Redação Pragmatismo
Compartilhar
Copa do Mundo 16/Apr/2014 às 12:56
79
Comentários

A história por trás do dinamarquês que teria desistido de cobrir a Copa no Brasil

O jornalista Igor Natusch se debruçou sobre o caso do suposto jornalista dinamarquês que deixou o Brasil porque estaria chateado com os desdobramentos da Copa do Mundo 2014

Pragmatismo Político entrou em contato com Igor Natusch, que nos autorizou a reproduzir a íntegra de sua investigação. A pesquisa completa e reveladora você pode ler abaixo.

Por Igor Natusch

Tanto falaram de Mikkel Jensen, o jornalista dinamarquês que desistiu de cobrir a Copa chocado com os dramas do Brasil, que resolvi pesquisar um pouco o cara. Não fui com uma tese pronta: apenas queria ver qual era. Achei infos que julgo interessantes, que postei no meu perfil do twitter e vou tentar (apesar do sono) compilar aqui. Se eu estiver errado em qualquer coisa, por favor me corrijam, já que não há nenhum AMOR PRÓPRIO meu envolvido. Nâo considero isso senão um levantamento divertido de fazer. Lá vai:

– Antes de mais nada: Mikkel Jensen não é o nome profissional dele. Será bem mais fácil achar referências sob o nome Mikkel Keldorf, que ele usa com bem mais frequência;

– Seu perfil no Facebook (https://www.facebook.com/mtkjensen) parece que não existia antes de fevereiro de 2013. Suas primeiras postagens, já críticas à Copa, são de 19 de novembro.

Antes, só likes. (que o perfil seja novo não é absurdo: muitos criam perfis em redes sociais para uso em viagens ou contato com pessoas em países distantes. Tenho [email protected] nessa situação e pode perfeitamente ser o caso aqui. talvez não postasse porque não tinha o que dizer – usava apenas para falar no chat, sei lá);

jornalista-dinamarques-1

– O curioso é que a pessoa creditada como sua namorada, Melanie Festersen Spile (https://www.facebook.com/melanie.spile), também não tinha perfil no Facebook antes de fev/2013. Ela viajou junto com ele? Criou perfil exclusivamente para conversar com o namorado que viajava? É possível;

– O único lugar onde é possível achar contribuições frequentes de Mikkel Keldorf é no Pladepressen (http://pladepressen.dk), que parece ser um site focado na cena musical da região. Mikkel escreveu uns artigos e tirou fotos para o veículo, que durou um ano ou um pouco mais. As últimas atualizações na página do Pladepressen no Facebook (https://www.facebook.com/Pladepressen) são de… Fevereiro de 2013. Ou seja, razoável deduzir que Mikkel Keldorf era um dos sócios do Pladepressen e desistiu da empreitada quando resolveu vir ao Brasil, no começo do ano passado (se quiserem ler uma edição do Pladepressen:http://pladepressen.dk/wp-content/uploads/2012/10/PladePressens-e-mag-oktober.pdf);

– Então Mikkel Keldorf – que tem material esparso publicado em alguns lugares desde 2012, incluindo viagem à China e inclusive uma reportagem sobre Ronaldinho (http://www.tipsbladet.dk/content/druk-og-damer-ronaldinhos-fede-fodboldferie), mas nada antes disso – vem ao Brasil. Edita, até onde consegui puxar, um único material jornalístico entre setembro de 2013 e abril de 2014: uma reportagem em vídeo para a TV2 dinamarquesa (http://nyhederne.tv2.dk/2014-03-31-reportage-sikkerheden-i-rio-vakler-forud-vm) sobre ações policiais na Favela da Maré, no Rio;

– Aí como sabemos, ele se revolta com coisas que descobre em Fortaleza e, ao invés de fazer um material jornalístico bombástico sobre o que achou, decide largar a cobertura da Copa de mão (seu sonho) e volta para casa. Sabe onde sua decisão é noticiada primeiro? Na Dinamarca, mais precisamente no dia 9 de abril: http://ekstrabladet.dk/sport/fodbold/landsholdsfodbold/vm2014/article2258090.ece

Até aí, ninguém noticiou nada a respeito dele no Brasil;

– Curiosamente, um vídeo de quase 40mins é publicado no canal de Mikkel Keldorf no Youtube no dia 12: https://www.youtube.com/watch?v=SjxWXjeOFc8 Esse vídeo é curiosíssimo e para mim, intrigante. Nele, o jornalista não faz matéria alguma: é entrevistado por figuras ocultas, que em nenhum momento se identificam – o vídeo, embora editado de forma competente, não tem créditos senão o do próprio Mikkel, aqui também Keldorf e não Jensen. Quem o entrevista? Por que esse material (uma boa história em potencial) só aparece na página do próprio Keldorf e não da(s) pessoa(s) responsável(is) pelo vídeo? Por enquanto, não se sabe;

– Finalmente, dois dias depois de postar o vídeo no YouTube, Mikkel faz um desabafo em sua conta no Facebook, que serviu de base para todas as matérias feitas até aqui. Ninguém parece saber que a história foi divulgada semana passada na Dinamarca, nem que um vídeo enorme foi publicado pelo próprio Mikkel no fim de semana. Ou seja, ninguém falou com Mikkel Keldorf Jansen ou foi além do post no facebook para escrever suas matérias.

Meu palpite (e é tudo palpite mesmo, nada além): Mikkel Keldorf é um jornalista eventual – um cara que viaja para lugares distantes como turista e oferece material a jornais dinamarqueses para ajudar a pagar as contas. Posso ter pesquisado mal, mas não achei nenhuma produção jornalística consistente de sua parte, a não ser no Pladepressen, uma pequena revista regional sobre música que parece ter sido projeto dele próprio. Ou seja, dizer que é jornalista é algo que refere-se a parte de suas atividades, talvez sua formação, mas não é exatamente a coisa que ele mais faz na vida. Confiram o perfil profissional dele:http://www.mikkelkeldorf.dk/category/resume/ Veio para o Brasil tentar cobrir a Copa e ganhar dinheiro, o que não conseguiu (vendeu uma só matéria, ao que parece). Acho razoável deduzir que volta à Dinamarca especialmente por isso, ainda que o choque com as mazelas do Brasil possa, é claro, ter influenciado sua decisão.

