Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 22/Feb/2016 às 10:18
46
Comentários

Roger xinga plateia e diz que foi tratado como lixo por equipe dos Rolling Stones

Roger Moreira xinga plateia após ser vaiado e chamado de 'coxinha' em abertura do show dos Rolling Stones. O líder do Ultraje a Rigor, que diz que o atual governo é "comunista", também reclamou que teria sido "tratado como lixo" pela equipe dos Stones

Roger Moreira Rolling Stones
Roger Moreira (Imagem: Fabio Motta/Agência Estado)

O líder do Ultraje a Rigor, Roger Moreira, discutiu com parte da plateia que assistia ao show de sua banda na noite do último sábado (20), na abertura da apresentação dos Rolling Stones no Maracanã.

O vocalista, que costuma chamar o atual governo de “comunista” e é um conhecido crítico de Dilma e do PT começou a ser vaiado por parte da plateia.

A banda havia atrasado a entrada no palco por causa da forte chuva. Depois de tocar a primeira música, além das vaias, Roger foi chamado de ‘coxinha’.

“Vocês vão cair”, disse, tomando os críticos como apoiadores do governo e mostrando o dedo médio.

“Coxinha é a mãe de vocês”, prosseguiu, antes de “dedicar” a canção seguinte ao grupo que o criticava.

“Essa música vai para essa galera aí”, disse o cantor antes de executar “Filha da Puta”, um dos sucessos de sua banda.

Ao fim da canção, o cantor gritou “ladrão, corrupto, safado”.

A apresentação durou pouco menos de uma hora e contemplou os principais hits da banda —como “Dinheiro”, “Sexo”, “Ciúmes” e “Marylou”.

A forte chuva espantou parte do público, que procurou abrigo nas áreas cobertas do estádio, e provocou uma pane nos telões de LED ao lado do palco.

Lixo

Logo após o show dos Rolling Stones, o líder do Ultraje a Rigor reclamou através de seu perfil no Twitter que teria sido “tratado como lixo” pelo gerente e pela equipe de produção dos Stones.

“O gerente de palco dos Rolling Stones me deram [sic] 10 minutos para sair do Maracanã. Fomos tratados como lixo o tempo todo. Nunca mais”, tuitou Roger, que completou: “Rolling Stones são foda, mas equipe importada, estou fora. Nós somos lixo para eles”.

VEJA TAMBÉM: Roger debocha de campanha que denuncia assédio contra mulheres

com Folhapress

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Luís Guilherme Postado em 22/Feb/2016 às 10:35

    Curti os filhinhos de papai "conscientes e politizados" que pagam centenas de reais em uma entrada de show e chamam os outros de coxinha, elite branca. rsrs

    • Thiago Carlos Postado em 22/Feb/2016 às 17:55

      Bobagem falar uma idiotice dessas. Não importa de onde vem a crítica, contanto que seja válida.

    • Paula Postado em 22/Feb/2016 às 18:52

      Pessoas que defendem projetos sociais e governo popular também trabalham, também juntam riqueza por meio de seu suor e também podem ter bom gosto musical. A diferença deles para os maniqueístas que pensam só existir o bem (os liberais) e o mau (comunistas) é que eles podem ser da Social Democracia e, por isso, acreditar que por meio do pagamento de impostos se pode criar um Estado forte, democrático e dentro de um sistema de capitalismo controlado, com grande parte da arrecadação destinada a projetos sociais. A reportagem chama Roger de "crítico", ele não é crítico, ele é um imbecil. Críticos apresentam argumentos, conhecem o assunto a respeito do que falam. Existem alguns desses que defendem o liberalismo, nenhum que defenda a ditadura.

      • Antônio Palhares Postado em 23/Feb/2016 às 10:56

        A banda de coxinhas tupiniquins se f...Nem os Stones tiveram considerações.

