Mailson Ramos
Colunista
Compartilhar
Política 13/Feb/2015 às 10:21
29
Comentários

Impeachment: da falácia oposicionista aos protestos malfadados

impeachment protestos dilma pt direita coxinhas
Impeachment: da falácia oposicionista aos protestos malfadados (Imagem: Pragmatismo Político)

Mailson Ramos*

O modismo vocabular desta vez é o impeachment. Não se fala de outra coisa, especialmente porque a grande mídia agendou o assunto nas fileiras primeiras dos seus discursos. Não se pode pensar noutra questão porque a sanha nos bastidores políticos e o desinteresse popular pela análise dos fatos, fundidos, são apenas o resquício da desinformação, do uso indiscriminado das notícias e do próprio noticiário que se esmera em criar linhas de raciocínio ilógico. Com efeito, a desinformação e a ausência de conhecimento transformam os afixionados por impeachment em seguidores de uma utópica reação. Reacionários que são, precisam de um banho de ralidade.

O país enfrenta problemas seríssimos de corrupção. Isto impõe ao atual governo a responsabilidade de gerenciar a crise, mas, sobretudo de demonstrar, em meio às suas próprias deficiências a coragem de lidar contra um vício estabelecido na estrutura administrativa, que é a corrupção. A exposição dos crimes e das interlocuções criminosas entre empresas e partidos não foi disparada neste governo, mas é neste governo que ela tem sido esmiuçada. Brasileiro de bom senso não se atreveria a sentir saudade de um tempo em que as tramas criminosas eram guardadas em pastas e arquivos secretos ou escondidas onde a policial federal não ousava chegar.

Vive-se num tempo em que a disputa pelo poder deflagara outros poderes mais complexos e que se interdependem no contexto sociopolítico. A imprensa, o mercado, o governo, a oposição e a opinião pública são marcadores fiéis de uma conjuntura repleta de interesses que quase sempre não confluem. A possibilidade de impedimento da presidente Dilma é a representação da crise sistêmica, pura e intransigente. E que deve acirrar ainda mais o cenário político rumo a uma futura desestabilização de todas forças políticas. Não pensem os adeptos do impeachment que o Brasil será o país das mil maravilhas tão logo se afaste Dilma, caso isso aconteça.

Leia aqui todos os textos de Mailson Ramos

Para a imprensa, posicionada sempre diante dos altares do mercado, a Petrobras está com os dias contados. E pelo crime de irresponsabilidade a presidente Dilma deveria pagar com seu afastamento. Alguém acendeu a pira do incêndio. Nesta semana o advogado José de Oliveira Costa encomendou a Yves Gandra um parecer jurídico para pedido de impeachment de Dilma.Segundo o jurista Dalmo Dallari, o documento é inconstitucional, pois não apresenta fatores determinantes que provem a responsabilidade de Dilma no caso das empreiteiras na Petrobras. José de Oliveira Costa é advogado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

O tucano negou à Folha de S. Paulo que tivesse solicitado o parecer, mas o que FHC não quis declarar foi seu desejo explícito de pedir apoio popular. Se os oposicionistas tivessem ao menos a voz do povo para marchar, a história seria outra.

Fala-se no aumento da gasolina, na Operação Lava Jato, no aumento da inflação, na quebra da Petrobras. São realidades atuais, mas também fatores definidos pelo discurso midiático em busca de novo adeptos ao esquizofrênico impeachment. Todos estes problemas estão estabelecidos em confronto com a imagem da presidente e do governo. As crises parecem convergir para o Palácio do Planalto. E de lá não sairão facilmente sem que hajam medidas combativas do governo. Entrar na balela do radicalismo não é nada bom em tempos de austeridade. O senso crítico e analítico é responsável por nos fazer compreender os fundamentos da política. Então, não vale a pena sair de casa sem eles.