Antes de ir, alguém descobre sua história e faz o vídeo – pessoas das sombras, que não se identificaram e não fizeram menção de usar o material que fizeram ou jogá-lo na imprensa. Ninguém sabe nada dele além do Facebook – a própria versão que apresentam sobre sua carreira e sua preparação para cobrir a Copa é a que ele próprio oferece, sem nenhuma investigação por cima. E o vídeo – potencialmente bombástico, ainda que (frisemos) sem créditos – passa despercebido. Deduzo que alguém gravou o depoimento para uso futuro, mas não contava que o próprio Keldorf o publicasse – e talvez mais ainda, que os posts de Keldorf no Facebook chamassem atenção. O noticiário dinamarquês descobre o caso primeiro, de qualquer modo. Não é um cara com faro jornalístico – se fosse, tentaria vender sua história e iria atrás da pauta que descobriu, ao invés de voltar correndo para seu país natal.

Não: ele volta depois de vender uma só matéria televisiva, e após gravar um depoimento para pessoas misteriosas. Que acharam sua história ótima para um vídeo de 40mins, mas que perdem a exclusividade dela para um post no facebook – por acidente ou por plano, não sabemos. E que permitem (ou não impedem) que o próprio Mikkel Keldorf publique o vídeo em sua conta pessoal no YouTube.

Não acredito na história de Mikkel Keldorf. Para mim, ele voltou por falta de trabalho e romantizou a situação em benefício próprio, convencendo algumas pessoas no meio do caminho – que chegaram a gravar um vídeo, mas não o publicaram. Talvez por acharem que não valia a pena. Chamo a atenção para o fato de que o único trabalho que Keldorf comercializou aqui é… em vídeo. Editado por ele próprio. Talvez ele próprio tenha editado o vídeo, a partir de brutas que os autores originais não quiseram usar. Pode ser tudo um hoax razoavelmente bem elaborado, mas não creio nisso: acho que é apenas a tentativa de um jornalista meia-boca em tirar algo de bom de uma iniciativa profissional fracassada. E uma mostra de como, para ganhar cliques, nossa imprensa brasileira publica qualquer coisa. Inclusive longas matérias cuja única fonte é uma postagem de um desconhecido no Facebook.

Atualização 16h:38min

Como a repercussão do meu post sobre Mikkel Keldorf Jensen foi muito além do que eu imaginava, acho justo eu fazer um DISCLAIMER aqui, digamos.

Não tenho tese a provar sobre o dinamarquês, embora tenha formado uma teoria – que pode, é claro, estar errada e acho que será muito melhor se estiver errada mesmo. Não é uma denúncia nem uma acusação: é um levantamento de dados – que eu acho que deveria ter sido feito pelos veículos ANTES de publicarem a história, e esse é um dos pontos principais do que acabei fazendo.

Quanto às denúncias dele e a necessidade de verificá-las, obviamente concordo com isso. Não acho que as coisas sejam excludentes e não tenho interesse de desprestigiar um trabalho jornalístico sobre a situação de crianças de rua – nem de fazer character assassination do dinamarquês! Meu ponto é: tinha MUITA informação relevante sobre o caso que NINGUÉM se preocupou em levantar antes de publicar a história, com base exclusiva numa postagem de facebook. Nem no YouTube do cara foram antes de publicar, nem as redes sociais todas dele se deram ao trabalho de conferir! Muito mais que uma crítica a ele (que nem é a ideia), é uma crítica ao modo como publicam algo só para levar cliques, sem apurar praticamente nada antes disso.

A situação terrível das crianças de rua é conhecida há tempos e não é de hoje que merece uma ação jornalística mais efetiva e dedicada. A Caravana da Periferia, por ex, cuida há anos desse tema em Fortaleza. Esse esforço pode e deve ser estimulado, e se o caso de Mikkel Keldorf ajudar nisso, será um fruto positivo disso tudo. Se ele fizer mesmo o documentário que anuncia em entrevista da manhã de hoje ao UOL, espero que seja um bom material e bastante esclarecedor, embora pessoalmente não acredite muito nisso. Não tenho nenhum apego pela minha “tese” – embora ache que sim, um jornalista tem dever e obrigação de ser bem mais responsável com as informações que possui do que Mikkel me parece ter sido. Mas isso é opinião pessoal.

Na verdade, tem muita coisa a ser discutida aqui. Por que precisa o dinamarquês falar nisso para virar pauta? É aceitável que um jornalista apenas mencione um fato de tal gravidade, sem mostrar comprovação alguma do que diz? O “gringo” tem tanta credibilidade que basta falar no facebook para ser notícia no Brasil todo? As abordagens possíveis dessa situação são muitas e todas me interessam. Acredito que, no fim das contas, fica faltando responsabilidade e reflexão – acho que esse é o grande “tema” do meu post, digamos. Poderíamos ter sido informados melhor, com mais profundidade e um pouco mais de calma – e esse post e essa conversa toda nem precisaria existir.

Ps.: Pragmatismo Político também tentou contatos com Mikkel Jensen via Facebook e telefone. Até a tarde desta quarta-feira, a página não obteve resposta.

Recomendados para você

Comentários

  1. Hector Thyso Postado em 16/Apr/2014 às 13:05

    Pragmatismo sendo pragmático e incisivo 'as usual'... Curto demais! E também apoiei o Mikkel sei la das quantas rs

    • Bruna Passos Postado em 16/Apr/2014 às 15:24

      Juro que achei a história muito bizarra. Fui até a parte de descobrir que o nome dele não era aquele que tava na matéria e depois deixei pra lá. Mas te digo, trabalhar com jornalismo online é foda. Não sei quantas vezes eu tive que ~ouvir~ por "demorar demais" para publicar uma bobagem de celebridade só porque queria ter mais do que posts de facebook ou twitter como fonte. Rede social é um ótimo indicativo de pauta mas não é matéria. Parece que, na luta pelos cliques, vale tudo e se a história não for real, depois é só dar uma correçãozinha ou pior simplesmente deletar a matéria. Ainda sobre a tua tese, não tem nada mais comum aqui na Europa do que "eventuais" jornalistas, gente que viaja fica um tempo num lugar e fica mandando matéria pro país de origem. Ou seja, tudo que tu publicou aqui faz muito sentido. Pena que daqui a pouco todos os portais online do Brasil vão republicar essa história para "não ficar pra trás"

    • Fred Postado em 16/Apr/2014 às 17:38

      Moderador, o "Pragmatismo Politico" deliberadamente me bloqueou de comentar em sua pagina no Facebook por simplesmente ter feito uma critica (educada) ao pro-governismo escancarado de uma determinada matéria, isso compromete a credibilidade, não aceitar divergência, imagino que devam existir outros, isso não 'e bom, lembra o "Brasil, ame-o ou deixe-o"...

