Redação Pragmatismo
Compartilhar
Terrorismo 14/Nov/2015 às 14:01
9
Comentários

Paris: O relato de um sobrevivente que estava dentro do Bataclan

"Foi um banho de sangue", relata sobrevivente. Repórter que acompanhava show de rock dentro do sala de espetáculos Bataclan fez um relato angustiante do que chamou de "10 minutos horríveis" que se seguiram à entrada no local de homens armados e vestidos de preto

atentado Paris sobrevivente bataclan
(Imagem: Philippe Wojazer/Reuters)

Repórter que acompanhava show de rock afirma que grupo de jovens armados entrou no local e disparou a esmo, calmamente, contra os espectadores, ao longo de dez minutos.

Um repórter de rádio francês que estava dentro do sala de espetáculos Bataclan, atacada nesta sexta-feira (13/11) por terroristas, fez um relato angustiante do que chamou de “10 minutos horríveis” que se seguiram à entrada no local de homens armados e vestidos de preto.

“Empunhando fuzis Kalashnikov AK-47, eles dispararam de forma aleatória em centenas de espectadores de um show de rock, disse. Segundo ele, todos os atiradores eram jovens.

“Foi um banho de sangue”, relatou Julien Pierce, um repórter da emissora France 1, à CNN. “As pessoas berravam e gritavam, todo mundo se deitou no chão e durou dez minutos, dez minutos, dez minutos horríveis em que todo mundo estava no chão cobrindo sua cabeça.”

“Nós ouvimos muitos tiros e os terroristas estavam muito calmos e determinados, eles recarregaram três ou quatro vezes as suas armas e não gritaram nada. Eles não disseram nada”, afirmou.

Pierce contou ter visto de 20 a 25 corpos no chão e muitos outros gravemente feridos. “Havia corpos por todos os lados.” Ele disse que conseguiu escapar subindo no palco e encontrando uma saída num momento em que os atiradores recarregavam suas armas.

VEJA TAMBÉM: EUA financiaram Estado Islâmico e agora querem dizimá-los

Fontes policiais disseram mais tarde que ao menos 100 pessoas foram mortas no ataque à sala de espetáculos.

Outra testemunha disse que homens armados gritando Allahu akbar (Deus é grande) dispararam contra a multidão que se reunira para assistir a um show da banda americana Eagles of Death Metal.

DW

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Carlos Postado em 14/Nov/2015 às 20:11

    Culpa do capitalismo!!!!!! kkk

    • Denisbaldo Postado em 15/Nov/2015 às 02:11

      Pela primeira vez você acertou na mosca. Só não entendi o "kkk" no final, deve ser emoção.

    • Eduardo Ribeiro Postado em 16/Nov/2015 às 10:36

      E é mesmo. Culpa do capitalismo, evidente. Parabens. Deu uma dentro finalmente. Quanto tempo será que você vai levar pra acertar outra?

      • eu daqui Postado em 16/Nov/2015 às 13:21

        Culpa do capitalismo é muito simplista e muito fácil. O capitalismo é muito anterior ao EI. Além do que, pode haver capitalismo sem terrorismo. E socialismo também. Basta que se repeitem reciprocamente limites e direitos alheios.

  2. Salomon Postado em 14/Nov/2015 às 21:34

    A lógica é a lei da causa e efeito. Ora, se estivessem todos com coletes à prova de balas, a tragédia teria sido menor. Fora de brincadeira, bombardearam impiedosamente os "terroristas" e agora esperam flores? Bin Laden, Sadam Roussen e outros são efeitos de causas ocidentais. A França agora vai se fazer de vítima e votar em radicais de extrema direita. Em tempos outros a culpa pela inflação na Alemanha da década de 20 era dos judeus. Todos sabemos quem subiu ao poder.

    • Cecimila Calc Postado em 17/Nov/2015 às 10:13

      Sabe, Salomon, eu penso muito nisso que você falou. Concordo. Mas ao mesmo tempo, penso no quanto determinadas civilizações orientais desrespeitam princípios básicos de direitos humanos. Não consigo saber a que ponto é errado que as organizações mundiais tentem proteger toda a humanidade de barbáries contra os direitos humanos. Sei que os bombardeios por parte do oriente sobre a Síria, sobre o Iraque também atropelam os direitos humanos. Mas e todo o resto da cultura deles? Será que é certo silenciarmos sobre aquelas atrocidades? Pq... é muito difícil ser mulher no Brasil... quando penso nas mulheres de lá... não acho certo silenciar.

  3. sidney Postado em 15/Nov/2015 às 00:22

    Tempos de guerra...

  4. sergio ribeiro Postado em 17/Nov/2015 às 10:36

    Isso é indesculpável. Lamentável que estúpido ainda culpem as vítimas pelo atentado. A população não pode ser culpada por maus atos de seus governos e por questões históricas mau resolvidas.

    • eu daqui Postado em 17/Nov/2015 às 12:32

      Indesculpável ou não, trata-se do implacável bumerangue da História, haja visto que o terrorismo ocidental não discrimina trabalhadores e crianças quando quer bombardear o mundo árabe.