A promessa de protestos nos próximos dias não pode acompanhar a perspectiva esdrúxula do “Maria vai com as outras” ou “quanto mais gente melhor”. Ressuscitaram a ideia descontextualizada dos Caras Pintadas. Para eles não há nada melhor do que a quantidade e os ícones para produção de sentido. Empreitadas fadadas ao insucesso porque o importante é o entendimento das pessoas sobre o assunto. Saber o que tem sido dito de verdade e o que tem sido publicado para causar espécie. Quem compreende os fatores e o cenário não se arriscaria a mostrar a cara nestes malfadados passeios públicos onde desfila uma elite rude, ignara e indisposta a entender os problemas conjunturais do país.

*Mailson Ramos é escritor, profissional de Relações Públicas e autor do blog Nossa Política. Escreve semanalmente para Pragmatismo Político.

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. Luís Postado em 13/Feb/2015 às 10:52

    Eu, da minha parte, espero que NÃO ocorra impeachment. A Dilma tomou um pouco de juízo na área econômica e tomou medidas necessárias, mesmo se não no grau ou no modo ideal ; O povo não entende de economia e por isso não enxerga a necessidade dessas medidas; consequentemente, o PT perde popularidade. De qualquer jeito, há benefícios: O PT perde força eleitoral e o país vê problemas econômicos sanados. Que o PT se suje ( mais do que já está, bem difícil ) limpando a casa! Isso facilita um pouco as coisas pro PSDB em 2018, que pode enfrentar um partido enfraquecido, essencial para disputar uma eleição contra o Lula, e , caso ganhe, não vai precisar realizar um choque de gestão muito pesado. Assim pode dedicar sua atenção a realizar mudanças efetivas na economia em vez de limpar a sujeira de administrações anteriores.

    • Priscila Postado em 13/Feb/2015 às 11:28

      Não existe apenas PT e PSDB!! O que a população precisa fazer é votar com consciência (além de cobrar, claro) e ser mais calculista nas escolhas, pois a maioria se preocupa com o Governo, esquecendo de ser mais críticos nas escolhas de senadores e deputados... O PSDB só não está mais sujo porque a mídia não expõe seus podres, que não são menores que os divulgados do PT!

      • Vinicius Postado em 13/Feb/2015 às 20:19

        Reforço seu comentário na questão da escolha de senadores e deputados, as pessoas acham que não tem valor e votam em qualquer um, ta aí o congresso entupido de conservadores acabando com o país. Educação política já!!!! *Outro Vinicius

      • Luis Postado em 14/Feb/2015 às 09:11

        "Não existe so PT e PSDB"... engraçado você falar isso e todos, literalmente TODOS os seus comentários aqui no PP conterem esse maniqueísmo infantiloide (" HURR DURR, OS COXINHAS, OS COXINHAS ISSO, OS COXINHAS AQUILO!!)

    • poliana Postado em 13/Feb/2015 às 16:52

      n se preocupe, na haverá impeachment. e psdb em 2018????!!!!

      • Luís Postado em 14/Feb/2015 às 09:55

        Sim, PSDB em 2018. É óbvio que eles vão disputar a eleição. O que tu quer dizer com isso?

      • poliana Postado em 14/Feb/2015 às 14:06

        q eles n ganharão! isso q quis dizer! PSDB, NUNCA MAIS!