    • Joao Henrique Postado em 17/Apr/2014 às 08:44

      Boa ideia! Pragmatismo político podia investigar se tudo que ele relatou é verdade..e fazer uma matéria mais completa sobre o que vem acontecendo em Fortaleza..

  2. Guilherme Postado em 16/Apr/2014 às 13:08

    foi a primeira coisa que eu pensei... pq esse cara não quis vender a reportagem??

  3. julio cesar montenegro Postado em 16/Apr/2014 às 13:10

    só no brasil mesmo e por gente que detesta onde mora sem ter dina ou outra marca pra se refugiar

  4. Patrick Gomes Postado em 16/Apr/2014 às 13:10

    Li tudo. Tudinho! rs

    • Eduardo Abreu Postado em 16/Apr/2014 às 18:46

      Também....que coisa importante um jornalista a menos, vai fazer uma falta pra Copa do Mundo.... não sei até se vai existir Copa, tá faltando o jornalista da Dinamarca.... ainda bem que não se gastam papel aqui.

  5. clara Postado em 16/Apr/2014 às 13:12

    putz hahahahaha

  6. Lourenço Postado em 16/Apr/2014 às 13:17

    Díficil não acreditar na história dele....pra quem conhece um pouquinho da realidade nas ruas, eu não duvidaria.

    • Josi Postado em 16/Apr/2014 às 15:26

      Há uma diferença importante entre comentário num post no Facebook e uma reportagem jornalística. O que confunde as pessoas é o fato de ele ser jornalista. O que parece alçar à categoria de reportagem uma mera opinião com embasamento apenas numa visão restrita de um turista, sem dados, sem fontes, sem fotos. Pessoas compartilhando um post, ok, se entende, mas a grande mídia tratar com tamanha relevância já é demais!

    • Fernanda Postado em 16/Apr/2014 às 17:03

      Bem complicado, o cara sendo jornalista está careca de saber que o mundo dele gira ao redor dos fatos, então, diante de supostas irregularidades ele vai, posta um "protesto" em redes sociais e pronto!? Simples assim... Daí pra completar "A ação" soma-se o eterno complexo de vira latas de grande parte dos brasileiros (ah é o brasil não presta mesmo, e o cara é gringo, ó!!!) e mais uma pitada de oportunismo midiático eleitoreiro e "voi-lá": tasca a postar e repostar essa pataquada!!!

  7. Beto Postado em 16/Apr/2014 às 13:19

    Se duvidar, foi ele mesmo quem gravou o vídeo. haha

  8. adriano Postado em 16/Apr/2014 às 13:20

    Espetacular! Tbm me passou pela cabeça o fato do cara ir embora. Como um jornalista, ao ver uma situação errada, simplesmente sai de cena ao invés de exercer a função para a qual lá está.

    • Clovis Postado em 16/Apr/2014 às 15:21

      Afinal qual era a ideia inicial dele de jornalisticamente "cobrir a copa"? E depois de tudo porque decidiu não cobrir mais? Beicinho? Ele pensava que isso aqui era uma Dinamarca?

  9. Ana Elisa Postado em 16/Apr/2014 às 13:24

    Pode até ser que ele tenha feito isso, mas concordo com o fato dele "queimar" a copa no Brasil. Ninguém tem que vir aqui desfrutar do melhor, rasgar o dinheiro com o turismo, enquanto tudo parece ser lindo, nós brasileiros suamos, sofremos com impostos altos, assistimos a roubalheira, e não temos escolha se não fazer nossa obrigação. Tudo parece lindo e otimista, mas não é!!!

    • Claudia Postado em 16/Apr/2014 às 14:01

      Tudo parece lindo e otimista? Onde? Rs...

      • Ana Elisa Postado em 16/Apr/2014 às 15:34

        Na cabeça dos que defendem o país e acham que esse jornalista está fazendo isso para se promover! Independente se ele inventou ou não, ele não deixa de ter inventado uma verdade e realidade!!!

    • Debora Postado em 16/Apr/2014 às 14:45

      Mas daí a gente não iria de turismo para nenhum país!! Nem para os EUA com os imigrantes ilegais trabalhando ilegais, sem nenhuma ajuda de governo, ou até a população se acesso a saúde!!! Acho que duas coisas tem que ser bem separadas...turismo e realidade do país! Queimar o Brasil lá fora só ajuda a estabelecer nossa posição de país periférico! É bem o que a elite quer! Misturar alhos com bugalhos nunca prestou....ou vai me dizer que a gente não viaja para país com injustiças ou compra coisas da China (conhecida pela mão de obra quase escrava)?? Menos hipocrisia, por favor!

      • Ana Elisa Postado em 16/Apr/2014 às 15:41

        Débora eu penso assim e me desculpa se não concorda com o meu ponto de vista. Não sou a favor dessa copa, pra mim não passa de uma lavagem de dinheiro a mais no nosso povo. O Brasil está caótico, em todos os aspectos. Está com carência de liderança.

  10. Paulo Postado em 16/Apr/2014 às 13:26

    Ok. Mas está sendo feita a coisa do jeito certo para a Copa? Sensacionalismo realmente está em alta mas a situação não está nada boa. Separando os assuntos o que dá pra concluir é que há muita insatisfação frente ao quadro atual.

  11. Gilson Dee Postado em 16/Apr/2014 às 13:29

    as pessoas deviam ter cuidado c oque propagam... nem tudo que reluz eh ouro! E tem muito "jornalista" por ai que nem sequer checa as fontes...

  12. Narciso Tenório Postado em 16/Apr/2014 às 13:31

    Realmente é uma historinha bem duvidosa a desse "gringo" que se autodenomina " jornalista". Mas como aqui no Brasil existe uma prática de disseminação de conteúdo sem a preocupação de confirmação de fonte ou veracidade e também uma prática de leitura apenas das "chamadas" ou títulos das notícias, esse tipo de divulgação de besteira anti-brasil se propaga rapidamente, sem muitos problemas. Parabéns ao jornalista(de verdade) Igor Natusch pelo trabalho.

