Redação Pragmatismo
Compartilhar
Barbárie 02/Oct/2015 às 11:52
7
Comentários

Mãe aparece e depõe sobre PM que 'negociou' sexo com filhas de 6 e 14 anos

Mãe aparece, depõe sobre PM que 'negociou' sexo com filhas de 6 e 14 anos e pode perder a guarda. Pai das meninas, que mora em Minas Gerais, confirmou que pretende levar as garotas para morar com ele

mãe filhas amante estupro pm

Portal Correio

A amante do policial militar investigado por sugerir sexo com meninas de 6 e 14 anos prestou depoimento à Polícia Civil na noite dessa quinta-feira (1º), na cidade de Sousa, Sertão do estado. Ela estava escondida em um sítio no município do Barro, no Ceará, desde que a conversa dela com o amante vazou na internet.

Nas mensagens, o PM pede que a amante dope as meninas para que ele pudesse fazer sexo com elas. Ele chega a dizer que a permissão da amante para o ato seria uma “prova de amor”.

De acordo com a delegada Yvna Cordeiro, da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher, a mãe das garotas, que estava acompanhada por advogado, disse que jamais permitiria que o policial tocasse em suas filhas.

No momento, as duas meninas estão sob custódia de uma tia paterna. O pai delas, que mora no estado de Minas Gerais, confirmou que irá para a Paraíba e pretende pedir a guarda das garotas.

“A questionei por qual motivo ela não rejeitou qualquer tipo de envolvimento do amante com as meninas assim que ele iniciou a conversa. Ela disse que resolveu dar corda para saber até onde ele iria chegar e se decepcionar o bastante para conseguir terminar o relacionamento com ele, uma vez que é muito apaixonada pelo militar. Mas garantiu que nunca cogitou a hipótese de ceder aos pedidos do amante”, disse a delegada ao Correio.

Ainda conforme a delegada, as duas filhas da mulher já foram ouvidas. Segundo a garota mais velha, que flagrou a conversa da mãe com o amante e divulgou o diálogo, ela e a irmã não chegaram a ser abusadas pelo policial militar.

VEJA TAMBÉM: A justificativa esdrúxula do policial que pediu para estuprar as filhas da amante

“A criança menor foi ouvida em oitiva especial, por uma psicóloga e eu estou aguardando o relatório da conversa. Já a maior foi ouvida por mim e disse que não chegou a ser abusada. Ela disse que poucas vezes encontrou o amante da mãe e nunca havia percebido que ele tinha interesse nela”.

Apesar do depoimento da adolescente, a Polícia Civil solicitou que as meninas passassem por exame sexológico. De acordo com a delegada Yvna Cordeiro, o resultado deve ser divulgado na segunda-feira (5).

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Peterson Postado em 02/Oct/2015 às 12:11

    Exame sexológico? Nunca ouvi falar nisso. Living and learning.

    • Patricia Postado em 02/Oct/2015 às 12:50

      É um exame para comprovar se houve atividade sexual recente, é feito no iml.

  2. Felipe Postado em 02/Oct/2015 às 12:47

    Gente, mas que absurdo é esse??

  3. gloria Postado em 02/Oct/2015 às 13:48

    Pode perder a guarda? DEVE!

  4. Eduardo Ribeiro Postado em 02/Oct/2015 às 14:56

    O PM alega que fez essa barbaridade, essa animalidade, pra forçar ela a terminar a relação. Aí vem ela e diz que não cortou a conversa logo de cara pra dar corda, deixar e ver até onde ia, pra poder se decepcionar o suficiente e assim ter motivo pra terminar a relação. Tá sertu...tá sertinhu...admitir que é vagabundo desprovido de carater, ética e humanidade (ele), e que estava apaixonada demais pra largar um "não" e pagar um matador pra despachar o cara (ela) é dificil demais, eu entendo...é mais negócio mandar essa história hollywoodiana aí...

    • Bom Senso Postado em 04/Oct/2015 às 12:59

      Você sabia que contratar pessoas pra "despachar" é um crime, certo?

  5. João Paulo Postado em 02/Oct/2015 às 22:43

    Eu não consigo ver algo mais adequado como um enforcamento para esse casal desgraçado.