      • Robson Postado em 05/Jun/2015 às 22:20

        quem no PSDB não esta queimado: Aécio esta queimado em MG e com diversos escândalos nas costas, principalmente o helicóptero cheio de drogas e o aeroporto; Beto Richa esta queimadíssimo no Parana e a divulgação nacional do Massacre dos Professores no dia 29 de Abril liquidou definitivamente sua vida politica; Geraldo Alckmin já perdeu para Lula em 2006 e esta fazendo um péssimo segundo mandato em SP. sem falar nas inúmeras greves de professores que já duram mais de 40 dias; José Serra já perdeu para Lula em 2002 e para Dilma em 2010 e é um politico inexpressivo e insipido, alem de não expressar confiança nem no seu partido; FHC é uma nulidade politica além de ser ridicularizado em do mundo inteiro como um dos presidentes mais incompetentes da historia republicana do Brasil, sobrou apenas o palatino da moralidade Alvaro Dias, mas mesmo ele esta sendo acusado de inúmeras praticas de corrupção no Paraná. Alem disso tudo, a legenda PSDB é sinônimo de falcatrua, corrupção e mascaramento de seus desmandos pela mídia golpista e o povo esta com mais ódio dos tucanos atualmente que dos petista, a não ser um pequeno numero de alienados coxinhas. Ai eu pergunto: sobrou quem para enfrentar Lula em 2018

    • Priscila Postado em 16/Feb/2015 às 14:43

      Então vc costuma ler todos os meus comentários? Obrigada pela sua atenção! Ok Senhor Sabidão, continua com seu pensamento, vc vai longe!

    • Priscila Postado em 16/Feb/2015 às 14:44

      E lê mal, pq não lembro de usar a palavra "coxinha" em qualquer comentário...

  2. Gustavo Postado em 13/Feb/2015 às 11:19

    Dilma não é Collor e o PT não é PRN!

  3. Priscila Postado em 13/Feb/2015 às 11:23

    Tudo bem, está havendo um golpe midiático... Como já repeti inúmeras vezes: "só não vê quem não quer!" Mas a Presidenta está falhando com a falta de diálogo e posicionamento sobre o assunto... Está mais do que na hora de ela se manifestar, pq a mídia golpista está ganhando cada vez mais espaço... Posteriormente, a Reforma Política tem que ser colocada em pauta com mais voracidade e aí sim, precisamos ir nas ruas!!

    • poliana Postado em 13/Feb/2015 às 16:53

      priscila...reforma política com o dem a frente da comissão??? o q vc acha q vai sair disso?

      • Priscila Postado em 16/Feb/2015 às 14:45

        Não sei o que vai sair... Mas nós temos que tentar... Temos que ir para as ruas! Vamos Poliana! Conto contigo!

  4. Félix Postado em 13/Feb/2015 às 11:31

    A ameaça de impeachment tem o objetivo de enfraquecer o governo e o PT. Estão mirando em 2018. Ninguém em sã consciência acredita na governabilidade após um golpe contra a Dilma. Como já foi dito, O PT não é o PRN!

  5. Marcos Postado em 13/Feb/2015 às 12:37

    Aos que são leigos no assunto, entendam isto: a direita brasileira não odeia o PT; ela odeia todas e quaisquer políticas de esquerda. O PT é apenas um bode expiatório. A elite do País está cheia de ódio e ela sempre foi incoerente em seus discursos. A direita está preocupada com o que tem para si, e não com o que pode estar sendo desviado dos cofres publicos. Não se deixem enganar por discursos pseudo-moralistas ou por falácias ad hominem. Procurem conhecer um pouco da história e da evolução do Brasil. E façam algo de bom pelo País.

  6. Thiago Teixeira Postado em 13/Feb/2015 às 14:19

    Nossa!!!!! Quanta gente do povo, trabalhadores, indígenas, representantes das comunidades carentes, quilombolas ... e essa esquerda fala que coxinha é tudo branco e elitizado .... cada uma ...

  7. Jo2 Osvaldo Postado em 13/Feb/2015 às 14:24

    Ha de se ter muita cautela nessa hora. Ao abutres estão à espreita. O governo precisa reagir energicamente. O "pau que dá em Zé, da em mané" !