  13. Thales Postado em 16/Apr/2014 às 13:34

    Esse cara, não conseguiu um trabalho decente e revoltado elaborou esse texto pessimista para se sentir melhor, já que não conquistou nada aqui no Brasil. Geralmente estrangeiros "Vindos da Europa e USA" pensam que é chegar no Brasil e conseguir "por ser de primeiro mundo" as melhores vagas de trabalho. Se ele é jornalista de fato, não sei! Porque um jornalista não desistiria de cobrir notícias assim tão fácil. Mikkel Jensen. Se você realmente existe, vai com Deus queridão.

  14. Thiago Santos Postado em 16/Apr/2014 às 13:36

    Logo no início do artigo cliquei nos links dos perfis do cara e da namorada, e pude ver que ambos foram criados em 2007, e não em 2013. https://www.dropbox.com/s/cyb1d1kf4tis8km/Captura%20de%20Tela%202014-04-16%20%C3%A0s%2012.31.29.png https://www.dropbox.com/s/35fe8duwl62mnga/Captura%20de%20Tela%202014-04-16%20%C3%A0s%2012.32.00.png Depois disso até segui lendo o artigo, mas a minha confiança de que você fez a pesquisa direito já não existia...

    • Gustavo B Postado em 16/Apr/2014 às 15:23

      A parte sobre o perfil do cara ser mais recente não parece muito relevante, e pode ter outras explicações ainda mais inocentes: ele usava algum outro serviço antes do FB e criou sua conta quando veio para o Brasil, ou antes usava o FB apenas para material privado, que não aparece para um usuário como tu.

    • Administrador
      Moderação Postado em 16/Apr/2014 às 16:00

      Olá, Thiago. 2007 foi o ano de "criação do perfil". Perceba que durante 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012 e até o fim de 2013 não havia praticamente nada publicado em seu Facebook. A partir de novembro de 2013, ele começa a postar descontroladamente notícias ruins sobre o Brasil. Notícias reais, mas todas com cargas sensacionalistas de maneira similar as que são tratadas em programas como os de Marcelo Rezende, Datena e etc. Este é só um ponto.

  15. Dauliene Postado em 16/Apr/2014 às 13:40

    Qualquer um que falar mal do Brasil tem status oras!! Falou mal! Parabéns "abriu os olhos dos brasileiros ignorantes e vagabundos"

    • Eduardo Abreu Postado em 16/Apr/2014 às 18:43

      com perdão, se os seus estão fechados os meus não, me inclua fora desta afirmativa.

  16. Elton Postado em 16/Apr/2014 às 13:41

    Autor exposto e deslegitimado. Nada do que ele fala é pertinente, né? A Copa do mundo da Fifa no Brasil será uma festa. Como criticar? Viva o fuleco. Uma das coisas mais lamentáveis já postadas por aqui.

  17. Leandro Postado em 16/Apr/2014 às 13:44

    realmente para algumas pessoas é difícil aceitar que outros não se importem em ganhar dinheiro, realmente é difícil aceitar que enquanto você procura matérias para lucrar, independente da imagem de quem tenta destruir , outros simplesmente se chocam com algo e desistem daquilo, desabafam , tudo sem visar lucro próprio encima da degradação da imagem alheia, realmente imagino como é difícil para pessoas como você em seu ramo ver isso, algo tão fora do padrão para você. No final o que ele disse na postagem dele está correto, é o que acontece, mas como aquilo é algo que ao menos no brasil todos sabem, é mais lucrativo tentar atacar a imagem de quem disse aquilo do que dar enfase a noticia dita por ele, que deveria ser prioridade de conscientização global. Mas como disse acima, não geraria o lucro esperado né, ainda mais comparado a atacar a imagem de alguém, afinal que site vai pagar alguém pra colocar noticia repetida né ^^ tem que inventar algo novo, variar o alvo, afinal como alguém iria desistir daquilo que veio fazer (que lhe geraria lucro) por espanto pessoal, afinal bons profissionais desse ramo não podem se deixar levar por qualquer opinião pessoal né, independente se eles precisam pagar de demônio destruindo imagens de outras pessoas, ignorando todos os menos afortunados que direta ou indiretamente serão prejudicados com a matéria dele, etc... Realmente ele não foi profissional ao preferir ter 1 opinião própria, ter a atitude de abandonar algo que ele viu que era errado, para depois ser bombardeado por outros que no desespero de uma matéria diferente do que o geral está falando vai colocar mil e uma historias de motivos para ele ter feito isso mas nenhuma vai visar o lado correto do que ele fez, do que ele falou, etc... realmente hipocrisia nível mil, afinal que outro lugar alem do Brasil encontraríamos profissionais que ignoram qualquer coisa que traga alguma realidade sobre o sofrimento do povo e perderiam a chance de lucrar atacando quem o faz? Afinal porque será que somos o pais onde a mídia controla a cabeça de todos os tolos (e tolos não faltam no Brasil). Mas, se não fosse esses tolos né, como sobreviveria os profissionais de tal ramo né, que só conseguem fazer matérias que desmoralizam pessoas, que só trazem algum lucro para si mesmo e não para o povo no geral, afinal se não fossem esses tolos, tais profissionais não teriam onde trabalhar por falta de competência para trazer matérias realmente uteis a todos, não teriam onde trabalhar por não ter peito para enfrentar as gigantes que tentam oprimir os poucos que focam nas noticias que fazem a diferença, logo, acaba existindo 1 lugar especial para tais profissionais em gerar noticias contra os verdadeiros profissionais a favor das "gigantes"

  18. Rafael Postado em 16/Apr/2014 às 13:44

    E o assassinato das crianças para não afetar o turismona copa?

    • Fernanda Postado em 16/Apr/2014 às 17:19

      Pois é Rafael, fiquei aguardando uma reportagem do site sobre essa barbaridade, mas só atacaram o cara....

  19. Leonardo Postado em 16/Apr/2014 às 13:48

    Mesmo não sendo verdade o que ele disse, a vergonha que é esta copa continua sendo verdadeira. O abuso das autoridades e a gastança descontrolada !!!!

  20. Mary Postado em 16/Apr/2014 às 14:03

    Quando eu li, também fiquei desconfiada e também tentei pesquisar sobre esse cara. Tudo que achei foi um modelo com o mesmo nome dele e... a mesma cara.

