bebês.

  4. Anonymous Postado em 29/Nov/2010 às 17:33

    Quer melhorar de vida?Vai trabalhar!O Governo Lula gerou emprego e deu acesso a todos nas faculdades.Quem ta destruindo tudo sao os bandidos incorrigiveis mesmo.O povo honesto ta lutando e querendo viver em paz.Nao confunda a bandidagem com a populacao pobre e honesta.Bandido tem em qualquer classe social!Precisa e de uma justica imparcial que puna todos,do deputado ao pe de chinelo!