  8. Vinicius Postado em 13/Feb/2015 às 20:14

    Se for provado caso de corrupção claro que eu defendo o Impeachment. Mas essa galera do Impeachment está mais para inconformados com os resultados das eleições, daí saem por ai falando besteiras, nem sabendo como é o processo de Impeachment, são tão lunáticos que acham que o Aécio assumiria o lugar no caso de Impeachment. Coitados... Além disso banalizam as manifestações de rua. Está na hora do PT reagir também, o PMDB está dominando e e não estão fazendo nada, esse PMDB é mais perigoso que o PSDB. Também cabe a nós eleitores de Dilma também ir as ruas defendendo a democracia. *Outro Vinicius

  9. Roberto Pedroso Postado em 14/Feb/2015 às 09:57

    Gostaria muito de perguntar para aqueles que defendem a tese de Impeachment da presidente se eles acreditam de fato que Michel Temer e o PMDB (partido que representa o clientelismo e proselitismo politico)seria o melhor para o Brasil?pois seria ele a assumir a presidência com a queda de Dilma! quem defende essa tese desconhece até mesmo o sistema politico eleitoral do nosso país lamentável.

  10. jarau Postado em 14/Feb/2015 às 11:13

    Cambada de otários, vocês acham que milhões de pessoas que votaram em DILMA, LULA vão ficar de braços cruzados e aceitando um golpe contra a democracia, não vai ter governo algum, o brasil vai virar um inferno, o lema vai ser pau NELLES, não estamos em 1964, quando esta mesma burguesia oportunista e burra deram de barbada e entregaram o Brasil para os milicos, com isto foi instalado a decadência do estado Brasileiro. Os coxinhas ideológicos da Grande mídia a mesma que apoiou a ditadura militar, acham que vão assumir o governo estão enganados, pois vai ter pau,pois milhões de Brasileiros vão para aluta.

    • sidney Postado em 14/Feb/2015 às 19:10

      Sou um dele nas ruas contra o regime totalitário dessa elite nojenta do país. Valeu meu amigo conte comigo.

      • Priscila Postado em 16/Feb/2015 às 14:49

        Idem!

    • Marcos Postado em 17/Feb/2015 às 10:25

      Eu tambem não vou aceitar um golpe da paradoxal e rancorosa direita brasileira.

    • Thiago Teixeira Postado em 18/Feb/2015 às 19:57

      Para tirar a presidenta do palácio do planalto, terão que me matar primeiro.

  11. sidney Postado em 14/Feb/2015 às 19:08

    Vou pras ruas contra o impeachment, contra essa elite miserável, contra os militares, contra a ditadura da mídia golpista, contra a VEJA e a rede globo. E se necessário for darei minha vida pra meus filhos não passarem por um país golpista como nas décadas entre 60 e 80. Esse povo novo precisa ler mais história do Brasil. São retardados no quesito conhecimento.

    • Vinicius Postado em 15/Feb/2015 às 00:13

      Concordo com você Sidney, sou jovem,porém sou uma exceção.Fico frustrado ao ver pessoas da minha idade manipuladas pela mídia, exaltando os EUA, o consumismo, pensamentos elitistas,ficam revoltadinhas com o bolsa família. Enfim uma vergonha para minha geração. Cabe a nós eleitores da Dilma irmos às ruas a favor da democracia, dos nossos direitos como eleitores, não vou ficar de braços cruzados diante dessa palhaçada.Está na hora também da esquerda e movimentos sociais se unirem por mais que não apoie o PT, pelo menos para defender a democracia, que está claro que isso é uma tentativa de golpe da mídia,oposição e elites. *Outro Vinicius

      • Priscila Postado em 16/Feb/2015 às 14:53

        Também acredito que devemos manifestar... E principalmente para pedir reforma política e regulamentação da mídia! Vamos nos organizar e mostrar para o povo e políticos que somos maioria e pensantes!

    • Carlos Postado em 22/Feb/2015 às 16:19

      Sidney Argentina, Venezuela, Brasil são praticamente uma piada em relação a TODOS os índices sociais, o que vc chama de elitismo nada mais é que uma educação básica e nível de primeiro mundo.