Redação Pragmatismo
Compartilhar
Corrupção 08/Apr/2015 às 17:17
18
Comentários

Admiradores de Sérgio Moro mudaram de ideia após a Operação Zelotes

Bastou a Zelotes chegar para a "Zelite" achar as ideias do juiz Sérgio Moro "perigosas". Logo quando a operação flagrou grandes figurões da elite brasileira em práticas criminosas, a presunção de inocência resolveu, repentinamente, dar o ar da graça

operação zelotes elite
A PF envolveu 180 agentes na deflagração da Operação Zelotes, que contou com a participação do Ministério Público Federal, da Corregedoria do Ministério da Fazenda e da Receita Federal

Antonio Lassance*

Nada como um dia após o outro. De repente, não mais que de repente, um editorial de O Globo considera o padrão Moro de “justiça” muito perigoso.

No texto “Lava-Jato inspira proposta de mudança na Justiça”, o jornal relata que juízes, “Sérgio Moro um deles, defendem que penas sejam cumpridas a partir da sentença de primeira instância, ideia perigosa, mas que Congresso precisa debater”.

Ideia perigosa? Como assim? Desde quando? Que curioso, não? Se prender suspeitos e mantê-los trancafiados até que confessem o que sabem e o que não sabem foi saudado até agora como um bom padrão de execução da judiciária, que medo é esse de uma sentença condenatória em primeira instância?

Manter o réu preso sem julgamento pode, mas prendê-lo depois do julgamento não pode? Estranho raciocínio. Muito estranho mesmo.

É muita coincidência que essa… tomada de consciência – chamemos assim – tenha acontecido quando um escândalo de proporções muito maiores do que qualquer petrolão evidenciou algo banal, trivial, óbvio: o maior escândalo de corrupção de todos os tempos, em qualquer época, em qualquer país, é a sonegação dos ricos, estejam eles ligados a que esquema for – do petrolão ao suíçalão do HSBC e, agora, ao esquema desbaratado pela operação Zelotes, da Polícia Federal.

Logo quando a Zelotes flagrou grandes figurões da elite brasileira em práticas criminosas, vis, tão dignas de escárnio quanto qualquer propina intermediada por doleiros, a presunção de inocência resolveu dar o ar da graça. Justo ela que andava tão sumida.

Justo agora que, entre outros, uma afiliada das organizações Globo (a gaúcha RBS) aparece na mira das investigações, se resolve falar novamente, alto e bom som, em presunção de inocência.

Esperemos para ver que juiz vai ter a coragem – não é assim que se chama? – de prender tais figurões e fazê-los ver o sol nascer quadrado até que confessem seus crimes já expostos e supliquem por delações premiadas. Se tem dinheiro público, se tem propina, sem tem lavagem de dinheiro, não vai ter prisão? Agora não vai ter? Por quê?

Afinal, O Globo está com medo de quê? Esse editorial terá sido feito por gente que nasceu ontem? Quem o escreveu não sabe que o padrão Moro de qualidade judicial já é corriqueiramente aplicado em nossa Justiça?

Em média, mais de 40% da população carcerária brasileira é formada por presos em situação provisória, ou seja, não têm condenação definitiva. Em alguns presídios, o número de presos provisórios ultrapassa 60%.

Depois de ter premiado Moro com o prêmio “Faz Diferença” de personalidade do ano, quem sabe o jornal não se disporia a conferir um troféu “Sérgio Moro” a presídios com as estatísticas mais altas de gente presa sem condenação, aguardando delações premiadas e julgamento a perder de vista?

O Globo assustou-se e alerta: o “Congresso precisa debater”. Claro! Os leitores de O Globo, pelo menos aqueles que não nasceram ontem, entenderam bem que a sugestão do jornal é para que a proposta encontre o caminho certo para ser imediata e solenemente sepultada, com o sinal verde de aplausos em futuros editoriais.

operação zelotes
(Imagem: Luiz Carlos Azenha)

A defesa da presunção de inocência por parte de uma mídia que se vende, diariamente, atropelando essa mesma presunção de inocência mostra o quanto muitos de seus editoriais são meros exercícios de hipocrisia, assim como os pedidos de desculpas por seu golpismo entranhado.