    • Vanderson Postado em 22/Feb/2016 às 19:00

      Se a grana foi ganha de maneira honesta, como eles gastam o dinheiro é problema deles. Agora, ficar multiplicando asneiras, apoiar golpe se dizendo democrata ou ofender platéias... Tem que sofrer as consequências mesmo.

    • Daniely Postado em 22/Feb/2016 às 22:40

      rsrsrs... pensamento binário tem cura, tá? :)

  2. Deni Postado em 22/Feb/2016 às 10:41

    Eu não sou lixo, lixo é você: Ultraje a rigor, o nome da banda já diz: Nada a ver com nada!

  3. Ser Pensante Postado em 22/Feb/2016 às 10:45

    Roger destruiu sua carreira, primeiro faz parte ou fazia, sei lá não assisto mídia convencional, do programa do Danilo Gentinha, o qual não tem nenhuma carga ética ou cultural envolvida. Segundo que a banda nunca foi de renome, terceiro que coisa infantil um artista dar dedo ao público e além do mais, incitar o ódio político. O que é isso ? Onde vamos parar ?

  4. Marcos Pimenta Postado em 22/Feb/2016 às 10:57

    Que decadência, cantaram as mesma músicas de sempre, não fazem nada de novo. Estão "chocando o mesmo ovo de sempre"

  5. André Postado em 22/Feb/2016 às 11:18

    "Essa lenga-lenga de crise é coisa antiga É coisa de gente que quer o poder"

  6. Marilda Postado em 22/Feb/2016 às 11:32

    Além de manifestar tanto despreparo diante da adversidade, precisava assassinar a concordância verbal da língua Portuguesa?!

    • poliana Postado em 22/Feb/2016 às 16:41

      "O GERENTE de palco dos Rolling Stones me DERAm" [sic]........neh? Só rindo mesmo!!!!! E ainda se gaba pelo qi supostamente alto. Rsrsrs

  7. julio perin Postado em 22/Feb/2016 às 11:42

    Mas a sua banda sempre foi lixo ,quem não se dá ao respeito não merece ser respeitado . Aborrece todo mundo qdo é aborrecido se acha um coitado vira ser humano rapaz

  8. Denisbaldo Postado em 22/Feb/2016 às 11:52

    Reclamou por ser tratado como lixo pelos gringos, mas aprova quando outros povos sofrem com o mesmo tratamento, chama de coitadismo, vide o Iraque. Traduzindo, "Imperialismo no fiofó alheio é refresco" - Roger Moreira.

  9. Eugênio Postado em 22/Feb/2016 às 12:05

    Mas são lixo mesmo! Sempre foram medíocres...

  10. João Paulo Postado em 22/Feb/2016 às 12:09

    "Nós somos lixo para eles." Só descobriu isso agora, fracassado de merd...? Vai lá arriar as calças e mostrar (ou dar) a bunda para eles e continue repetindo a cartilha do Tio Sam. Assim, você vai longe ...

    • Bárbara Postado em 22/Feb/2016 às 13:14

      Pois é, só agora ele descobriu isso que sempre nos trataram como lixo. É um otário mesmo esse Roger Moreira Qdo ele vai descobrir que ele foi apenas um tapa buraco enquanto os Rolling Stones se preparava para entrar no palco? Até porque talvez a produção não deve ter encontrado nenhuma outra banda menos decadente que aceitaram o que eles estavam afim de pagar. E essa estrela vermelha nessa camisa? Será que ele se apresentou assim vestido com a estrela do PT? Kkkkkk e ainda escrito Star? Kkkkkk eu costumo dizer que Lula é a estrela maior da política brasileira que ninguém brilhará maus que ele kkkkk e aí Roger né aparece vestido com essa camisa kkkkkk é um inútil medmo kkklk

  11. Aliança Nacional Libertad Postado em 22/Feb/2016 às 12:28

    Lixo......sim.....orgânico aliás.......que não recicla......que o gato enterra.....não é conhecido....como músico..... o babaca do produtor visivelmente coxinha que indicou a banda deve ter sonhado com um novo coro "dilma vai tomar no gu"......kkkkkkkkkkkkk Stones é mundial........e não coisa de coxinha.....tomou vaia e quando a produção dos Stones percebeu o intuito e como estavam sendo rejeitados com veemência não tiveram paciência......devem ter sabido da treta deles com o Peter Gabriel no SWU 2011

  12. Jairo Postado em 22/Feb/2016 às 12:31

    O cara nem sabe escrever direito. Merecido o tratamento. Mudou a música a gente somos inútil para a gente (Roger) somos um lixo..kkkk..toma essa coxinha..

