Redação Pragmatismo
Compartilhar
Educação 23/Mar/2016 às 11:19
16
Comentários

Professora pede demissão de escola em Curitiba após ser pressionada por pais

Após opinar sobre política nas redes sociais, professora de História sofre inúmeras ameaças de pais e de alunos e é obrigada a pedir demissão de colégio em Curitiba (PR)

professora Curitiba demissão escola impeachment direita ódio
Alunos se manifestam a favor da professora Luciana (Imagem: Pragmatismo Político)

Revista Fórum

Uma professora de História que preferiu não se identificar e nem dar entrevistas pediu demissão, na semana passada, do Colégio Medianeira, em Curitiba (PR), onde lecionava há dez anos. A decisão foi tomada depois das inúmeras ameaças que recebeu, via redes sociais, de pais e alunos. Ela também deletou suas contas no Facebook e no Twitter.

As intimidações começaram por conta de uma publicação da professora após um protesto dos estudantes “contra a corrupção”. Eles foram à aula vestindo preto, conforme orientaram as lideranças de movimentos pró-impeachment que têm saído às ruas nos últimos dias.

Hoje vi crianças numa escola, vestindo preto e pedindo golpe. Desprezando a democracia e exalando ódio. Parece que não conseguimos escapar do que Marx profetizou quando disse que a História se repete, primeiro como tragédia, depois como farsa…”, havia publicado.

A reação de alguns pais, responsáveis e alunos foi praticamente imediata, também via redes sociais.

À diretoria do colégio deve tomar uma providência. Sou totalmente contra a ideologia de esquerda… Não aceito em hipótese alguma que professores fiquem doutrinando minha filha… Se minha filha aparecer em casa com alguma ideia esquerdista, vai dar confusão…”, escreveu um responsável, em meio há inúmeros outros comentários intimidatórios.

SE EU PEGAR ALGUM TEXTO COMUNISTA no caderno do meu filho eu vou RASGAR e devolver rasgado. E vou convidar o professor a me convencer”, publicou outro.

O colégio, por sua vez, saiu em defesa da professora e afirmou que não aceitou seu pedido de demissão. “O colégio é solidário à professora e repudia a incitação ao ódio”, disse, em nota, a assessoria de imprensa da instituição.

Parte dos alunos também se posicionou contra as mensagens de ódio e o afastamento da professora. Nesta terça-feira (22), estudantes foram à aula vestindo branco e com cartazes de “Não ao ódio” e “Fica, Lu”, em referência a professora.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. José Ferreira Postado em 23/Mar/2016 às 11:55

    Já vai tarde. De professores doutrinadores as escolas estão cheias.

    • Ricardo Postado em 23/Mar/2016 às 13:55

      Para isso, vc vai ter que acabar com o pensamento científico e promover o pensamento dogmático. Qualquer crítica ao capitalismo deve ser abafada... Sinto muito, mas o pensamento crítico é irreversível.

    • Guilherme Silva Postado em 23/Mar/2016 às 14:12

      E vazia é tua cabeça!!!

    • Roberto Postado em 23/Mar/2016 às 14:25

      Pessoas que conhecem a História são perigosas, não é mesm??

    • vinicius Postado em 23/Mar/2016 às 15:12

      falou tudo!

  2. Luiz Costa Postado em 23/Mar/2016 às 12:22

    Essa é a nação que respeita a opinião alheia? Esses são os (in)responsáveis pela futura geração? São esses que lutam por igualidade e justiça? Temo pelos que ficarão neste país sem consciência e sem respeito. Como disse Mario Sérgio Cortella: "A grande encrenca do fanatismo é tomar como ofensa a postura do outro."

  3. Carlos Alberth Postado em 23/Mar/2016 às 12:25

    É incrível como o fascismo contagia rápido os idiotas. Sem dúvidas esses pais-lunáticos são leitores de Veja, escutam Lobão na hora do almoço e entoam loas a Olavo de Carvalho.

    • Ricardo Postado em 23/Mar/2016 às 13:54

      Como cantam os Engenheiros do Hawai: "e o fascismo é fascinante e deixa a gente ignorante fascinada...".

    • vinicius Postado em 23/Mar/2016 às 15:13

      O fascismo tambem é de esquerda, meu caro analfabeto politico

      • Eduardo Ribeiro Postado em 23/Mar/2016 às 15:26

        """""""""fascismo de esquerda""""""""""""

      • Thiago Lopes Postado em 26/Mar/2016 às 22:24

        E o cara ainda tem a coragem de chamar o outro de analfabeto político hahahaha cada uma que eu leio.

  4. Gersier Postado em 23/Mar/2016 às 13:36

    Como são hipócritas, idiotas e grandes otários esses FACIStòides de merda. Quer dizer que o ato de vestir de preto dos filhos e filhas desses panacas NÂO significou que estão não doutrinados? Foi pior, sofreram lavagem cerebral da mídia e de quem os cerca? Esses golpistas e imbecilizados ainda estão nessa de "comunistas". Enquanto isso Obama foi à Cuba, Putin vai frequentemente aos Estados Unidos e os dirigentes chineses que também mantem boas relações não só com os Estados Unidos, mas também com o Brasil onde empresas chinesas fizeram grandes investimentos, estão numa boa exportando seus produtos para todos os países do mundo. As atitudes desses facistóides, repito de merda, só demostram o quanto são uns imbecilizados.

  5. Eduardo Ribeiro Postado em 23/Mar/2016 às 15:02

    O simples fato da professora 1- se declarar a favor da democracia e contra o GOLPE; e 2- citar um pensamento de Marx, foram estopim de uma mini-revolta coxinha...tu lê as respostas dos pais e quase ouve mentalmente os grunhidos, os ruídos animalescos guturais, os sons de carne humana sendo rasgada nos dentes... ""comunista...esquerdista...doutrinação marxista"" ... ignorantes iletrados não sabem o que falam. Eu fico curioso: o que esses "sábios e intelectualizados" pais gostariam que a professora ensinasse? Qual conteúdo estaria do agrado de tão "nobres" pais e mães? Se pegar escrito no caderno do filho "o golpe de 64" vai dar confusão? Se pegar um livro de história em que se lê "Nazismo, ideologia de extrema-direita" vai rasgar tudo e devolver rasgado? Nós estamos fudidos mesmo, olha como está sendo criada e educada a geração que está por vir.

  6. iran Postado em 23/Mar/2016 às 15:10

    Pais que propalam o ódio e a ignorância deveriam ser processados por corrupção de menores e ter suspenso o poder familiar sobre os filhos.

  7. Thiago Teixeira Postado em 23/Mar/2016 às 17:16

    Se um colégio particular, frequentado 99% por brancos da classe alta e média, querer enfrentar a vontade dos pais e alunos (80% certamente são reacionários e elitistas), não sobrará ninguém e a escola fecha. A solução como sempre digo, é se afastar desses ambientes coxinhas.

  8. maria Postado em 22/May/2016 às 23:02

    Falar de democracia eh facil,quero ver vivenciar a vida dura que o brasileiro esta passando. Tudo falindo,sem emprego,cheio de contas pra pagar. O povo ja esta cansado,acho que todos querem o minimo: emprego,seguranca educacao e saude,sera que eh pedir demais???