Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2016 29/Sep/2016 às 11:45
1
Comentário

Vídeo mostra momento do assassinato de candidato a prefeito de Itumbiara (GO)

Veja como foi o atentado que matou candidato a prefeito de Itumbiara (GO), Zé Gomes da Rocha, líder nas pesquisas. Atirador usou uma pistola automática .40, tentou fugir, mas também foi baleado e morreu. Vice-governador também estava no carro com o candidato assassinado

prefeito Itumbiara vídeo atirador tiros disparos
O servidor Gilberto Ferreira do Amaral no momento em que atirou contra a carreata (reprodução)

A caminhonete que levava o candidato a prefeito de Itumbiara Zé Gomes da Rocha (PTB) e governador em exercício de Goiás, José Eliton (PSDB), foi alvejada por disparos por volta das 18 desta quarta-feira (28).

Responsável pelos tiros, o funcionário público Gilberto Ferreira do Amaral, 53, estacionou um carro, que tem placa de Curitiba (PR), um pouco à frente, próximo ao local por onde passava a carreata.

“Ele desceu do carro, avançou em direção à caminhonete, e atirou contra Zé Gomes e o governador em exercício. Um policial militar que acompanhava a carreata a pé, ao lado da caminhonete, também foi atingido durante o tiroteio e acabou morrendo no local”, conta Daniel Gomes Pereira, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar de Goiás. ]

O policial militar foi identificado como cabo Vanilson Rodrigues, que estava trabalhando na segurança do evento. Ele tinha 36 anos de idade, 16 deles na PM.

Zé Gomes da Rocha (PTB) morreu no local. José Eliton ficou ferido no abdômen, passou por uma cirurgia no Hospital Municipal Modesto de Carvalho e foi levado de avião para ser tratado na capital. O advogado da prefeitura de Itumbiara, Célio Rezende, também foi atingido. Ele foi atendido no município e está sendo transferido para Goiânia.

Havia muitas pessoas na carroceria da caminhonete no momento dos disparos mas, segundo Pereira, ninguém mais foi atingido. O deputado federal Jovair Arantes (PTB-GO), relator da comissão do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, e o senador Wilder Morais (PP-GO) estavam ao lado de Zé Gomes e José Eliton.

O delegado regional de Itumbiara, Ricardo Chueire, afirma que ainda não se sabe a motivação do crime. “Fizemos a perícia no local e no carro do atirador, mas ainda não há pistas do que pode ter motivado o crime.”

A assessoria de imprensa da Secretaria de Segurança Pública informou que o governador Marconi Perillo, em viagem oficial aos EUA, deve conceder uma entrevista coletiva assim que chegar a Goiânia nesta quinta-feira (29), em horário a ser definido.

Crescimento patrimonial de R$ 109 milhões

Duas vezes prefeito da cidade, José Gomes da Rocha era agropecuarista e dono ou com participação societária em várias fazendas. Neste ano, informou ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) um patrimônio de R$ 110.808.417,35.

Começou sua carreira política bem cedo, aos 18 anos, quando se tornou vereador em Itumbiara, sua cidade natal, e o mais jovem no cargo no Brasil. O candidato esteve na Câmara local por duas legislaturas, e depois ascendeu a outros cargos: foi deputado federal por quatro mandatos, entre 1989 e 2003, em seguida, elegeu-se deputado estadual. Zé Gomes ainda foi coordenador regional da campanha de Fernando Collor (então no PTC) em 1989.

A primeira passagem pela prefeitura da cidade goiana foi iniciada na eleição de 2004, quando, então no PMDB, foi eleito com pouco mais de 65% dos votos válidos. Já no PP, o político foi reeleito em 2008 para um novo mandato, com 84,4% dos votos.

Seu prestígio ainda foi suficiente para eleger seu então vice, o atual prefeito Chico Balla (PTB), com 59,32% dos votos. Nesta eleição, buscava retomar o comando da cidade e, segundo a imprensa goiana, despontava como favorito e fazia campanha de “carreata da vitória”. Pesquisas locais indicavam que tinha mais de 60% das intenções de voto.

De sua candidatura em 2008 para a deste ano, o político apresentou uma declaração de bens com um salto enorme: seu patrimônio passou de R$ 728.183,62 para R$ 110.808.417,35 no atual pleito. A atual declaração de bens levou o candidato a ser o maior doador da própria campanha, com um valor de R$ 180 mil cedidos.

Momento dos disparos (a partir de 1m15s):

Depois dos disparos:

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. João Paulo Postado em 30/Sep/2016 às 01:05

    Quem planta o ódio, colhe o amor ...