  13. jameson Postado em 22/Feb/2016 às 12:42

    Rapaz, o cara é tão simplista que pensa que precisa ser de esquerda pra criticar um lixo desses.

    • Fonseca Postado em 01/Mar/2016 às 12:01

      kkkk... pura verdade! Não precisa ser esquerda mesmo!

  14. Daniel Postado em 22/Feb/2016 às 13:03

    Ultraje não é lixo somente para os gringos...... é lixo para nós também. #MaruLouJáTem50anos

  15. Diógenes Lustosa Postado em 22/Feb/2016 às 13:15

    Sempre fez músicas medíocres. Artista de quinta! Bem feito as vaias!

  16. Arlete Postado em 22/Feb/2016 às 13:27

    Roger, você foi tratado da forma que merece

  17. Edvaldo Pedrosa Postado em 22/Feb/2016 às 14:26

    É assim que o império trata seus escravos uai. Quer lamber as "B...las" dos gringos e ainda quer ser respeitado, kkkkkk. Eu prefiro ser tratado como rebelde, pelo menos me sinto mais digno...

    • Divina Rocha Corte Postado em 22/Feb/2016 às 18:21

      Você falou tudo!

  18. Everton Vinícius Postado em 22/Feb/2016 às 14:27

    Os Stones incentivando a coleta seletiva. Parabéns pela iniciativa!

  19. Wladimir Postado em 22/Feb/2016 às 14:36

    Rodrigo por que a esquerda não pode ser caviar? A esquerda defende a melhoria de vida para todos. Já você e a sua direita reacionária acham que "o resto" deve ser tratado, quando muito, a mortadela.

    • daniela Postado em 22/Feb/2016 às 16:43

      boa wladimir! as pessoas pensam que ser de esquerda é querer implantar um socialismo que nivele "por baixo", quando na verdade é o contrario. Que todos tenham acesso as mesmas oportunidades e um padrão de vida digno.

  20. Eduardo Ribeiro Postado em 22/Feb/2016 às 14:53

    Isso aí é outro cadaver insepulto...outro esquecido que descobriu um jeitinho maroto de voltar pros holofotes e com isso vai se segurando...um coitado irrelevante. Artisticamente falando, morreu antes do Lobão esse mendigo. Referência intelectual da direita, com o QI mais alto entre eles...

  21. Davi Postado em 22/Feb/2016 às 16:17

    Quando você escreve no comentário de internet que fulano "esquerdista" está errado porquê pagou mais de cem reais em alguma coisa, você está assinando uma cartinha que diz que você está se metendo em um assunto sobre o qual não conhece absolutamente nada a respeito, sequer leu na wikipedia o que é marxismo, esquerda ou comunismo. E isso apenas faz você passar vergonha na internet.

  22. Ricardo Postado em 22/Feb/2016 às 16:42

    Achei foi muito bem feito. Só pra ver ele perder o controle mesmo, como de fato, perdeu. Ele xinga meio mundo no Twitter e quando o criticam ele fica putinho. E a equipe dos Stones o tratou exatamente como ele é: um lixo. Bota o Gentili junto, só aumenta a quantidade de lixo.

  23. Deisi Postado em 22/Feb/2016 às 17:17

    O Roger reclamando que foi tratado como lixo? Não tem motivo, é lixo mesmo. KKkkkkkk.