  21. Flávio Postado em 16/Apr/2014 às 14:07

    De qualquer forma, independentemente de qual seja a qualidade dele como jornalista, acho válido que, além da sua identidade, deveriam ser investigadas as suas denúncias - que são muito graves, por sinal. Parece que a mídia toda sofreu/sofre de uma preguiça monstruosa.

  22. Maria Aparecioda Jubé Postado em 16/Apr/2014 às 14:12

    A imprensa brasileira costuma entrevistar bandido fictício, onde o cara ameaça matar pessoas conhecidas, fala mal do país, esculhamba mesmo, o cara ganha uma grana e a TV que apresenta a suposta entrevista, ganha um pequena audiência. Para mim esse carinha, sem chance de vender suas matérias, levou uma grana de algum órgão de nossa imprensa golpista para falar mal de Brasil, na tentativa de detonar a copa e o país.

  23. Reinaldo Ribeiro Postado em 16/Apr/2014 às 14:14

    Em Fortaleza o filho chora e mãe não ver , e isso não é nenhuma novidade ... sétima capital mais violenta do mundo no relatório da ONU . E quanto a política de higienização , será que alguém tem alguma dúvida que as UPPs cariocas ( e seu fracasso ) é parte disso? teoria da conspiração é um dos sintomas da Esquizofrenia !!

  24. Mauro Pimentel Postado em 16/Apr/2014 às 14:25

    Igor Natusch independente de ser ou não jornalista, de ter dito isso ou aquilo não importa. Nada do que foi dito é mentira e sabemos das atrocidades que sofremos no dia a dia tentando ser brasileiros. Belo trabalho de pesquisa feito sobre ele mas seria muito mais útil se fizesse esta pesquisa em escândalos nacionais, mensalões, cuecões cheias de dinheiro, essas coisas.

  25. sonia cigerza Postado em 16/Apr/2014 às 14:26

    Moro no NE, estive recentemente em Fortaleza e ele não falou bobagens, é verdade que a coisa aqui tá difícil. Pra emitir uma opinião de uma visita se faz necessário ser jornalista??? Então, seja ele quem for, se visitou, conviveu, viu....tem todo o direito de publicar. Agora e nós brasileiros, o que estamos fazendo para mudar a imagem do país lá fora???? Nada, ficamos chateados quando vem outro, muitas vezes de fora, e coloca o dedo na ferida. Veja o que está acontecendo hoje em Salvador, e Salvador é muito mais procurado por turistas estrangeiros que Fortaleza. Só sei que a coisa tá feia, muito feia.

  26. Carol Postado em 16/Apr/2014 às 14:32

    Todos sabemos de toda podridão do nosso país. Muitos não concordam com o dinheiro gasto com a Copa, sendo que necessitamos de mais hospitais e seus devidos equipamentos, escolas novas etc. Mas que é mto estranho um jornalista, simplesmente, pegar suas coisa e ir embora por indignação, ah é mto estranho. Tô achando que esse cara mexeu com as pessoas erradas e saiu fugido.

  27. tênis 23cm pro PIG Postado em 16/Apr/2014 às 14:33

    No Brasil de hoje, jornaleiros repassam material sem ao menos dar uma simples conferida no autor/fontes. Se a notícia for boa para suas intenções políticas, não tem problema se a estória for duvidosa.

  28. Valter BArberini Postado em 16/Apr/2014 às 14:44

    Achei suspeito desde o inicio. Agora virou moda malhar o judas (Brasil) até por gringos.

  29. Giovani Andreoli Postado em 16/Apr/2014 às 14:47

    Li o "catatau". Que confusão. Eu tinha achado estranho mesmo a coisa do "sonho", achei romantizado com certeza. Mas entendi que fosse linguagem apelativa do texto só, não imaginava essa hipótese do próprio jornalista criar uma mística pra se beneficiar. Falcatrua há em tudo que é lugar. Considerando o contexto da implementação da Copa, de qualquer modo, pra mim é irrelevante esse tipo de detalhe. A narrativa pode ter tom fictícios, mas se baseia na realidade que muito "gringo" desconhece (e muitos brasileiros fazem quem não vêem).

  30. Lobo Postado em 16/Apr/2014 às 14:49

    Os fatos sociais são verdadeiros. A impressão é que se tem é que essa publicação sempre tenta neutralizar qualquer notícia negativa sobre o país porque isso pode queimar a imagem do governo. Isso se chama progapanda.

    • Ana Elisa Postado em 16/Apr/2014 às 14:54

      Concordo plenamente

      • Carmelita Postado em 16/Apr/2014 às 23:02

        Também concordo e tenho minhas dúvidas se ele foi embora por livre e espontânea vontade. Podemos observar que atualmente qualquer reportagem só vai até onde não afeta a cúpula governamental. Mesmo os grandes jornalistas têm seus direitos bloqueados quando começam a mexer nas feridas indelicadas da nossa população. Vejam o exemplo do escandalo da PETROBRAS. Alguém viu mencionado em algum lugar o nome do presidente do Brasil na época em que se começou o escândalo? E por que será?

  31. Daniele Postado em 16/Apr/2014 às 14:53

    que mico!

  32. Jaqueline Postado em 16/Apr/2014 às 14:59

    O vídeo citado não se encontra mais disponível. Por que será?

  33. Tatiane Postado em 16/Apr/2014 às 14:59

    O maior problema do internauta em geral, independente da nacionalidade é engolir tudo que a mídia mostra, sem ao menos raciocinar em cima do que lê e pior ainda, sair disseminando muitas vezes ideias falsas e de pessoas tão pouco confiáveis. Esse é um caso claro disso, a preguiça de se informar e ler, só tende a favorecer mais ainda aqueles que lucram com isso, como esse aspirante a jornalista das quantas, políticos e mídia manipuladora. A questão é, nesse caso saber se informar, mesmo tendo consciência que de fato existem mazelas desse tipo no Brasil temos que cuidar pra não sermos levado pela cegueira da revolta.

  34. Pereira Postado em 16/Apr/2014 às 15:11

    Os caras do site deram um tiro no pé com o post anterior do tal jornalista e agora tão tentando remediar. Muito engraçado.

