Redação Pragmatismo
Compartilhar
Geral 08/May/2014 às 16:51
8
Comentários

Boechat não vê espaço para Sheherazade no atual formato do Jornal da Band

Boechat não vê espaço para Sheherazade na Band, mas afirma que ela "seria bem-vinda, assim como o papa e Felipão"

Portal Imprensa

O jornalista Ricardo Boechat se manifestou a respeito da polêmica em torno de uma possível indireta à colega Rachel Sheherazade. Em entrevista ao site Notícias da TV, o âncora da Band ressaltou que não há espaço para ela no formato do telejornal da emissora, pois ele não comporta duas opiniões divergentes na mesma bancada.

“Se eu dividiria a bancada com alguém cujas opiniões eventualmente conflitassem com as minhas? Depende do modelo do jornal. Espaço para opinião no “Jornal da Band” claro que tem, mas espaço para divergência, discussão, debate, o modelo atual teria que ser repaginado para essa finalidade”, disse Boechat.

A apresentadora do “SBT Brasil” comentou em fevereiro a atitude de um grupo de “justiceiros” que amarraram um suposto assaltante de 16 anos um poste no Rio de Janeiro, dizendo que considera “compreensível” a ação.

Ao ser questionado sobre o caso, o jornalista declarou que o comentário da concorrente era uma “bosta” no “Pânico na Band”. Mas foi na última segunda-feira (5/4) que entenderam seu recado. Durante o telejornal da emissora, ele afirmou que “pessoas em emissoras de TV que estimulam a justiça com as próprias mãos” têm tanta responsabilidade quanto o autor do crime (relembre aqui), referindo-se ao boato circulado na Internet que incentivou pessoas a lincharem e matarem por engano uma mulher acusada de sequestrar crianças para praticar magia negra.

Em contrapartida, o jornalista ressaltou que a declaração não foi uma indireta a Sheherazade. “Acho risível que se estreite a minha leitura dos fatos a um recado. Não preciso mandar recado para ninguém. Se eu tiver interesse em dizer algo sobre alguém, seja lá o que for, eu direi”. No entanto, Boechat diz que Sheherazade, como formadora de opinião, não alertou os riscos de se fazer “justiça com as próprias mãos”: “Ela, ainda que não possa ser incluída no grupo de executores, não está no grupo dos que advertiram sobre esse risco, alertaram para o fato de que isso é o retrocesso da espécie humana aos níveis mais primários e bestiais”.

Embora não concorde com a colega, ele prefere evitar o confronto direto com a jornalista, para não alimentar uma discussão que não existe. “Não quero falar especificamente sobre a Sheherazade, porque seria dar a essa discussão a ideia de que eu estou estabelecendo uma comunicação direta com esta senhora. Não é o caso, não me propus a isso”, explica.

Contudo, tudo indica que ela está muito próxima de acertar com a Band para emitir suas opiniões ao lado de Boechat e Ticiana Villas Boas. O âncora afirmou que ela seria bem-vinda como qualquer outra contratação da emissora que somasse conteúdo à atração.

“Seriam bem-vindos a Sheherazade, o papa, o Felipão, quem quer que possa somar para ter um jornal que se identifique mais. Como qualquer outra emissora, a Band quer audiência, público, e se conceber um modelo que os incorpore, maravilha”, afirmou Boechat.

Recomendados para você

Comentários

  1. Matheus B. Postado em 08/May/2014 às 19:09

    Boechat resumiu a mentalidade esquerdista: espaço para discussão tem; espaço para divergência, aí tem que ver...

    • Lucas Postado em 08/May/2014 às 19:22

      E você resumiu sua estupidez /\

      • waldez Postado em 09/May/2014 às 10:06

        A contratação dessa pacóvia por essa emissora seria um bom motivo para nunca mais sintonizá-la, e os estúpidos , e os fascístas se identificam...

    • Victor Salgado Postado em 08/May/2014 às 19:36

      E você já viu algum telejornal em que os âncoras discutam entre si à cada notícia? Isso não faz o menor sentido. Não se trata de esquerda e direita, se trata de não ser um programa de debate. A band tem sim espaço para ambas as opiniões, não é atoa que apresenta o Jornal da Band com Boechat logo depois de Brasil Urgente com Datena. A questão é coloca-los na mesma bancada, o que criaria um desserviço ao telespectador, já que seus jornalistas entrariam em divergências de 5 em 5 minutos.

    • Ismael Postado em 08/May/2014 às 21:13

      PELO CONTRÁRIO, SE VC REPARAR BEM SÃO OS VEÍCULOS DITOS "DEMOCRÁTICOS" (SÓ RINDO) COMO VEJA, GLOBO, SBT QUE NÃO PERMITEM OPINIÕES DIVERGENTES. TODOS SÃO IGUAIS: DIREITISTAS? CERTAMENTE NÃO SÃO ESQUERDISTAS. PIOR: DEFENDEM O PENSAMENTO ÚNICO E AINDA DIZEM QUE SÃO IMPARCIAIS E PLURAIS!! (RI DE NOVO) OUTRA: NOS SITES ON LINE QUANDO ALGUÉM DISCORDA DOS DIREITOPATAS, FILHOS DE REINALDO AZEVEDO E SHEHERAZADE (NOME CHATO DA ZORRA!), ELES NÃO PERMITEM OU NOS XINGAM E EM SEU REDUCIONISMO METAL SUPÕE QUE TODS QUE NÃO CONCORDAM COM ELES SÃO PETISTAS! (RACHEI DE NOVO!) IDIOTAS!

    • Matheus B. Postado em 09/May/2014 às 08:42

      O que ele disse, textualmente, é que há espaço para opiniões, mas não divergências, no atual modelo do Jornal da Band. Entretanto, não há qualquer necessidade de mudar o modelo de jornal, pois cada âncora poderia expressar a sua opinião, sem debaterem entre si. Portanto, o que ele está dizendo é que não suportaria uma opinião divergente sem poder retrucá-la. Não é lindo o espírito democrático da esquerda?

    • Osvaldo Aires Bade Postado em 11/Apr/2015 às 05:37

      Ele resume tudo que não presta o fim dele vai ser rápido

  2. Dinio Postado em 09/May/2014 às 08:44

    Perguntem a Mídia Mofada, onde trabalham estes "justiceiros" da elite coxinha, qual a notícia sobre a roubalheira tucana nos 20 anos em São Paulo? Sobre milhões de Paulistanos agora expostos aos riscos de contaminação do lodo da água do Cantareira, que terão de usar (por imcompetência dos "gestores tucanos" ) para tomarem banho, se alimentarem, cuidarem suas crianças, seus doentes, sem falar que pela lógica administrativa da Tucanalha, rico que pode pagar a multa de 30% usará água à vontade, já o pobre fica na SECA!