Redação Pragmatismo
Compartilhar
Polícia Militar 26/Feb/2015 às 14:16
25
Comentários

Celular registra últimos momentos de jovem assassinado pela PM

Ação desastrosa. PM abre fogo contra jovens inocentes, mata um e deixa outro ferido com bala alojada no peito. Flagrante registrado em vídeo desmente a versão oficial que havia sido divulgada pela Polícia Militar

Um vídeo [assista acima] desmente a versão da Polícia Militar sobre um tiroteio na madrugada do último sábado (21), que terminou com um adolescente morto e um jovem baleado na comunidade da Palmeirinha, em Honório Gurgel, na zona norte do Rio de Janeiro.

Em nota, a Polícia Militar informou que acontecia uma operação no local e houve troca de tiros. Segundo a corporação, duas armas foram apreendidas naquele dia.

(Assista aqui ao comentário do jornalista Ricardo Boechat sobre o caso)

As vítimas e testemunhas têm outra versão para a história. As imagens, gravadas por celular, revelam que não houve confronto e que os disparos foram feitos pelos PMs, mesmo sem reação das vítimas.

Faltava luz na região e quatro amigos sentados em bicicletas se distraíam contando piadas. Allan Souza de Lima, de 17 anos, gravava toda a conversa com o celular. De repente, um dos meninos fugiu das brincadeiras e os outros correram atrás. Poucos segundos depois, é possível ouvir uma sequência de tiros.

Allan caiu atingido por dois disparos no abdômen e morreu no local. Enquanto isso, o celular caído no chão continuava ligado. O amigo dele, Chauan Jambre, de 19 anos, foi baleado no peito e pode ser ouvido pedindo para não morrer.

A imagem não mostra, mas de acordo com testemunhas havia um policial ao lado deles.

Apesar de Chaun ter chorado e pedido ajuda, nenhum socorro foi acionado. Só depois que amigos e familiares do jovem chegaram ao local, e conversaram muito, os policiais levaram a vítima para o hospital.

Na gravação, é possível ouvir os PMs se justificando para os moradores. “Cidadão, eles que entraram no meio da troca de tiro aqui com a gente”, disse um deles a um morador da comunidade.

Chauan ainda está com a bala alojada no peito e deve precisar passar por nova cirurgia. O jovem, que se formou no Ensino Médio no final do ano passado, sonha em ser jogador de futebol. Com um longo tratamento ainda pela frente, ele já perdeu a oportunidade de fazer um teste num time carioca.

VEJA TAMBÉM: A luta de um pai para provar a inocência do filho assassinado pela PM

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook

Recomendados para você

Comentários

  1. Sérgio Postado em 26/Feb/2015 às 14:32

    Esta polícia precisa ser reformulada. Os resquícios da ditadura, do militarismo precisam ser banidos.

    • celso luiz Postado em 26/Feb/2015 às 18:56

      você é que precisa parar de escrever besteira seu idiota .

  2. Thiago Teixeira Postado em 26/Feb/2015 às 14:52

    Que droga em PM-RJ????? Fica difícil brigar sozinho com todos defendendo a corporação sendo que essas guarnições só dão vacilo. Alguma coisa está errada com esses batalhões cariocas.

    • Elaine Postado em 26/Feb/2015 às 15:40

      Thiago, o que está errado eu não sei. Mas garanto que quem está permitindo o erro é o comando: são os grandes culpados destas atrapalhadas da PM. Os policiais só são peixes pequenos que recebem ordens.

      • Marin Postado em 26/Feb/2015 às 16:31

        Sei não...covarde tem de todos os tamanhos. Se eu sou policial e o comandante dá a seguinte ordem: vai lá e atira a vontade, sem critério nenhum. Eu não vou cumprir. Duvido que ele seria demitido se não matasse esse menino, e mesmo que fosse, a vida vale mais né? Quem tem boa índole não faz o mal só por que alguém manda.

  3. Gustavo Postado em 26/Feb/2015 às 14:53

    Nem se fossem bandidos. A PM não pode atirar primeiro e perguntar depois. Quem julga é a justiça. À poucos dias policiais deixaram um jovem morrer após uma perseguição. A PM não dá conta de cumprir suas atribuições. Ainda quer julgar?

  4. Otávio Postado em 26/Feb/2015 às 14:56

    Beltrame, é por isso que a polícia está só. Tem que tirar o M da PM.

    • Elaine Postado em 26/Feb/2015 às 15:43

      Tb acho. .

  5. Luís Postado em 26/Feb/2015 às 15:18

    No fim das contas é a tecnologia que vai libertar o povo brasileiro. Duvido que a imprensa iria olhar esse assassinato duas vezes sem esse vídeo.