  35. José Postado em 16/Apr/2014 às 15:16

    N sei por q, mas o vídeo publicado pelo mesmo no YouTube encontra-se privado. oO

  36. Elisabeth Camilo Postado em 16/Apr/2014 às 15:26

    De alguma forma, é bom a gente se lembrar que com a chegada da família real portuguesa ao Brasil, pintaram-se as frentes das casas e sumiram com os moradores de ruas no Rio de Janeiro. Daí nasceu a falácia " só para inglês ver". A copa no Brasil vai ser mesmo só "para gringo ver" e a limpeza já começou...

  37. Thiago Teixeira Postado em 16/Apr/2014 às 15:33

    Eu acho que não adiantou o Pragmatismo se aprofundar no assunto e trazer a tona a verdade sobre o jornalista e seus factoides para campanha eleitoral da mídia golpista. É isso que as pessoas querem, desinformação, acreditar que o Brasil é um lixo irreversível e que o Estado é culpado de tudo.

    • Leonardo Postado em 16/Apr/2014 às 16:37

      Exatamente!

  38. SabenadaInocente Postado em 16/Apr/2014 às 15:54

    Ele ficou dois anos no Brasil para aprender português, e durante esses dois anos ele não viu nada de errado. Ae agora que vai cobrir a copa ele descobriu criancinhas morrendo (que são os nossos menores infratores acorrentados em postes).

  39. Gabriel de Barcelos Postado em 16/Apr/2014 às 15:54

    Quem acompanha o trabalho dos Comitês Populares da Copa (http://www.portalpopulardacopa.org.br/ ), formados por movimentos sociais e por pessoas diretamente atingidas pela Copa, sabe que nada disso é mentira. Este evento acumula abusos dos mais diversos, como remoções, ocupações militares em comunidades, morte de operários, especulação imobiliária que impede cada vez mais o acesso à moradia, além dos gastos faraônicos. Realizar uma simples desqualificação, baseada numa visão purista de jornalismo, me parece apenas ufanismo e falta de humildade para olharmos nossos erros e colocar o dedo em nossas feridas.

  40. Diego Postado em 16/Apr/2014 às 16:56

    Esconder o quê dos gringos? Até parece que tem como esconder a desigualdade social no Brasil. Com relação à copa do mundo, há estrangeiros no Brasil que tem uma abordagem bem mais madura sobre as mazelas do país e é esse tipo de estrangeiro que eu acompanho.

  41. Stefano Venuto Barbosa Postado em 16/Apr/2014 às 17:16

    As pessoas dizem que nós brasileiros não amamos o Brasil, chamam isso de "complexo de vira-latas", ora, esse país, fora as belezas naturais e o fato de ser a terra onde nascemos, tem nos dado algum motivo para amá-lo? Eu não amo esse país, porque não é esse país que quero pros meus filhos, pra quem vier depois de mim. Eu estou deixando um mundo pior, do que eu encontrei. Um país cada vez mais violento, cada vez mais caro pro cidadão comum, cada vez mais desigual, cada vez menos culto, cada vez menos crítico. A questão não é nem que o vídeo tenha intenções políticas por trás, a questão é que tudo que está dito é verdadeiro, se esse cara existe ou não pouco importa, ao invés de procurarem a origem do que vocês chamam de "propaganda", deveriam estar debatendo sem as fardas petistas a realidade desse país. Vamos ter Copa, mas vamos ter Culpa.

    • Mauricio Palhano Postado em 23/Apr/2014 às 00:52

      Eu chamo isso de derrotismo e covardia. Elenca só as mazelas, mas tem alguma idéia o quanto esse país cresceu nos últimos 20 anos? Sabia que os programas sociais são exemplos europeus de bem-estar social ao qual sempre idolatramos? Naturalmente que não, você e a maioria está junto com a mídia: só é importante aquilo que denigre nossa imagem! A hipocrisia e o egoísmo do povo brasileiro é impressionante, um câncer que empurra a nação para trás. Ao invés de criarmos uma consciência social e começar inibindo corrupções e violências cotidianas para que de fato mudemos o país continuamos omissos, covardes, egoístas e hipocritas. O governo é reflexo de sua sociedade, pois neste encontram-se cidadãos que praticam a cultura popular no poder! Cabe aqui também mencionar a também forjada reportagem da revista France Football onde se dizia: os problemas do país já foram culpa de Portugal, dos EUA, de Lula, do PT e agora Dilma! Mas e os brasileiros? Como sempre botam a culpa nos outros. Acordem! Essa onde de sensacionalismo e demonizacao do Brasil é ridícula, deixem de ser maria vai com as outras. Claro que há muito o que percorrer! Moro em Fortaleza há 10 anos, estou constantemente na AL, conheço várias ONG's e isso é totalmente descabido e sem prova alguma. Esse jornalista de garagem veio para cá não conseguiu o que queria e ficou com raiva. Ana Elisa, como assim na cabeça dos que defendem? É claro que defendo o meu país! E não apenas com argumentos, mas com ações também, participando na AL, visitando comunidades, ou seja, tentando mudar essa situação tenebrosa! Conseguirei sozinho? Claro que não! Se cada um pensasse assim, mudariamos tudo em pouco tempo! Então se você não defende então ataca o país? Sentada em seu apartamento é? Santo Deus!!!!! Assim não existe mudança! Aos derrotistas e que desistiram, porque não vão embora? Vão para a Suíça ou Áustria! Não idolatram tantova Europa e os EUA? Tenho quase certeza que a maioria nunca nem sequer pisou fora do país e idolatra estrangeiro. Trabalhei 2 anos em navios de cruzeiro, conheço a Europa quase toda, de Portugal a Rússia, e posso lhes dizer que nem tudo que reluz é ouro. EU TENHO ORGULHO SIM DE SER BRASILEIRO! TENHO VERGONHA DE TER CONTERRANEOS COMO VOCÊS!