  24. Paula Postado em 22/Feb/2016 às 18:57

    As pessoas à favor de governo popular também trabalham, possuem renda e podem ter bom gosto musical ou mesmo gostar de caviar, isso não anula a compreensão de que um país deva ser democrático e usar da sua receita em projetos sociais. A diferença para um "Roger" da vida, é que acreditam que impostos podem e devem ser usados em projetos sociais, sem que isso seja comunismo, mas tão-somente imposição de limites à livre reprodução do capital.

    • José Antônio Postado em 23/Feb/2016 às 01:42

      Perfeito, Paula. Sintetizou muito bem a situação .

  25. pedro Postado em 22/Feb/2016 às 20:54

    roger continua provando que o teste de QI não prova nada.

  26. Thiago Teixeira Postado em 23/Feb/2016 às 03:20

    10 minutos? É uma eternidade para quem tem o desprazer de dividir um espaço com esse lixo dos coxinhas.

  27. Zeca Rodrigues Postado em 23/Feb/2016 às 09:46

    Nós quem, cara pálida? Mó vacilo terem escolhido esse grupo pra abrir os Stones. Erraram feio!

  28. enganado Postado em 23/Feb/2016 às 09:49

    Imaginem se este FDP fosse defensor do PT! O que não diria a ___CANALHA__ da rede gRoubo. É, é, é, é, e ainda estamos num regime comunista que um cõrno destes metido a gato macho diz o quer e não leva porrada na cara. Regime Comunista, né! è a sua mamãezinha!

  29. Helena Postado em 23/Feb/2016 às 16:07

    Vai Roger mimimi Moreira. Vai chorar no ombro do Lobão.

  30. Hudson Postado em 23/Feb/2016 às 16:45

    O teste de QI deve ter dado negativo, -150 e ele burro, achou q fosse 150. É um zé ruela, mesmo. Sempre foi, não iria ser diferente agora. Mas, me espanta a surpresa, só foram tratados da forma que realmente são. UM LIXO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Como diria minha avó: sem tirar, nem pôr.

  31. tatiana reis Postado em 24/Feb/2016 às 15:20

    tinham era q ter tacado no palco tudo q fosse possivel p impedir o show desse asno chamado roger

  32. Guilherme Postado em 29/Feb/2016 às 08:10

    Mas ele é um lixo uai...

  33. PVFP Postado em 26/Apr/2016 às 16:06

    Ele tem um grave problema muito comum nos dias atuais chamado : Q.I CAÍDO que segundo especialistas interfere de forma grave e severa o desempenho sexual e nem mesmo a escolha entre as famosas pílulas matrixianas vermelho (SUPOSITÓRIO) azul (VIAGRA) com suas características propriedades a capacidade de corrigir ou melhorar esse grave distúrbio fisiológico que o acomete pois é de uma cronicidade inrreversivel e "Viva-se com isso" !

  34. PVFP Postado em 26/Apr/2016 às 16:08

    SR. ROGER MORINGUEIRA OCA !!