  6. juliano Postado em 26/Feb/2015 às 15:45

    quantos desses por dia passam batidos como "mais um bandido morto" só porque não tem um vídeo comprovando a inocência?

    • Pensador Postado em 26/Feb/2015 às 19:20

      Desculpa.... mas eu não conheço os rapazes, e vc? Sabe se tem passagem ou não, ou se fizeram algo ou não, ou se estava armado ou não? No vídeo não mostra nada se são inocentes ou não.

      • Sabrina Postado em 26/Feb/2015 às 21:51

        Se fossem rapazes loiros da zona zul, vc tb teria essa desconfiança? E desde quando a polícia pode sair julgando e matando "culpados"? Pra que existe justiça? Temos pena de morte no Brasil? Reflita primeiro antes de postar seu comentário preconceituoso!

      • Pensadorr Postado em 26/Feb/2015 às 22:49

        Exatamente "No vídeo não mostra nada se são inocentes ou não." e por isso mesmo que a PM não devia ter atirado.

      • Lucelia Postado em 26/Feb/2015 às 23:45

        Inocentes ou nao, a polícia não tem permissão para matar! A arma se presta a defesa do policial em situações de perigo. Que perigo jovens conversando e brincando entre si ofereciam? Ou mesmo correndo? Atiraram nos policiais? Não! Os policiais e que atiraram!!

      • Gustavo Martins Postado em 26/Feb/2015 às 23:47

        Pensador de titica na cabeça, se no vídeo eles não estão representando ameaça a PM, sim, eles são inocentes, pois policial nenhum tem o direito de atirar em alguém que não esteja representando perigo a si ou a outrem. Vai falar m. assim lá longe, viu...

      • Donamila Postado em 27/Feb/2015 às 07:17

        Pensador, eu tb não te conheço, vc tem passagem? Melhor atirar logo ne? Por favor, amigo, mesmo que fossem delinquentes com n passagens, se os garotos não têm nenhum mandado contra ou não estavam em delito,o que justificaria uma abordagem por parte dos policiais, nai tem desculpa ne...

  7. Luis Postado em 26/Feb/2015 às 16:29

    Isso aqui é um Pais largado ...lamentável incompetentes

  8. Paulo Cesar Postado em 26/Feb/2015 às 17:58

    Já ouvi dizerem em casos parecidos, quem defende marginal, é marginal também. E se você desconfia que essas "trocas de tiro" são montadas e que os PMs fazem a mão das vítimas pra justificar a cavada, vem os defensores das execuções sumárias latindo. A PM é uma instituição digna, o que não presta nela são alguns integrantes...

  9. jack salles Postado em 26/Feb/2015 às 20:32

    A abertura imediata de um inquérito que não vai dar em porra nenhuma ! Muitos mais ainda vão morrer ! A polícia tem total liberdade para assassinar quem eles bem quiserem , essa é a lei feita por eles mesmos ! A sua vida perante os governantes ,não vale nada ! 

  10. Tarso Moreira Postado em 26/Feb/2015 às 20:37

    Aconteceu na Bahia, agora no Rio e vai continuar em outros Estados. São jovens negros sendo executados por PM. Não são fatos isolados, ecessões ou esporádicos. Está acontecendo todos os dias rotineiramente. Pelo fim da PM URGENTE!

  11. André Guilherme Postado em 26/Feb/2015 às 21:50

    Os bons é competentes é q pagam pelos merdas que envergonham e não merecem ser policia. É BRASIL. Agora vale tudo, policia assassina, políticos podres e abutres que roubam de merenda das crianças ao ouro da nação. EX: PETROBRAS..............Vamos esperar mais o QQQQQQQ.

  12. Luiz Postado em 26/Feb/2015 às 23:32

    Se a PM brasileira nao fosse um orgao governamental, ela seria considerada um grupo terrorista

  13. suelysofia Postado em 27/Feb/2015 às 12:41

    Como há uns 10 anos não estamos morrendo pela fome, marginalização e descaso do Estado; como agora podemos ter mais acesso à EDUCAÇÃO, CULTURA e BEM ESTAR, só resta a parte que ainda insiste nessa LIMPEZA ÉTNICA, nos ASSASSINAR!

  14. Márcio Ramos Postado em 27/Feb/2015 às 16:03

    E a rede GLOBOsta insistir em dizer que foi tiroteio.

  15. Guilherme Postado em 28/Feb/2015 às 05:13

    Por qual motivo a globo tirou o vídeo do ar?