A presunção de inocência de muitos veículos é ditada por um cálculo de conveniência. Tem dia em que ela está valendo, tem dia que não está.

Justiça seja feita, há momentos em que a grande e tradicionalíssima imprensa esforça-se muito e dedica todo amor e carinho a proteger a reputação de seus políticos prediletos, a ponto de até mesmo parentes envolvidos em escândalos serem chamados de “supostos parentes” – uma expressão que já deveria estar nos manuais de redação desses luminares.

Precisou da Zelotes para a turma de O Globo se lembrar que a Justiça, em qualquer lugar, é feita não apenas de leis, mas de juízes e de precedentes.

Juízes tratados como astros de rock se engraçam a dar seu show à parte e rasgam a lei como quem quebra a guitarra em pleno palco. Quem precisa delas – da lei, da guitarra? Os precedentes que alguns juízes criam podem ser ainda mais graves, pois tornam-se regras que, longe de serem uma homenagem às leis, espezinham-nas.

Que tipos de juízes preferimos? O Globo prefere um que atenda aos seus caprichos e proteja seus amigos diletos – convenhamos, um “princípio” que é o fim de qualquer noção razoável e responsável de justiça.

*Antonio Lassance é Cientista Político | Carta Maior

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Fábio Postado em 08/Apr/2015 às 18:46

    Corrupção é crime e deveria ser tratada com rigor em qualquer governo, contra qualquer partido. O que os acusadores de plantão, contra o PT, parecem não entender (assim como o leitor não identificado acima) é que se inaugurou no Brasil uma situação inédita: prender corruptos do PT e aliados menores. Quando a corrupção aponta (e não adianta falar que não existe, pois isso é de uma ingenuidade monstruosa) partidos como PMDB, PSDB, DEM, ou seja, os barões da elite brasileira, que governaram este país por décadas, aí ninguém é investigado ou preso. Achar que todas as mazelas de corrupção do Brasil foram descobertas por que foram criadas pelos governos do PT é de uma ingenuidade que beira a burrice (pra mim é burrice mesmo, aliada ao ódio de classes). Será que ninguém percebeu ainda que o Brasil está prendendo corruptos pela primeira vez na sua história? E, curiosamente, esses corruptos ou são do PT ou estavam envolvidos nos governos do PT. Cadê o resto? Não existe? Ora...santa ingenuidade. Começaram a prender porque são do PT.... senão, estava tudo do mesmo jeito. Simples.

    • MARIA DA LUZ Postado em 09/Apr/2015 às 11:31

      PARABÉNS FABIO VC FALO O QUE TINHA VONTADE DE FALAR MAS ME FALTAVA CRIATIVIDADE

    • Lourdes Farias Postado em 10/Apr/2015 às 13:44

      Parabéns Fábio você falou tudo o que muita gente finge não saber.

  2. Salomon Postado em 08/Apr/2015 às 20:17

    Dito isso, o critério Sergio Moro de aplicação do Direito é como pimenta no c. dos outros. Essa Globo zomba até da Justiça se utilizando de um juiz abestalhado que empresta sua vaidade a objetivos inconfessáveis.

    • enganado Postado em 10/Apr/2015 às 09:13

      Caro Salomon Acrescentando, "juizes-Tucanos" - JB, Moro, Ayres Britto, Marco Aurélio de Mello, Gilmar Mendes, Fux, Amaral (aquele do MENTIRÃO-já foi embora). Aguardemos porque a Direita já está providênciando uma nova leva de juizes-venais, como SEMPRE é feito nos EUA/iSSraHell. Se pesam que a justiça em EUA/iSSraHell é esqueçam! Basta ver o número de policiais ABSOLVIDOS por matar os pretos. Então o MORO onde está a acusação contra o Aópio feita pelo DOLEIRO que cita a famosa "Lista de Furnas". rsrsrsrsrs ....

      • Alexandre Postado em 10/Apr/2015 às 14:33

        é verdade , tudo é culpa dos EUA, DE ISRAEL , E DO ET DE VARGINHA KKKKKKKKKKKKKK, ainda bem que a "MIDIA MALDITA " NÃO TEM CULPA NISSO NÉ?? KKKKKKKKKK

  3. Thiago Teixeira Postado em 08/Apr/2015 às 23:28

    Mais um caso de corrupção desvendado no governo do PT, pois na época do Engavetador Geral da república...

