Redação Pragmatismo
Compartilhar
Mídia desonesta 16/Mar/2016 às 16:37
6
Comentários

Wagner Moura critica "circo midiático" promovido pela Justiça brasileira

Em vídeo publicado nas redes sociais, Wagner Moura critica o uso de investigações na Justiça como massa de manobra para disputas políticas: “Sou a favor das investigações, mas sou mais a favor da democracia de um estado de direito”

wagner moura critica circo justiça mídia desonesta

O ator Wagner Moura divulgou na noite dessa terça-feira, em sua página no Facebook, um vídeo em que critica aquilo que ele classificou como “dicotomia pobre” do debate político no Brasil e o uso das investigações como “massa de manobra para a disputa política”.

Na declaração de quase três minutos, Moura afirma que “hoje em dia no Brasil existem apenas dois lados: qualquer um que tente olhar as coisas de forma mais objetiva é colocado como alguém que está em cima do muro. Ou você é coxinha, ou você é petralha, não tem muito o que fazer”.

Segundo o artista, o país passa por um dos momentos mais delicados de sua história. Em sua avaliação, o Judiciário tem sido usado para influenciar o cenário político. “Quero que políticos corruptos sejam investigados, presos, julgados e condenados, mas quero que tudo aconteça de forma democrática, que sigam os ritos democráticos, a Constituição e o Código Penal brasileiro”, defendeu. “Me preocupam essas prisões midiáticas, me preocupa que a Justiça brasileira esteja trabalhando sob influência de uma agenda política, ou do circo midiático”, disse.

Ainda de acordo com Wagner Moura não se pode tratar a corrupção como se fosse exclusiva de um partido político. “Há um ódio político no ar muito grande. Não consigo mais conversar com meus amigos que odeiam o PT e acham que tudo é válido para tirar o PT do poder, como se a corrupção no Brasil morasse num partido só.”

No final da gravação, Wagner ressalta que é a favor das investigações, com respeito à democracia. “Sou a favor das investigações, mas sou mais a favor da democracia. Por uma investigação desprovida de ódio político e pela defesa da democracia e do Estado de Direito”.

Wagner Moura é conhecido por seu engajamento político e por sua proximidade com lideranças do Psol, como o deputado federal Jean Wyllys (RJ) e o deputado estadual Marcelo Freixo (RJ), seus amigos pessoais. Em 2010, apoiou a candidatura presidencial de Marina Silva. Neste ano o ator vai integrar o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, mais conhecido como Conselhão, do governo federal. Com 92 integrantes, o colegiado é composto por representantes da sociedade civil, empregadores e empregados e deve atuar como órgão de assessoramento da Presidência.

Confira o vídeo:

É de suma importância a boa interpretação de cada palavra do Wagner neste vídeo.Assistam, e entendam o que o Wagner pensa sobre este momento.

Publicado por Wagner Moura em Terça, 15 de março de 2016


Leia também:
O dia em que Wagner Moura humilhou a Revista Veja
Dilma relança o “Conselhão”, que terá participação de Wagner Moura

O Dia

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Vanderlei Postado em 16/Mar/2016 às 18:50

    affffffffffffffffff

  2. Augusto Postado em 16/Mar/2016 às 19:05

    Wagner é um ótimo ator! E?

  3. ricardo soares Postado em 16/Mar/2016 às 19:12

    Esse tal Moro está trilhando seu caminho para ingressar na carreira política, como seus colegas de profissão, o juiz Protógenes Queirós e o promotor ladrão de merenda, Fernando Capez (PSDB-SP).

  4. Gersier Postado em 16/Mar/2016 às 20:01

    Com certeza não foi o aébrio, aquele que usava o avião do Governo de Minas para transportar duplas sertanejas, artistas da famigerada e golpista globo e até os irmãos marinhos, aqueles que não são donos do triplex em áerea de preservação, nem do helicóptero que os transporta e muito menos de uma fazenda no interior de Minas.Mas porque a curiosidade seletiva coxinha acéfalo e otário?

  5. Marcos Silva Postado em 16/Mar/2016 às 23:19

    Wagner Moura só disse o básico. Parabéns! Precisamos de personalidades fortes e conhecidas como a desse ator, pois os golpistas são ricos e têm uma parte da grande mídia a seu favor. É uma luta bastante desigual, mas a inteligência pode vencer o dinheiro e a grande imprensa. É isso aí, Capitão Nascimento!

  6. Thiago Teixeira Postado em 17/Mar/2016 às 17:34

    Foi dinheiro roubado da Petrobras, dos impostos dos paulistanos e caixa 2. Satisfeito?