Redação Pragmatismo
Compartilhar
Eleições 2014 28/Oct/2014 às 11:35
20
Comentários

Os dilemas da revista Veja no pós-eleição

Revista Veja pode ter nova redação. Presidente do grupo Abril ficou furioso com a repercussão negativa de matéria especulativa contra Dilma às vésperas da eleição

revista veja capa dilma matéria
Repercussão negativa de matéria da Veja que tentou interferir nos rumos da eleição sem apresentar provas teria irritado o presidente do grupo Abril (reprodução)

Carro-chefe do Grupo Abril, a revista Veja pode ter esta semana um novo núcleo de direção de redação. O diretor de redação Eurípedes Alcântara está com seu cargo por um fio. Ele foi chamado a um jantar na casa do presidente do Grupo Abril, Fábio Barbosa, nesta segunda-feira (27), ao qual também compareceram os redatores-chefes Lauro Jardim, Fabio Altman, Policarpo Jr. e Thaís Oyama.

SAIBA MAIS: Revista Veja cometeu um crime, diz Dilma

Em pauta, como sair da situação criada com a capa sem provas, que rendeu dois direitos de resposta ao PT e custou à Abril a pichação à entrada de sua sede, na avenida Marginal, em São Paulo.

Barbosa ficou irritadíssimo com a repercussão negativa da capa de Veja, lançada às pressas, na sexta-feira 24, a tempo de interferir na eleição presidencial.

Seis meses atrás, ficou definido que Alcântara teria de se reportar diretamente a Barbosa a respeito das principais decisões editoriais de Veja. No jantar, ficará claro que a situação do diretor-de-redação nunca foi tão delicada. Mudanças no comando da revista podem ser anunciados nas próximas horas.

Fundo do poço

O analista político Ricardo Kotscho diz que, ‘cegados pela intolerância, barões da imprensa ainda não se deram conta de que já nem elegem nem derrubam mais presidentes’. Ele cita a tentativa de manipulação eleitoral com a publicação da capa-panfleto da revista “Veja” e defende que Dilma Rousseff apresente a criação de um marco regulatório das comunicações.

“Diante da gravidade dos acontecimentos nas últimas 48 horas que antecederam a votação, a partir da publicação da capa-panfleto da revista “Veja”, a última “bala de prata” do arsenal de infâmias midiáticas para mudar o rumo das eleições, não dá agora para simplesmente fingir que nada houve, virar a página e tocar a bola pra frente, como se isso fosse algo natural na disputa política. Não é”, disse Kotscho.

com Brasil 247

Acompanhe Pragmatismo Político no Twitter e no Facebook.

Recomendados para você

Comentários

  1. KARINA BB Postado em 28/Oct/2014 às 11:58

    Tudo jogo de cena pra receber as gordas verbas do BV,a veja vai continuar sendo a prostituta,vagabunda de sempre,Dilma ja disse q Lei de medios nao vira,,,FODA SE DILMA ,FODA SE O OT,NAO VOTO MAIS

    • Luiz Souza Postado em 28/Oct/2014 às 12:09

      Eu não voto mais no PT, mas, contra o PSDB elitista, fascista, neonazista, separatista e prócer de grupos de extermínio, voto até no Maluf. Votei em Mário Covas para governador contra Paulo Maluf, mas não sei se este seria capaz de fechar escolas estaduais como fez o probo Covas. Quem fecha escola deve ser preso imediatamente.

      • Deisi Postado em 29/Oct/2014 às 08:29

        PDDB, nem sob tortura e com revolver na cabeça!

  2. jonas Postado em 28/Oct/2014 às 12:06

    "Marco regulatório", que nome bonito pra censura

    • ricardo Postado em 28/Oct/2014 às 12:43

      realmente...

    • KARINA BB Postado em 28/Oct/2014 às 12:59

      Jonas seu alienado,a lei de midias existe nos EUA,e em muitos paises da europa,e esta prevista na nossa constituicao,esperando apenas sua regulamentacao,portanto jogue seu viralatismo na privada e de descarga ,seu idiota ,robozinho da midia porca,A REGULAMENTAÇAO SERA ECONOMICA,AMPLIANDOAS MIDIAS,TIRANDO O MONOPOLIO DAS MAOS DESSAS FAMILIAS IMUNDAS E NOJENTAS DE SEMPRE,,Ahh ,nen sei pq explicar,vc deve ser um alienado,

      • jonas Postado em 28/Oct/2014 às 15:19

        Temos uns sem número de canais e revistas, só abrir o mercado para que mais pessoas possam entrar no mundo da mídia e parar de subsidiar os "imundos" que tu fala aí.