  4. Roberto Pedroso Postado em 09/Apr/2015 às 12:06

    É fato que a postura de interferência do judiciário sobre o executivo gerado pela judicialização que vemos hoje é problemático, haja visto o exemplo recente da cidade de São Paulo onde as obras das ciclovias foram canceladas por ação de um juiz,bem como a obrigatoriedade da prefeitura, sob pena da lei, em criar 105 mil novas vagas em creches na cidade até 2016,casos de atribuição exclusiva do poder executivo e suas instancias competentes que o poder judiciário deveria se limitar a fiscalizar, enfim como sabemos nenhum dos três poderes deve se sobrepor aos outros dois para o bem da republica e zelo dos parâmetros democráticos, simples assim, mas constatamos neste caso também a interferência da imprensa que é célere em eleger seus heróis e ídolos sendo que devemos sempre optar por sermos previdentes principalmente em épocas de crise sob pena do "tiro sair pela culatra" ou do "herói se tornar vilão" dependendo dos interesses envolvidos.

  5. enganado Postado em 09/Apr/2015 às 20:19

    O que vc tem a dizer do engavetador-geral-da-república do PSDB/DEM do FHC?

  6. rafael Postado em 10/Apr/2015 às 11:11

    Petrólao surgiu no governo PT?vi é burro ou se faz?a propia PT já disse que a relação pecaminosa de empresas particulares com a Petrobras vem desde a ditadura militar.você seleciona só a parte da notícia que lhe intEressa? )isso é deslealdade moral

    • Junior Postado em 11/Apr/2015 às 16:11

      Um analfabeto igual a vc vim chamar alguém de burro? Hipocrisia né! Mete o fumo nessa corja de bandidos Juíz Sergio Moro, independentemente do Partido Quadrilha.

  7. lucila sa Postado em 10/Apr/2015 às 13:18

    Mas não tem nenhum petista envolvido.

  8. OLAVO R G FILHO Postado em 10/Apr/2015 às 13:54

    NUNCA NA HISTÓRIA DESTE PAÍS SE USA O TERMO DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS,OU O PAU QUE DA EM CHICO NÃO PODE DAR EM FRANCISCO.QUALQUER SEMELHANÇA NESTAS HISTÓRIAS NÃO SÃO E NUNCA SERÃO MERAS COINCIDÊNCIAS.JAMAIS.

  9. Rolha Postado em 10/Apr/2015 às 14:46

    Brasil igual a falsidade e hipocrisia, o que esperar de um mentalidade dessa... "ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão".....esse e o brasil .... pode fazer passeata, manifestação, nada muda se a cabeça e o coração não muda... Ódio raiva se resolve alguma coisa premdam todos do PT do DEM , PSDB, PMDB, PP, quem quer que seja.....

  10. Tânia Aguiar Postado em 10/Apr/2015 às 20:14

    Gostei de "juízes venais". Como os há. Aliados da mídia golpista, do capital internacional. Eu fico pasma com a claque! Já reduzi minha argumentação, inclusive, para tentar ajudar as pessoas a refletirem. É inútil. Revivemos o febeapá. Querer colocar pecha de "ladrão" no PT é muita audácia e muita safadeza. Quem quiser que cole, que se lambuze.

  11. Valdir dos Santos Postado em 11/Apr/2015 às 22:53

    Corrupto não era só os petralhas, ou estou enganado?

  12. Valdir dos Santos Postado em 11/Apr/2015 às 22:55

    Corruptos não era só os petralhas e agora as zelites, tambem! A Dilma se cala e espera. A Dilma, não é anta e leoa. Vai doer, nas carnes desta gente.

  13. adriano Postado em 14/Apr/2015 às 17:20

    Enquanto isso nosso judiciário segue calado, afinal quem lhes banca os vultuosos salários e as seguidas férias remuneradas não são os cidadãos mesmo... Afinal se contra eles for provado algum mal feito que se aposente com salário integral para não terem mais que conviver com a gentalha...