  35. PVFP Postado em 26/Apr/2016 às 17:18

    O cineasta gaúcho e ex-integrante da banda Os Replicantes, Carlos Gerbase, postou em sua conta no Facebook uma resposta a Roger Moreira, vocalista do Ultraje a Rigor. No último sábado, após sua banda abrir o primeiro show dos Rolling Stones no Brasil, no Rio de Janeiro, Roger usou o Twitter para reclamar ter sido "tratado como lixo" pelo gerente de palco dos ingleses. Publicidade Na rede social, Gerbase relatou um incidente que teve com o Ultraje a Rigor em 1986, quando o grupo se apresentou em Porto Alegre e teve a abertura feita pelos Replicantes. Leia mais: Rolling Stones coloca plateia para dançar no Rio de Janeiro Rolling Stones faz show impecável no Rio de Janeiro Confira o texto de Carlos Gerbase na íntegra: "A GENTE SOMOS LIXO? O Roger, do Ultraje a Rigor, está reclamando que a sua banda foi maltratada pela equipe dos Rolling Stones, para quem abriram o show no Rio de Janeiro. Ele escreveu em seu Twitter: 'Nós somos lixo para eles'. Não sei em que condições contratuais o Ultraje fez seu show, não sei se receberam um bom cachê e não posso opinar sobre o tratamento que a banda recebeu, já que eu não estava lá. Mas posso contar uma pequena história sobre a abertura que a banda Os Replicantes fez para o primeiro show do Ultraje a Rigor em Porto Alegre, lá pelos idos de 1986. Nós (Os Replicantes de então: Wander Wildner, Heron Heinz, Cláudio Heinz e Carlos Gerbase) éramos amigos dos produtores que trariam o Ultraje para tocar no Auditório Araújo Vianna e fomos convidados para fazer a abertura, sem receber cachê, simplesmente pela oportunidade de tocar num lugar bacana, para um grande público (Inútil, do Ultraje, estava rodando bastante nas rádios, e isso garantia o sucesso do espetáculo). Topamos. Na hora de combinar como seria a infra do palco, a produção disse que poderíamos usar os mesmos amplificadores e a mesma bateria do Ultraje. Minha bateria, na época, era uma Pinguim pequena e de segunda mão, de quem guardo excelentes recordações, mas que não tinha condições de fazer um show profissional para 5 mil pessoas: pedal de bumbo quase estragado, peles quase furando, estantes de pratos quase caindo e pratos (nacionais) já rachados. Como os pratos e a caixa são equipamentos muito pessoais e sujeitos a avarias, combinamos que, apesar de tudo, eu usaria os meus. Punk rock não tem frescura. De tarde, fomos passar o som. Tudo normal. Sentei na bateria colocada num praticável e comecei a arrumar meus pratos e a caixa, quando alguém me disse que eu não poderia usar aquela bateria, pois o Ultraje não queria emprestar. Tinham ficado sabendo que eu tinha a mania de detonar e derrubar o instrumento no final do show. Mito. A minha pobre bateria é que caía sozinha às vezes. Expliquei para a produção e para os caras do Ultraje que eu tomaria o máximo cuidado, mas não houve acordo. Faltava menos de uma hora para o show. Não dava tempo para alugar outra bateria. A solução foi pegar meu carro e trazer minha Pinguim velha de guerra, que foi montada na frente do praticável da bateria do Ultraje. Nem o praticável eu pude usar! Lembro do contraste entre a Pinguinzinha, no chão, e aquela bateria enorme e importada sobre o seu praticável. Que merda! Eu me sentia como lixo... Que bom! Entramos no palco e quebramos tudo (esteticamente falando). Foi um dos shows mais bacanas da história da banda, com direito a muito pogo no fosso do Araújo (que saudade do fosso!). E a Pinguinzinha ali, com seus pratos rachados, suas estantes periclitantes, seu pedal de bumbo arrumado com arame, resistindo bravamente. Tocamos uns quarenta minutos, conforme o combinado, e saímos do palco suados, felizes e com a sensação de termos feito história. Recolhi a Pinguim, botei no porta-malas do meu Chevette (sim, ela cabia inteira no porta-malas) e voltei pra ver o show do Ultraje. Fazendo sua primeira piada (ou 'homenagem') da noite, os quatro músicos do Ultraje entraram no palco pilchados, isto é, de bombacha e com uns lenços ridículos na cintura. Levaram uma das maiores vaias da história do Araújo. O rock é, antes de qualquer coisa, uma música que derruba convenções e estimula a liberdade, e os caras vêm fantasiados de 'gaúchos'. É dose. Comecei a ver o show, aguentei uns vinte minutos e, percebendo o populismo da banda (o tempo todo querendo 'agradar' ao público) fui embora. Essa é a história. Pena que nunca abrimos para os Rolling Stones. Pena que nunca toquei na Gretsch do Charlie Watts. Mas ainda bem que nunca sentei na bateria do Ultraje a Rigor. Ela não merecia a minha bunda."

O e-mail não será publicado.