    • Wagner Souza Postado em 28/Oct/2014 às 17:32

      Nao quer em hipotese alguma dizer censura, e tirar ou desconcentrar o poder midiatico na mao de poucos grupos, pois assim estes mesmos grupos podem se tornar partidos politicos como o sao agora. Isto inclusive me cheira a cartel, quando todos se unem para fixar o preco, no caso deles quem sera presidente e favorecera a eles no que diz respeito a verbas do governo para publicidade! Censura foi quando os militares estavam por ai, voce nao poderia publicar nada sem antes passar pelo governo…isto certamente nao acontece agora pois a Veja naquela epoca nunca seria capaz de publicar tamanho disparate!

  3. Jonas Postado em 28/Oct/2014 às 12:30

    "Acuse-os do que você faz, xingue-os do que você é." Vale pra todos os partidos brasileiros....

  4. Rogerio Gonçalves Postado em 28/Oct/2014 às 13:25

    E os R$ 10 mi que o tucano Sérgio Guerra pode ter recebido para silenciar CPI da Petrobrás? Já esqueceram, né, psdbistas!? Sobre o impeachment, quero ver o do Alckmin. Falta de água + escândalo do metrô = motivo suficiente para tirar esse tucano do governo.

    • Gildasio Oliveira Postado em 28/Oct/2014 às 19:39

      Perfeito!

  5. Vicente Postado em 28/Oct/2014 às 14:12

    O Policarpo Jr. não é aquele sócio do Cachoeira? Ele ainda não foi enquadrado? Hum... Áh, lembrei, ele é do lado dos "acima da lei".

  6. Deisi Postado em 28/Oct/2014 às 14:26

    Traduzindo Vicente, do lado do PSDB, todos soltos! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.

  7. LEONARDO Postado em 28/Oct/2014 às 15:48

    "Ali Babá eu queria ter nascido tucano"

  8. Eddie Postado em 28/Oct/2014 às 20:06

    Seja verdade ou mentira, o fato é que é tarde demais. Credibilidade dessa publicação já despencou ao subsolo!!!

  9. poliana Postado em 28/Oct/2014 às 23:27

    mimimimimimimimimimimimimimimimi...chora cesinha!! choraaaaaaaaa!!!

  10. SilD Postado em 29/Oct/2014 às 00:56

    A liberdade de imprensa existe e é sagrada. Neste caso aqui trata-se de regular distorções que, por conta da ditadura, estamos levando em banho-maria. Sabidamente a grande mídia brasileira tem seus interesses corporativistas e age em benefício próprio. Não é censura e sim moralizar para que a bandalheira não seja o norte. Calúnia e difamação, acusações sem provas materiais são crimes contra a democracia e passíveis de punição. Espero que a revista Veja seja punida porque faz tempo que pede isso. Que sirva de lição para a imprensa marrom amadora, que isso aqui não é o quintal da casa da mãe chikinha.

  11. Bruno R. Postado em 29/Oct/2014 às 01:00

    Corrigindo, não é "capa-panfleto da revista 'Veja'", mas capa da revista-panfleto Veja.

  12. André Postado em 29/Oct/2014 às 09:15

    Sabe o babaca você me diverte muito....kkkkkkkkkkk Chora Tucanalha.....kkkkkkkkkkkkkkkkk

  13. Ivan Postado em 29/Oct/2014 às 12:51

    Provavelmente, a Veja ainda tem poder de mudar eleições (e políticas, e a dinâmica social). Com certeza é essa capa que será lembrada, mas esquecemos às vezes que ela vai (de)formando seu público edição a edição. Uma mostra da influência que ainda possui é como a matéria foi intensamente compartilhada pelos fiéis da revista. Lembrem também quem são os magnatas da mídia brasileira ( http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2011/07/110718_magnatas_bg_cc.shtml ) e do imenso poder de "persuasão" de que dispõe. No caso específico, fico imaginando se o tiro não saiu pela culatra. Votei em branco no primeiro turno, mas votei na Dilma no segundo, contra a força obscurantista representada por aquele grupo midiático. Talvez muitos tenham feito o mesmo.