  42. Hugo Pereira Postado em 16/Apr/2014 às 17:44

    Por mais que pareça uma romantização dos fatos, o cara não teria por que querer se vingar do Brasil por algo. Fazer pra aparecer acho que não foi. Concordo com o que fala da imprensa no Brasil, faz sensacionalismo com uma publicação de facebook. Deveriam correr atrás investigar e não simplesmente por sites, mas devem ir atrás da pessoa física e fazer uma entrevista. Sobre ele não publicar em revistas e jornais, não conheço ele para falar se ele está errado. Talvez as coisas não funcionem assim pra ele. E talvez ele não tenha os contatos necessários para uma publicação de tal porte. Agora uma coisa realmente quero entender desse site pragmatismo político, é se vocês realmente buscam trazer a verdade se basear em fatos reais. Ou se vocês simplesmente querem brigar com a imprensa no Brasil, com ideal dos conservadores e apoiar o PT. Eu não sou PSDBista. Estou longe disso, aliás já votei no PT. Mas não concordo com a Copa no Brasil. Acho que todas as criticas quanto a isso são válidas. Também não gostei da reportagem sobre concurso de beleza em presídios (ou casa de detenção) femininos. Acho que vocês estão sendo tão tendenciosos quanto a imprensa a em relação aos assuntos que prejudicam a Dilma e o PT. Vocês fazem o papel oposto, simplesmente por conflito de interesse. Assim, não são imparciais. De qualquer maneira vou continuar lendo suas matérias, pois ainda acho muitas delas são boas.

  43. Angela Postado em 16/Apr/2014 às 18:28

    Todo dia um gringo bombástico dá a palavra final sobre o Brasil. Ai, que preguiça.

  44. Rafael Martini Postado em 16/Apr/2014 às 19:39

    Políticas higienistas (chegando ao extermínio, inclusive), estratificação social, violência policial e outras mazelas não são recentes e nem ocorrem apenas em Fortaleza, infelizmente. Óbvio que as denúncias devem ser apuradas e os problemas são gravíssimos e profundos. Mas ficou nítido que o gringo fez um charminho com seu "#assustado #partiuDinamarca". E para a claque que comenta no UOL e similares isso é combustível para criticar a Copa e o governo, o que eles adoram. Aliás, nesses portais as pessoas conseguem criticar (geralmente são só xingamentos raivosos) governos e políticos até em matérias sobre a reprodução das andorinhas australianas ou sobre a moda de usar chinelos com meias, portanto não se deve levar muito a sério o conteúdo.

  45. Rosana Morgado Postado em 16/Apr/2014 às 21:20

    O debate e a reflexão sobre o uso das informações, sobre a exposição se ideias e nossa responsabilidade sobre elas, o que elas podem ou pretendem alcançar...reflexões e debate mais qu necessários....

    • Tina Postado em 17/Apr/2014 às 07:45

      Convenhamos que muito do que ele diz é verdade. A educação e a saúde no Brasil é um lixo! Nós somos hipócritas, esses mesmos jovens que foram às ruas brigar por causas, que eles não sabem quais, q criticaram a Copa do Mundo no Brasil e criticam o governo, sao os mesmos que recebem a bolsa família, bolsa escola.. Esses votarão para a Dilma e torcerão na copa do mundo.

  46. Fernando Campos Postado em 17/Apr/2014 às 00:33

    Por mais que se deva desconfiar deste jornalista dinamarquÊs, é bem provável que esteja acontecendo extermínio de moradores de rua mesmo. O problema é que tem UMA PARTE da classe média e elite preconceituosas, que NUNCA LIGARAM PRA ESSA SITUAÇÃO DE MISÉRIA, que chama de petralha, esquerdopata, comunista quem se preocupa com essas pessoas, que aproveita a situação pra mostrar seu ÓDIO ao Brasil e aos "petralhas", sem verdadeiramente se preocupar com a miséria

  47. Soraia Postado em 17/Apr/2014 às 01:15

    a dinamarca nao é aquele pais onde adolescentes de 15 anos matam centenas de golfinhos para provarem q sao machos?

  48. Soraia Postado em 17/Apr/2014 às 01:21

    A verdade doi, doi tanto q melhor é voltar pra redoma de cristal do seguro desemprego... o melhor é nem saber o q acontece no mundo... doi saber q pra dinamarcas viverem bem como vivem, o resto do mundo é explorado e escravizado. vive 6 anos na austria, conheco bem a mentalidade do povo de pais frio. turismo legal é aquele q eles tiram foto na favela e colocam numa moldura da zara home em suas salas de ikea. covarde. faca um documentario babadeiro e nao mimimi pra fazer bonito no face.

  49. valeria borges Postado em 17/Apr/2014 às 02:20

    Prezado Igor, Começo dizendo na minha esperança na evoluçāo do jornalismo brasileiro em se declarar de esquerda ou de direita. Isto nāo afeta a credibilidade. O homem é político e nāo é imparcial. O jornalista pode ser objetivo e ético, mas vamos para com esta farsa da imparcialidade. No mundo inteiro reconhecemos veículos de comunicaçāo com tendência ideológicas e isto é sinal nao so de credibilidade como de respeito para com o leitor. Jornalista é muito esnobe, se acha inteligente demais e sub estima os leitores. devemos saber que as pessoas tem espirito critico.Estamos em ano eleitoral, nenhuma informação de nenhum dos campos , todos eles, considero confiavel. Mas a historia do dinamarquês, pode ser a real historia de qualquer estrangeiro num país de terceiro mundo. E nāo é preciso ser uma sumidade do jornalismo para dar opines. Voce por acaso, publicou seu currículo lattes ou currículo?Porque nao se pode fechar os olhos para tantos gastos com mega eventos esportivos,num país onde as necessidades básicas nāo sāo supridas ( alimentação, saúde e educação para todos) Esta copa nāo é para os brasileiros, existe graves erros de planejamento e ufanismo é o que menos precisamos. Temos que evoluir. Sinto uma grande solidao. A política esta desvirtuada. Nao se pode ganhar e roubar tanto com esta profissão. E nao existe interesse em pensar no bem coletivo, existe egos, interesses econômicos pessoais e necessidade de poder. Sou completamente contra uma copa num país como o nosso, mesmo porque o brasileiro comum,no qual nao me incluo, pois nao gosto de futebol, mas o futebol é o esporte nacional, sem dúvidas, insisto, o brasileiro comum nao poderá assistir aos jogos devido aos valores altíssimos dos ingressos. A Fifa e a presidência nao farão discursos por causa das vaias que vāo receber.E ainda, nao existe política inteligente, o nível cultural dos nossos políticos na maioria é vergonhoso.,e o decoro parlamentar uma noçāo longínqua. .O Brasileiro e os políticos são limitados e polarizados ; são incapazes de reconhecer virtudes, boas acões e projetos no campo adversário, e destroem projetos a cada 4 anos e perdem know how.Meus amigos estrangeiros nao entendem porque a todo quatro anos do funcionalismo mudam-se projetose funcionários. Igor, a história pode ser ou nao fictícia, mas a realidade é real, e eu como jornalista me recusaria a cobrir um evento deste porte, com tantos gastos, num país com crianças famintas nas ruas, e sem acesso `a educação ,saúde para todos e aonde ainda existe trabalho escravo.

  50. Miriam Postado em 17/Apr/2014 às 02:48

    Por mim esse mane ja vai tarde,quem ele pensa que e? Um tremendo idiota. Tchau!

  51. Márcia Ribeiro Postado em 17/Apr/2014 às 08:46

    Não me causa nenhum espanto a matéria vendida... de ambas as partes. Vamos parar com essa hipocrisia de 'jornalismo verdade, doa a quem doer' !!!!

  52. John H. Postado em 17/Apr/2014 às 08:53

    Um pouco de informação que talvez possa suplementar o excelente artigo encima: 1. O nome completo dele é "Mikkel Keldorf Jensen", o sobrenome é "Jensen", e este sobrenome é muito estendido aqui na Dinamarca, como por exemplo "Costa" no Brasil. É bastante normal na Dinamarca que se vc queira se promover como profissional no mercado, só usa a parte do do seu nome completo que é mais "única", por que assim é mais provável que seu público (leitores, etc.) e clientes potenciais (jornais, revistas, etc.) lembram de vc e podem te procurar por exemplo no internet (por exemplo http://www.mikkelkeldorf.dk/ ) 2. Julgado pela informação que Mikkel Keldorf mesmo tem provido no internet, por exemplo em LinkedIn ( br.linkedin.com/pub/mikkel-keldorf/31/770/38 ) ele tem a formação de 4 anos de jornalista da faculdade de jornalismo de Dinamarca ( http://www.dmjx.dk/ ) e também estudou fotografia na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (fonte: http://www.mikkelkeldorf.dk/category/photography/ ). Se vc tem tanta formação de jornalismo é normal que vc chama-se "jornalista" na Dinamarca, mesmo se seja o caso que vc não tem emprego fixo como jornalista. Pelo que li, parece que o Mikkel Keldorf depois de terminar sua formação como jornalista em 2012 sempre trabalhou como jornalista independente (inglês: "freelance journalist") e não tem tido até agora emprego fixo como jornalista. 3. Já há uma semana - dia 10 de abril 2014 - quando a historia começou divulgar-se nas medias na Dinamarca, os colegas de Mikkel Keldorf, outros jornalistas na Dinamarca, estavam um tanto desconfiados com respeito á informação dele. Por exemplo pra verificar a sua denuncia de aumento de homicídios por causa da copa se aproximar, consultaram á organização Amnesty International ( http://anistia.org.br/ ), e eles declararam que não tem havido atualmente em relação com a copa no Brasil mais assassinatos de crianças de rua do que "normal" no Brasil. Mais além disto eles não recomendam um boicote da copa em 2014 e tampouco dos jogos olímpicos em 2016, no contrario recomendam usar estes eventos como oportunidades pra entrar em dialogo e tentar melhorar as condiçoes (fonte em Dinamarquês - tente talvez usar Google tradutor: http://www.dr.dk/nyheder/udland/2014/04/10/090130.htm ). Saudações cordiais de "John H.": Dinamarquês, viajei 7 vezes de ferias ao Brasil, última vez em 2008. Tive um sonho de um dia trabalhar no Brasil como consultor de informática, mas não foi possivel.

  53. Fernando Postado em 17/Apr/2014 às 11:10

    na entrevista dele no Youtube não aparece nada de genocídio contra crianças. Ele fla da experiência com moradores das favelas e dos atrasos nas obras da copa. Até aí, normal, todo mundo sabe disso. O fato é que se tiverem a paciêcia de cruzar seus contatos no facebook com os comentários, verão que é uma manobra orquestrada do tipo que os coxinhas fizeram há um ano "pedindo socorro ao mundo" porque o país estava sendo dizimado pelos "comunistas". Na página deste "jornalista" tem uma tupiniquim que tenta escrever em Inglês que os opositores ao regime são assassinados no meio da rua, como se o país vivesse numa guerra civil. Essa matéria desse dnamarquês é tão válida quanto uma nota de 3 Reais.

  54. Gilmar Postado em 17/Apr/2014 às 12:35

    Não vai ter copa mas vai ter copa, vai ter copa pra quem acha que tudo está bom, não vai ter copa para quem usa SUS, transportes, quem precisa de um lar, quem precisa de emprego e bom salário! Pro restante tudo é maravilha e para esses vai ter a copa! Estou ancioso para que ela chegue logo para eu assistir a bagunça generalizada que vai se instalar dentre já.

  55. Thiago Teixeira Postado em 17/Apr/2014 às 13:47

    Ao menos que os bagunceiros estejam preparados para encarar o CHOQUE. Algo que duvido.

  56. leandro Postado em 17/Apr/2014 às 15:33

    A QUESTÃO PRINCIPAL AÍ É: COMPLEXO DE VIRA-LATAS... REPAREM COMO TODAS ESSAS NOTÍCIAS FALSAS SOBRE SUPOSTAS PESSOAS CRITICANDO O BRASIL NA COPA SÃO SEMPRE "JORNAL FRANCES", "JORNALISTA DINAMARQUES" ETC... OU SEJA, SÓ GENTE CHIQUE, BRANCA DE OLHO AZUL... o cra que sofre de complexo de vira latas odeia o brasil, os pobres e os pretos, portanto no fundo odeia a si mesmo... lamenta nao ter nascido branco, rico e chique...

  57. testemunha binocular Postado em 19/Apr/2014 às 11:47

    Mais um com pinta de armação...

  58. newton silva Postado em 23/Apr/2014 às 15:31

    Que jornalista é esse que abandona um furo de reportagem? É como aquele repórter que ia entrevistar um político no aeroporto e chegou na hora exata em que o dito cujo era assassinado. Então ele voltou para a redação pois não pôde entrevistar o tal político pois ele tinha morrido.

  59. Jean Postado em 01/Jul/2014 às 21:25

    muitos Brasileiros fizeram como ele...... e por sinal, a maioria achou que ia ser uma catástrofe! então nem venham querer pregar o Dina na Cruz..... ta cheio de Dinabrasileiros infiltrados!!!